Bolsonaro ‘libera’ indicação de cargos federais para deputados em AL
   19 de julho de 2019   │     23:20  │  0

Demorou, mas finalmente o governo de Jair Bolsonaro começou a efetivar as mudanças nos cargos federais em Alagoas.

São mais de 50 cargos. Alguns mais desejados do que outros. Codevasf, Porto de Maceió, DNIT, Incra, Funasa, Correios e CBTU, Conab, além das delegacias de ministérios estão entre os postos mais disputados.

A “negociação” para as indicações foram retomadas recentemente. Em abril passado, como registrei aqui, a bancada federal preferiu não fazer nenhuma indicação ante os critérios que estavam sendo oferecidos pelo Palácio do Planalto.

Terão direito a indicações seis dos nove deputados federais do Estado. De fora ficam os de “oposição”. O voto contra a reforma da Previdência e outros projetos de interesse do governo define em que lado cada um está. Os deputados Paulão (PT), João Henrique Caldas (PSB) e Tereza Nelma (PSDB), por esse critério não indicam ninguém.

Os outros seis deputados vão manter as atuais posições e em alguns casos até ampliar a participação.

Em Alagoas, as indicações devem ser “dominadas” pelos deputados federais Marx Beltrão (PSD), que é coordenador da bancada federal, Arthur Lyra (PP), líder de bancada e Isnaldo Bulhões (MDB), integrante da Mesa Diretora e coordenador da bancada do partido no Nordeste.

Até o momento foram confirmadas, em Alagoas, algumas indicações. Arthur Lira (PP) vai manter a Codevasf. Marx Beltrão (PSD) terá de volta o comando político do Porto de Maceió. Nivaldo Albuquerque indicará o superintende da Funasa.

Isnaldo Bulhões (MDB), que tem influência nos ministérios da Agricultura e da Cidadania em Brasília deve indicar cargos ligados à estas pastas em Alagoas.

Os deputados Severino Pessoa (PRB) e Sérgio Toledo (PR) também farão indicações via bancada.

As negociações, segundo informações de bastidores, foram definidas com a articulação política do Palácio do Planalto e feitas em bloco, contemplando entre outros partidos o PSD,PP, PRB, DEM, PL, Podemos e Solidariedade.

As nomeações começarão a sair no começo da próxima semana. O deputado Marx Beltrão, ao que se sabe, deve indicar Jorge Galvão, ex-diretor da Casal, para assumir a direção do Porto de Maceió. O deputado Arthur Lira deve manter James Marlan Ferreira Barbosa, ex-prefeito de Limoeiro de Anadia como superintende da Codevasf.

Os cargos

São cerca de 50 cargos federais de direção (comissionados) em Alagoas. Muitos deles, no entanto, são “técnicos”, a exemplo da Caixa, BB, Receita Federal, Polícia Federal etc. A remuneração varia de R$ 3 mil a R$ 30 mil.

COMENTÁRIOS 0

Imbróglio? PP de Maceió ‘suspende’ convenção após decisão da estadual
     │     19:13  │  0

A convenção do diretório municipal do PP em Maceió, prevista para este sábado, 20, não será mais realizada.

A decisão foi tomada pela direção executiva estadual do partido em Alagoas, em reunião nessa quinta-feira, 18.

O adiamento da convenção alimenta especulações que circula nos bastidores sobre uma disputa interna pelo comando do PP na capital. O partido deve apresentar candidato a prefeito de Maceió em 2020.

O atual vice-prefeito e presidente do PP na capital trabalha para viabilizar seu nome e decidiu antecipar a convenção – como revelado aqui. A decisão teria provocado divergências internas.

O deputado estadual Davi Davino Filho também tem sido apontado como um dos possíveis nomes na disputa e tem aparecido bem posicionado nas pesquisas.

Dirigentes do PP, no entanto, negam que exista polêmica. “Foi uma decisão estatutária e vale para todos os 102 municípios de Alagoas ”, resume Léo Loureiro.

Líder do PP na Assembleia Legislativa de Alagoas, Loureiro participou da reunião que contou também com presença de outros deputados estaduais, do deputado federal Arthur Lira, vereadores de Maceió e prefeitos de cidade do interior.

“As municipais terão que fazer convenção de acordo com cronograma estabelecido pela estadual. O partido está crescendo muito e por isso ficou decidido que a partir de agora a estadual vai organizar as convenções nos municípios. Todas as decisões vão passar pela estadual. A decisão será orgânica e colegiada”, aponta Loureiro.

O objetivo, reforça o líder do PP, é fortalecer o partido: “com o fim das coligações proporcionais a partir de 2020, temos que trabalhar para todo mundo sair candidato pelo PP. De prefeito a vereador. Vamos vai trabalhar nesse sentido”, adianta.

Antecipação de convenção “esquenta” clima no PP de Maceió

 

COMENTÁRIOS 0

Luciano Barbosa é exonerado da Educação pela 2a vez em 50 dias e assume governo
   18 de julho de 2019   │     22:31  │  0

Pela segunda vez em 50 dias, o vice-governador Luciano Barbosa foi exonerado da Secretaria de Educação. Este ano, ele deixo cargo entre 30 de maio e 5 de junho para assumir o governo de Alagoas durante viagem de interesse particular do governador Renan Filho.

A exoneração de Luciano Barbosa foi publicada em edição suplementar do Diário Oficial do Estado, publicada na noite dessa quinta-feira, 18. O vice assume interinamente o governo durante a viagem do governador e comitiva, que embarcou para a China, hoje. Renan Filho cumpre missão naquele país entre os dias 22 e 26 e deve retornar a Alagoas até entre o dia 28 e 30 deste mês.

A transmissão de cargo, segundo o secretário do Gabinete Civil, Fábio Farias, foi realizada antes do embarque da comitiva.

Teste

Essa é a segunda vez – e não deve ser a última – que Barbosa assume o governo este ano. Em junho, Barbosa cumpriu agenda em várias cidades do interior. Apontado como provável candidato à sucessão de Renan Filho, Luciano tem procurado participar de outras ações do governo, além da específicas da Pasta da Educação.

Questionado pelo blog, o governador em exercício não adiantou, até o momento, nenhuma agenda para os próximos dias.

COMENTÁRIOS 0

“Bolsonaro ‘comprou’ a ideia de construir um Hospital Universitário em Arapiraca”
     │     19:16  │  1

O deputado federal Severino Pessoa (PRB) bateu na porta do Palácio do Planalto para ‘vender’ um projeto que pode transformar a saúde na região do agreste. O parlamentar defende a construção de um hospital universitário em Arapiraca.

“O hospital servirá não só para atender a população da cidade, que hoje tem 240 mil habitantes, mas de toda a região. Temos mais de um milhão de pessoas que recorrem a diversos serviços em Arapiraca. Além disso, a unidade também vai o curso de medicina do campus da Universidade Federal de Alagoas no município”, aponta.

Com o projeto embaixo do braço, Pessoa foi recebido pelo ministro da Casa Civil, Onyz Lorenzoni, na terça-feira, 16. “De imediato ele ligou para o presidente. Ao tomar conhecimento da nossa realidade, Bolsonaro comprou a ideia”, relata.

“Ele (o presidente) ligou e mandou tocar. O ministro Mandetta (Saúde) deu passo a passo. Vai começar com um general que comanda os Hospitais Universitários (área de construção). Devpois vou no ministro da Educação. Se tiver projeto pronto, vou com a diretora do campus (Ufal) de Arapiraca. Se ela não tiver o projeto, a gente viabiliza, para que ande rapidamente”, relata o deputado.

Severino Pessoa, que participou da audiência com Onyz ao lado da vice-prefeita do município, Fabiana Pessoa, avalia que o projeto vai andar.

“Fomos encaminhado para uma reunião com o ministro da Saúde e no início de agosto voltará para novas reuniões, na Pasta da Saúde e também no Ministério da Educação.

“O presidente comprou a ideia. Agora vamos apresentar, junto com os gestores da Ufal em Arapiraca, o projeto nos ministérios da Saúde e Educação. Temos um curso de medicina e a população precisando de atendimento. E temos o sinal verde do governo federal. Agora é trablahar para que que esse hospital vire realidade o quanto antes”, diz pessoa.

Versão oficial

A assessoria do deputado enviou texto sobre as reuniões com os ministros da Casa Civil e Saúde. Confira.

Ministro da Saúde recebe severino pessoa e viabiliza implantação de hospital universitário no agreste

O sonho de um Hospital Universitário Federal funcionando na região Agreste de Alagoas está bem próximo de se tornar realidade. Após ser recebido pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o deputado federal Severino Pessoa (PRB) se reuniu com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que manifestou total apoio ao projeto do parlamentar alagoano.

Durante a reunião, que contou com a presença da vice-prefeita Fabiana Pessoa (PRB), o deputado alagoano explicou que Arapiraca é uma cidade polo, para onde convergem mais de um milhão de pessoas, sendo inclusive referência na área de saúde. Segundo Pessoa, o funcionamento de um Hospital Universitário na região será de fundamental importância para a população do Agreste e Sertão.

Severino Pessoa em reunião com o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta

Severino Pessoa com o ministro da Casal Civil, Onyz Lorenzoni

“Nosso projeto foi bem recebido pelo ministro Onyx e hoje pelo ministro Mandetta. Não tenho dúvidas que ambos, com o apoio do presidente Jair Bolsonaro, apontarão os melhores caminhos para que o projeto seja concretizado”, frisou Pessoa.

O deputado lamentou ainda que a ineficiência dos serviços de atenção básica em alguns municípios, incluindo Arapiraca, tem superlotado os poucos hospitais da cidade e, por conta da falta de estrutura, muitos pacientes permanecem por horas aguardando serem atendidos.

“O povo arapiraquense e da região não aguenta mais tanta humilhação para ter acesso a um direito básico, que é a Saúde. Conheço muita gente que prefere se submeter a tratamentos paliativos em casa do que permanecer horas sentado num corredor de hospital sendo medicado com soro fisiológico e depois liberado sem a devida atenção”, frisou o parlamentar.

Com o projeto em mãos, o ministro Mandetta se comprometeu em agilizar todos os trâmites burocráticos junto ao presidente Bolsonaro, a fim de que, num curto espaço de tempo, a construção do primeiro Hospital Universitário do interior alagoano seja concretizada.

COMENTÁRIOS 1

Prefeito de Delmiro Gouveia também pode ter mandato cassado por vereadores
     │     0:18  │  2

A cassação de prefeito em Rio Largo deve aumentar a pressão sobre Vereadores de Delmiro Gouveia. O processo, embora mais “leve”, teve um desfecho mais rápido do que a investigação que vem sendo realizada no município sertanejo.

Alvo de duas denúncias de improbidade administrativa, Gilberto Gonçalves (PP) foi acusado e julgado em pouco mais de um mês. A instalação da CEI se deu em 14 de junho e a decisão saiu nesta quarta-feira, 17.

Em Delmiro Gouveia, a Câmara de Vereadores acatou quatro denúncias contra o prefeito do município, Eraldo Joaquim Cordeiro, o Padre Eraldo. São denúncias mais graves, de improbidade administrativa e com a apresentação de supostas provas pelo denunciante.

As denúncias foram aceitas pela Câmara de Delmiro no dia 30 de abril deste ano. O prazo para a emissão de parecer, de no máximo 90 dias, termina no final deste mês.

Como mais de uma das 4 comissões tem maioria de vereadores de oposição, é provável que o parecer seja pela cassação do prefeito. A decisão final será do plenário.

Dificilmente, o resultado na Câmara de Vereadores de Delmiro será igual ao de Rio Largo, que cassou GG por 10 votos contra um.

Segundo informações de bastidores, pelo menos seis vereadores teriam cargos na prefeitura de Delmiro Gouveia. Existem ainda informações de que alguns vereadores mantém outros tipos de negócios (contratos em nome de terceiros) no município.

Estratégias

O voto de cada vereador vai depender da pressão popular. E não apenas isso. Também se discute hoje uma estratégia política e eleitoral em torno do mandato de Eraldo Cordeiro e da sua sucessão.

Para alguns, a permanência dele no cargo beneficiaria o grupo do ex-prefeito Lula Cabeleira, que teria mais chances de vencer as próximas eleições.

A cassação de padre Eraldo, por outro lado, daria um trunfo ao seu vice, Gabriel Varjão, que poderia se viabilizar como candidato a prefeito.

Os grupos de oposição em Delmiro Gouveia não estão falando a mesma linguagem. A “divisão” pode levar os vereadores a deixar a “decisão” para o Ministério Público do Estado.

O MP/AL já colheu todos os depoimentos no processo em Eraldo Cordeiro é investigado sob suspeita de fraudes em licitações e deve oferecer denúncia nos próximos dias.

Um experiente e bem articulado político delmirense avalia a “seria mais fácil para a Câmara de Vereadores cassar o Padre Eraldo depois da denúncia do MP”.

O problema é que o Ministério público não tem prazo para oferecer a denúncia. Se for depois do prazo de 90 dias da investigação, os Vereadores de Delmiro Gouveia podem passar batidos.

Depoimentos

Mesmo durante o recesso, iniciado no dia 13 de junho passado, os vereadores que integram as comissões de inquérito se reuniram na semana passada para ouvir os envolvidos nas denúncias.

Segundo um site local, a Comissão Processante da Câmara Municipal de Delmiro Gouveia (CMDG) realizou oitivas na sexta-feira (12). Representantes de empresas contratadas pelo município, em de 2017, foram ouvidos.

São quatro investigações em andamento:

Denúncia 0329-002/2019 emergencial para empresa especializada em gerenciamento de contratos, de autoria de Antônio Mário Cavalcante;

Denúncia 0329-004/2019 emergencial para contratação de empresa especializada em prestação de assessoria de contabilidade, de autoria de Antônio Mário Cavalcante;

Denúncia 0329-005/2019 adesão de ata para contratação de empresa agenciadora dos serviços de publicações oficiais, de autoria de Gilberto José da Silva;

Denúncia 0402-06/2019 contra o prefeito de Delmiro Gouveia, de autoria de Josivaldo Clarindo Vieira.

Saiba mais:

Durante sessão extraordinária, vereadores acatam quatro denúncias contra a gestão municipal

Por 10 votos a 1, Câmara de Vereadores de Rio Largo cassa mandato de prefeito 

Prefeito de Delmiro Gouveia, Eraldo Cordeiro, pode ter mandato cassado pela Câmara de Vereadores do município

COMENTÁRIOS 2