Haddad cresce e agora tem dobro de votos de Bolsonaro no Nordeste
   25 de setembro de 2018   │     11:14  │  0

A nova pesquisa Ibope com a intenção de votos para presidente, divulgada na noite dessa segunda-feira, 24, trouxe alterações significativas na corrida pelo voto por regiões – embora os principais candidatos tenham mantido sua posição no resultado geral.

Jair Bolsonaro segue em primeiro com os mesmos 28% da pesquisa anterior e pode ter atingido o teto após registrar forte crescimento nas primeiras semanas de setembro.

O candidato do PSL, mesmo mantendo o percentual da semana passada no resultado geral, perdeu oito pontos na região Sul, onde tinha 38% e agora tem 30%. Bolsonaro, no entanto, avançou um ponto no Nordeste e tem agora 17% na região, empatado numericamente como Ciro Gomes.

Fernando Haddad consolidou o segundo lugar na corrida presidencial, crescendo de 19% para 22%. O candidato do PT ampliou a liderança no Nordeste, crescendo de 31% para 34% na região, onde teria o dobro de votos do segundo colocado, mas seu maior crescimento foi na região Sul, onde cresceu de 11% para 19%.

No Sudeste, Bolsonaro cresceu três pontos e agora tem 31% das intenções de voto no primeiro turno. Haddad oscilou de 15% para 16%.

Na soma das regiões Norte e Centro-Oeste, Bolsonaro lidera com 33% (tinha 32%) e é seguido por Fernando Haddad, que subiu de 15% para 20%.

O Ibope foi a campo entre os dias 22 e 23 de setembro e ouviu 2.506 eleitores. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR06630/2018.

 

Veja aqui texto do UOL sobre a pesquisa:  Ibope: Bolsonaro perde votos no Sul e Haddad sobe na região

Líder no Segundo Turno

Ciro Gomes, manteve a liderança isolada na terceira posição, com 11% e ainda teria chances de chegar lá, dependendo de movimentos do eleitor em direção ao voto útil – contra Bolsonaro e contra o PT.

O candidato do PDT, numa simulação de segundo turno, é o que tem maior intenção de votos em qualquer cenário, contra qualquer candidato.

O Ibope mostrou aos entrevistados quatro cenários para o segundo turno da eleição presidencial, e Bolsonaro ficou atrás em três: contra Fernando Haddad (PT), Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB). O concorrente do PSL empata numericamente com Marina Silva (Rede). A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Haddad x Bolsonaro

• Haddad: 43%

• Bolsonaro: 37%

• Brancos/nulos: 15%

• Não souberam/não quiseram responder: 4%

Ciro x Bolsonaro

• Ciro: 46%

• Bolsonaro: 35%

• Brancos/nulos:  15%

• Não souberam/não quiseram responder: 4%

Alckmin x Bolsonaro

• Alckmin: 41%

• Bolsonaro: 36%

• Brancos/nulos: 20%

• Não souberam/não quiseram responder: 4%

Bolsonaro x Marina

• Bolsonaro: 39%

• Marina: 39%

• Brancos/nulos: 19%

• Não souberam/não quiseram responder: 4%

COMENTÁRIOS 0

“Sem destino e sem fronteiras sempre”: o adeus a um amigo
   24 de setembro de 2018   │     19:47  │  0

Um quilômetro depois do outro. Nove anos na estrada. Rodando Alagoas de canto a canto e vez por outra dando uma esticada mais longe. Se emendássemos tudo, daríamos com folga mais de dez voltas na terra.

Foi uma longa jornada Samuel. E sou grato. Mais do que um colega de trabalho, um bom amigo. Conselhos, confidências e muitas, muitas, muitas imagens.

Juntos contamos tantas histórias, mostramos o que essa nossa terra tem de bom. Essa mesma terra, amigo, que haverá de te acolher como última morada.

Sua jornada foi de muita luta, mas também de muita alegria.

Você parte cedo, deixando por aqui uma legião de amigos. A família, a turma da comunicação, o grupo da vaquejada, a agropecuária, a agricultura familiar. Todos vão sentir saudades. A equipe da BCCOM, de hoje e de ontem, com quem você dividiu tantas horas e histórias, sentirá além de saudades, falta de seu trabalho, da sua energia e sua capacidade de se reinventar e seguir sempre em frente.

Siga em paz velho amigo, “sem destino e sem fronteiras sempre”, como você ás vezes gostava de “assinar” como sua marca.

Obrigado por tudo.

Nota

Informo com pesar que Samuel Gomes Pereira, um colega de trabalho, que considero como um grande amigo, faleceu nesse domingo, 23, vítima de acidente automobilístico.

O corpo será velado a partir das 10h desta terça-feira, 25, na Igreja Assembleia de Deus, na rua cruzeiro do sul, 165, Vergel, por trás do Colégio Rui Palmeira. O sepultamento será no Memorial Park Maceió, no bairro Benedito Bentes às 16h.

COMENTÁRIOS 0

Renan Filho poder ser eleito com maior percentual de votos do Brasil
     │     13:07  │  0

Em reportagem desse sábado, 22, o UOL revela que 20 dos atuais 27 governadores do país estão na disputa pela reeleição. Destes, 10 tem chances de se reeleger já no primeiro turno. O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB) aparece entre os favoritos e tem agora, após a desistência de Fernando Collor, o maior percentual de votos entre todos os candidatos a governador.

De acordo com a última pesquisa Ibope, Renan Filho tem 65% das intenções de votos e seria, proporcionalmente o mais votado do Brasil, se as eleições fossem hoje.

Mas se quiser garantir a liderança, Renan Filho terá reforçar sua campanha nas ruas, no guia eleitoral e nas redes sociais. Pelo menos dois candidatos a governador podem ultrapassar Renan Filho: Camilo Santana (PT) tem 64% dos votos no Ceará e Rui Costa (PT) tem 60% dos votos na Bahia, segundo as pesquisas.

Veja a reportagem do UOL

Pesquisas: A 15 dias da eleição, 6 governadores podem vencer no 1º turno

A exatos 15 dias do primeiro turno das eleições deste ano, dez candidatos a governador têm chances de serem eleitos já nesta primeira fase da disputa, sendo que seis deles já ocupam o governo e buscam a reeleição. O levantamento foi realizado pelo UOL com base nas pesquisas mais recentes divulgadas pelos institutos Ibope (para cada estado) e Datafolha (fez apenas em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal e Pernambuco). Além da intenção de votos total, foram analisados os percentuais de votos válidos.

Os seis governadores que lideram com folga as pesquisas e podem ser reeleitos são: Renan Filho (MDB), em Alagoas; Rui Costa (PT), na Bahia; Camilo Santana (PT), no Ceará; Flávio Dino (PCdoB), no Maranhão; Wellington Dias (PT), no Piauí; e Mauro Carlesse (PHS), no Tocantins.

Os outros candidatos que sairiam vitoriosos já em 7 de outubro, segundo as pesquisas, são Renato Casagrande (PSB), no Espírito Santo; Helder Barbalho (MDB), no Pará; Ratinho Júnior (PSD); no Paraná; e Ronaldo Caiado (DEM), em Goiás.

Nesse cenário, o Nordeste é a região que mais concentra candidatos que podem ser eleitos já no primeiro turno – são eles Renan Filho, Rui Costa, Camilo, Dino e Dias.

Em todo o Brasil, 20 dos atuais 27 governadores buscam um segundo mandato, mas só metade deles aparece na frente nas pesquisas e despontam com boas chances de continuar no poder – alguns enfrentam dificuldades até em alcançar votos suficientes para chegar ao segundo turno.

As disputas

Em Alagoas, Renan Filho deve se reeleger com facilidade no primeiro turno. Ele apareceu com 65% das intenções de voto no Ibope divulgado em 20 de setembro – a primeira pesquisa após a desistência de Fernando Collor de Mello (PTC) da disputa. O emedebista é apoiado pelo PT. O segundo colocado foi Josan Leite (PSL), do partido do presidenciável Jair Bolsonaro, com 5%. Brancos, nulos e não souberam/não responderam somaram 26%.

Leia aqui, na íntegra

https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/09/22/pesquisas-a-13-dias-das-eleicoes-10-governadores-podem-vencer-no-1-turno.htm

COMENTÁRIOS 0

Fernando James pode ser a surpresa na eleição de federal em AL
   23 de setembro de 2018   │     17:50  │  5

Na busca pelo voto de opinião, pode surgir uma novidade na formação da próxima bancada federal de Alagoas.

Candidato a federal pela coligação Alagoas com o Povo, Fernando James (PTC) vinha sendo apontado como um dos prováveis eleitos na chapa que deve eleger quatro deputados.

Ele concorre diretamente com Arthur Lira (PP), JHC (PSB), Severino Pessoa (PRB), Pedro Vilela (PSDB) e Tereza Nelma (PSDB), que estão bem posicionados na briga por uma destas vagas.

O fato novo é que nos últimos dias Fernando James ganhou um importante reforço. O seu pai, senador Fernando Collor (PTC), que deixou a disputa ao governo com mais de 20% de intenções de votos, entrou forte na campanha do filho.

Com grande número de seguidores no Estado, além de participar de atos de ruas, Collor tem usado também as redes sociais para pedir votos para Fernando James.

Apresentado como a nova força jovem da política alagoana, numa eleição carente de novos nomes, Fernando James pode surpreender na reta final, assim como aconteceu na eleição de 2014 com JHC e em 2010 com Renan Filho.

Agora é esperar o dia 7 de outubro.

Veja o vídeo que Collor postou no Facebook:

 

 

COMENTÁRIOS 5

Candidatos ao governo de AL usam guia eleitoral para pedir votos para o Senado
   22 de setembro de 2018   │     19:21  │  1

Com a saída de Collor, Renan Filho ficou tranquilo na disputa pela reeleição.  Já a corrida para o Senado promete ganhar muita emoção daqui por diante.

No guia eleitoral dessa sexta-feira, 22, o candidato a governador da coligação Alagoas com o Povo, Pinto de Luna (PROS) gastou a maior parte do seu tempo para fazer propaganda dos dois candidatos a Senado de sua chapa: Benedito de Lira (PP) e Rodrigo Cunha (PSDB).

De forma mais discreta, o governador e candidato à reeleição, Renan Filho, também tem usado parte do seu tempo na TV para pedir votos para o senador Renan Calheiros (MDB).

O governador também tem aparecido no guia eleitoral do outro candidato de sua coligação, Maurício Quintella (PR).

Na liderança da última pesquisa Ibope para o Senado, Renan Calheiros e Rodrigo Cunha podem virar alvos de outros candidatos.

Nos bastidores começaram a circular informações de que os marqueteiros dos outros candidatos já começaram a preparar a artilharia.

Estranhamente, quem tem sido alvo de pancadas nos últimos dias é o candidato do PR ao Senado, Maurício Quintella.

O candidato do Patriotas ao Senado, Sérgio Cabral, tem “preparado o terreno”. As críticas fazem referência a um processo de irregularidades na compra de merendas escolar quando Quintella foi secretário de Estado. Em política esse é o tipo de artimanha que se usa para evitar que um candidato “levante voo”.

 

COMENTÁRIOS 1