Lessa dá sinais de que vai para a reeleição e diz que Renan Filho é favorito em 2018
   22 de julho de 2017   │     23:22  │  0

Ronaldo Lessa já foi convidado várias vezes pelo grupo de Rui Palmeira – isso não é segredo para ninguém – para encarar a disputa contra Renan Filho em 2018.

Bem avaliado nas pesquisas – para qualquer cargo, incluindo governo e Senado – o deputado federal Ronaldo Lessa dá cada vez mais sinais de que vai mesmo disputar a reeleição.

Em entrevista no semanário Tribuna do Sertão, Lessa diz que Renan Filho é favorito na disputa da reeleição em 2018. Ao afirmar o que parece “óbvio”, Ronaldo diz muito mais. Ele não só deixa claro que não vai disputar o governo, como prepara o terreno para disputar as eleições de 2018 em aliança com RF e Renan Calheiros.

Nos bastidores, já se sabe que ele, Lessa, tem costurado a aliança com os Calheiros. Nem um dos lados tem pressa, mas já se sabe que existe o compromisso de Lessa marchar junto com RF e Renan na próxima eleição. Falta agora apenas definir quando a aliança será retomada.

As conversas entre o deputado federal, senador e governador não passam por um rompimento de Lessa com Rui Palmeira ou qualquer coisa parecida, até porque a essa altura uma candidatura do prefeito de Maceió ao governo é considerada improvável.

Com Lula

A posição dos Calheiros em relação a Michel Temer e Lula conspira a favor da reaproximação com Lessa. Deputado federal pelo PDT, Ronaldo Lessa está na oposição ao governo federal e deve participar, junto com o governador e o senador, da recepção ao ex-presidente em Alagoas, no próximo dia 20 de agosto.

COMENTÁRIOS 0

Após 15 meses de exposição negativa, PF diz que Renan não obstruiu Lava Jato
     │     17:19  │  0

A delação de Sérgio Machado foi homologada em maio de 2016. O caso ganhou repercussão principalmente pelos grampos que o ex-presidente da Transpetro fez de conversas privadas com José Sarney, Romero Jucá e Renan Calheiros.

Nessa sexta-feira, 21, a Polícia Federal enviou ao Supremo Tribunal Federal relatório conclusivo da investigação sobre suposta tentativa de obstrução da Operação Lava Jato. No relatório, de 59 páginas, a PF conclui que não houve crime de obstrução.

Pelas redes sociais, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que a “essa decisão da PF mostra que réus desesperados pela redução de pena e para lavar dinheiro público roubado não podem acusar sem provas”.

Renan disse, ainda, que “além da violação à minha intimidade e da minha família, fiquei exposto na mídia e até pediram a minha prisão quando exercia a presidência do Senado. O saudoso ministro Teori negou o pedido. Mas, com base nessa mesma gravação, o ministro Marco Aurélio tentou me afastar da presidência do Senado e da linha sucessória da presidência da República por liminar (ferindo o Legislativo e a Democracia), mas o plenário do STF reparou o abuso no dia seguinte”.

Apesar da exposição negativa na mídia, durante todo esse tempo, o senador, recebeu sem açodamento a decisão da PF: “vida que segue”, concluiu.

O relatório da PF foi revelado, em primeira mão, pelo G1. Veja a reportagem:

PF conclui inquérito e não vê crime de obstrução de Renan, Jucá e Sarney

A Polícia Federal enviou nesta sext30a-feira (21) ao Supremo Tribunal Federal relatório conclusivo da investigação sobre suposta tentativa de obstrução da Operação Lava Jato pelos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Romero Jucá (PMDB-RR) e pelo ex-senador e ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP).

No relatório, de 59 páginas, assinado pela delegada Graziele Machado da Costa e Silva, a Polícia Federal conclui que não houve crime de obstrução. Para a PF, a eventual intenção não pode ser considerada crime, e, portanto, os políticos não cometeram atos de obstrução da Justiça.

A PF avaliou gravações de diálogos feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, delator da Operação Lava Jato. Numa das conversas, com Romero Jucá, o senador sugere a mudança do governo a fim de viabilizar um pacto para “estancar a sangria” representada pela Lava Jato.

Leia aqui, na íntegra:

http://g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/noticia/pf-conclui-inquerito-e-nao-ve-crime-de-obstrucao-de-renan-juca-e-sarney.ghtml?utm_source=whatsapp&utm_medium=share-bar-smart&utm_campaign=share-bar

 

 

COMENTÁRIOS 0

Rui Palmeira engrossa o tom e acusa Temer de fazer “teatro” em visita a Maceió
     │     16:57  │  0

Em meio a dificuldades financeiras na prefeitura, com problemas que vão de buracos nas ruas a greve dos servidores, o prefeito de Maceió voltou a fazer duras críticas ao governo de Michel Temer.

No dia 10 de julho, depois de retornar de Brasília onde foi em busca de recursos e só conseguiu promessas, Rui Palmeira defendeu o rompimento do PSDB com o governo Michel Temer. Na sexta-feira, 21, em entrevista ao UOL, o prefeito engrossou o tom e acusou o presidente de ter feito “teatro” durante visita que fez a Alagoas, no final de maio.

Após os estragos causados pelas chuvas, Temer prometeu liberar recursos para ajudar a prefeitura de Maceió. Até agora, segundo o prefeito, os recursos não chegaram.

“Já tem dois meses, e a coisa não acontece. É muito frustrante! A gente vai a Brasília, ouve promessa, se reúne com ministros, vem aqui o presidente da República fazer todo aquele teatro com um monte de ministros e não sai nada. Isso vai cansando”, disse o prefeito ao UOL.

Leia a reportagem do UOL:

Prefeito de Maceió diz que Temer fez “teatro” em visita após estragos causados por chuva

O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), fez duras críticas nesta sexta-feira (21) ao governo do presidente Michel Temer (PMDB). Ele definiu como “um teatro” visita de Temer e ministros no final de maio, após grande volume de chuvas provocar estragos em cidades de Alagoas e Pernambuco. Ao comentar a demora na liberação de recursos emergenciais prometidos na ocasião, Palmeira falou em “burocracia idiota”.

“Já tem dois meses, e a coisa não acontece. É muito frustrante! A gente vai a Brasília, ouve promessa, se reúne com ministros, vem aqui o presidente da República fazer todo aquele teatro com um monte de ministros e não sai nada. Isso vai cansando. Beira a irresponsabilidade a atitude do governo federal em relação não só a Maceió, mas sei que Recife está a mesma coisa. Ficam enrolando não o prefeito, mas a população, porque vão lá e dizem é hoje, é amanhã. Aí manda agora tirar foto, fazer vídeo. Isso porque é emergencial, imagina se não fosse”, disse o prefeito.

Temer visitou Maceió e o Recife na noite do dia 28 de maio, um dia após as maiores precipitações registradas no ano nas duas cidades. Em Maceió, ele fez uma reunião rápida, que não durou meia hora, e, na saída, disse que iria liberar recursos emergenciais, mas não informou valores ou prazos.

Segundo a Defesa Civil municipal, a capital alagoana sofre com chuvas acima da média desde abril. A média histórica de abril a julho é de 1.256 milímetros, mas até hoje foram registrados 1.767,6 mm –40,7% a mais.

Leia aqui, na íntegra:

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/07/21/prefeito-de-maceio-diz-que-temer-fez-teatro-em-visita-e-impoe-burocracia-idiota-por-verba-emergencial-pos-chuva.htm

 

 

COMENTÁRIOS 0

“Independente de partido”, prefeito do PSDB diz que está com Renan e RF
   21 de julho de 2017   │     21:14  │  1

Alguns prefeitos de Alagoas deixaram o PSDB, como registrei aqui, com o objetivo de ficar mais à vontade para declarar apoio ao governador Renan Filho (PMDB) e ao senador Renan Calheiros (PMDB).

O prefeito de Messias, Jarbinhas Omena (PSDB), que nunca escondeu a boa relação com Renan e RF, recebeu governador e senador nesta sexta-feira, 21, pela manhã. Ao lado do secretário de Agricultura, Álvaro Vasconcelos, eles entregaram três patrulhas mecanizadas (tratores e implementos) para agricultores familiares – veja o texto abaixo.

Também em Messias, RF anunciou a construção de um CISP, além de investimentos no sistema de abastecimento de água.

Jarbinhas aproveitou o encontro com Renan e Renan Filho para avisar, que independente de questão partidária, estará com os dois.

“As pessoas confundem muito esta questão partidária. Eu sou do PSDB, mas o governador Renan Filho tem meu apoio total, o senador Renan tem meu apoio total, o apoio do nosso grupo político. Independente de sigla partidária, eu acho que nós temos de trabalhar com gratidão com quem tem compromisso e está junto com a gente e nesse ponto estou firme, topado e fechado”, avisa.

Além das emendas do senador, Jarbinhas diz que Renan Filho tem sido sempre atencioso com sua cidade: “ele tem resolvido problema aqui de Messias, tem ajudado em problemas que a gente lutava a muito tempo sem resolver, como a questão da água. O governo está investindo agora aqui com a Casal recursos próprios. Eu não tenho como dizer hoje que não tenho como apoiá-lo. Ao contrário, ele tem meu total apoio independente de qualquer situação partidária”.

Patrulha no campo

O governo de Alagoas deve entregar, este ano, 219 tratores para agricultores familiares e prefeituras do interior. Deste, 35 foram frutos de emendas do deputado federal Marx Beltrão (atual ministro do Turismo), 10 do deputado federal Paulão e 35 do senador Renan Calheiros. O governo do estado também anunciou a compra de 120 tratores.

A Agência Alagoas registrou a entrega de tratores em Messias, nesta sexta-feira. Confira.

O governador Renan Filho e o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, fizeram, na manhã desta sexta-feira (21), em Messias, a entrega de três patrulhas agrícolas mecanizadas. Os tratores equipados com colheitadeiras e arado serão utilizados, exclusivamente, pela agricultura familiar no município.

Governo entrega patrulhas agrícolas, veículos e equipamentos em Messias

Renan Filho anuncia construção de um Cisp e investimentos no sistema de abastecimento de água da cidade

O governador Renan Filho e o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, fizeram, na manhã desta sexta-feira (21), em Messias, a entrega de três patrulhas agrícolas mecanizadas. Os tratores equipados com colheitadeiras e arado serão utilizados, exclusivamente, pela agricultura familiar no município.

“Chegamos a Messias num dia de chuva e esses tratores vão prestar um grande benefício: cortar e preparar a terra para que o pequeno agricultor familiar comece a plantar e assim melhorar sua condição de vida e de toda a sua família”, observou Renan Filho.

As máquinas agrícolas foram viabilizadas por meio de emenda parlamentar do senador Renan Calheiros, que participou da solenidade de entrega. “A maior satisfação que você tem é chegar ao município e ver uma Prefeitura organizada e com condições de receber investimentos em infraestrutura e equipamentos agrícolas. Isso sem dúvida facilita o trabalho do senador lá em Brasília”, afirmou Renan Calheiros.

De acordo com Álvaro Vasconcelos, serão entregues, este ano, 219 patrulhas mecanizadas aos municípios alagoanos. Segundo ele, 123 desses tratores serão disponibilizados diretamente pelo Governo de Alagoas e os demais por meio de emendas parlamentares com contrapartida do Estado. Só este mês, foram entregues 37 patrulhas mecanizadas.

Leia aqui, na íntegra: http://www.agenciaalagoas.al.gov.br/noticia/item/17873-governo-entrega-patrulhas-agricolas-veiculos-e-equipamentos-em-messias

 

 

COMENTÁRIOS 1

3a via? JHC anuncia a construção da “nova força” na política de Alagoas
     │     11:31  │  0

Bem colocado nas pesquisas para o governo, o deputado federal JHC (PSB) avisa, desde já, que vai para a reeleição em 2018. Mas não vai sozinho.

JHC avalia que é possível construir uma alternativa aos grupos de Renan Filho (PMDB) e Rui Palmeira (PSDB), que vem sendo chamada de 3a via.

O deputado, no entanto, não considera esse o melhor nome. “Estamos, na verdade, apostando numa mudança, na construção de uma nova força na politica de Alagoas, capaz de romper com a política tradicional e oferecer uma nova proposta para nosso estado”, aponta.

Além de costurar chapas proporcionais para deputado estadual e federal, JHC acha que é viável lançar uma chapa majoritária, para governo e Senado.

Além de buscar nomes já conhecidos na política, queremos inovar, lançando nomes que nunca disputaram antes uma eleição tanto para a chapa proporcional, quanto majoritária. Acredito que vamos surpreender”, aponta.

Os nomes vem sendo mantidos sob sigilo, para evitar que sofram “pressão” de outros partidos ou de caciques políticos. Os nomes serão revelados “no momento adequado”.

COMENTÁRIOS 0