Recurso pode provocar novos atrasos no processo de falência da Laginha Agroindustrial
   22 de março de 2017   │     23:32  │  1

Destituído do cargo de administrador judicial da massa falida da Laginha Agroindustrial S/A em 7 de março passado, o advogado João Daniel Marques tenta retomar seu antigo posto.

Mais uma vez, ele recorreu ao Tribunal de Justiça para tentar voltar a função, através de agravo de instrumento.

É a terceira vez que João Daniel entra com recurso para se manter na função. Nas duas anteriores ele foi mantido por liminar, a partir de agravo de instrumento.

Uma das decisões que manteve João Daniel foi o “pivô da crise” que resultou na troca do juiz universal do processo. O juiz Nelson Fernando de Medeiros Martins, da Comarca de Coruripe, não acatou a decisão e terminou se averbando suspeito, o que terminou atrasando em pelo menos seis meses o andamento do processo de falência e postergando decisões importantes, a exemplo do arrendamento da Usina Guaxuma, alienação de duas duas usinas do grupo em Minas Gerais (Triálcool e Vale do Paranaíba) e a venda da Mapel, entre outras.

Em nova decisão, os três magistrados que passaram a responder pelo processo de falência da Laginha ( Leandro de Castro Folly, Phillippe Melo Alcântara Falcão José Eduardo Nobre) decidiram nomear uma empresa para a administração judicial – a Lindoso e Araújo Consultoria Empresarial LTDA, com sede na cidade de Recife/PE.

Depois de passar pelas mãos de vários desembargadores, o recurso de João Daniel está com o desembargador José Carlos Malta.

Um revés na decisão dos magistrados pode paralisar novamente o processo de falência que se arrasta há três anos, sem que nenhum credor tenha recebido pagamento até agora.

A decisão, do desembargador, acatando ou não o agravo, deve ser tomada nos próximos dias.

Veja trecho do recurso apresentado ao TJ/AL:

JOÃO DANIEL MARQUES FERNANDES, pela presente e por seu advogado infra-assinado, já devidamente qualificados nos autos do processo acima epigrafado, vem, mui respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, com fulcro na faculdade outorgada pelo art. 1.018 1 do CPC/2015, juntar cópia da petição de Agravo de Instrumento de n° 0804364-92.2016.8.02.0000 (DOC.01), bem como do comprovante de sua interposição (DOC.02), oferecida contra decisão deste MM. Juízo que determinou substituição do administrador judicial, ora Agravante, por uma empresa de Recife/PE; Ressalta-se, ainda, que se faz imprescindível a análise meritória do recurso ora anexado, vez que, constatadas algumas imprecisões processuais e factícias advindas da inesperada decisão ora combatida, Vossa Exa. possa realizar o Juízo de Retratação, de modo a desobstruir o tribunal ad quem, diminuindo ainda possíveis danos aos procedimentos falimentares até então implementados”;

COMENTÁRIOS 1

Novo encontro sinaliza aliança entre Marx Beltrão e Rui Palmeira
     │     15:06  │  0

Apenas oito dias depois de participar de evento ao lado Rui Palmeira (PSDB), em Maceió, o ministro do Turismo, Marx Beltrão, voltou a registrar nas redes sociais um novo encontro com o prefeito de Maceió. Desta vez, a reunião foi no Ministério, em Brasília.

Recebi o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, para tratarmos das prioridades de nossa capital. Discutimos a viabilidade de diversas obras e equipamentos estruturantes para o turismo em diversos pontos da cidade. O prefeito irá cadastrar os projetos no Sistema de Convênios e, após análise de nossa equipe técnica, vamos contemplar as melhores propostas. Maceió é um dos principais destinos turísticos do país e terá todo apoio necessário do Ministério do Turismo!”, registrou Marx Beltrão em sua página no Facebook.

Rui Palmeira também fez registro do encontro: “agora no Ministério do Turismo com Marx Beltrão, tratando de projetos. Viemos para conversar sobre a liberação de recursos para obras de infraestrutura turística. Marx está empenhado e tem apoiado Maceió para avançarmos mais”.

Entre o último encontro, registrado aqui (http://wp.me/p6TEFy-3Py) e o atual, se passaram apenas oito dias. Essa, no entanto, foi a terceira vez, em menos de 50 dias que Marx Beltrão e Rui Palmeira tiveram encontros públicos.

Bancada de Rui declara apoio a Marx

A aproximação entre ministro e prefeito remete a algo mais do que a discussão de projetos e ações do Ministério em Maceió.

Não por mera coincidência, na sexta-feira, 17, Marx Beltrão recebeu o apoio – em bloco – da bancada de Rui Palmeira na Câmara Municipal de Maceió. Pelo menos 13 vereadores do grupo do prefeito se reuniram com Marx Beltrão, posaram para fotos e anunciaram adesão a pré-candidatura de Marx Beltrão ao Senado.

Não é só. No encontro, o ministro avisou aos vereadores que não deve ficar no PMDB.

A versão nas redes sociais, no entanto, é de que o encontro foi para tratar de investimentos para Maceió.

A aliança entre o grupo do prefeito Rui Palmeira com o ministro está cada vez mais explícita. Resta saber se Marx Beltrão vai conseguir ficar com um pé em cada canoa: um no grupo do tucano, outro no governo de Renan Filho. A conferir.

marx e rui

COMENTÁRIOS 0

Renan e Téo lideram nova pesquisa para o Senado
   21 de março de 2017   │     22:18  │  4

A Pesquisa é do Ibrape e foi realizada entre os dias 6 e 9 de março, com 2 mil eleitores, em 49 cidades de Alagoas. Divulgado  aqui, em primeira mão, o levantamento como adiantei, vem circulando nas mãos de diferentes lideranças políticas do Estado.

A pesquisa que chegou aqui através de um dirigente partidário inclui a opinião do alagoano sobre as eleições para governo do estado, presidência da república e Senado.

Se as eleições fossem hoje, segundo o levantamento estimulado para a presidente, Lula (PT) teria 43%, Marina (Rede) 11%, Aécio (PSDB) 9%, Bolsanaro (PSC) 7%, Serra (PSDB) 5%, Temer (PMDB) 2%, Ciro (PDT) e Alckmin (PSDB) 1% cada, sendo 8% indeciso e 13% de branco e nulo.

Para o governo do estado a pesquisa traçou vários cenários, sempre com o governador Renan Filho como candidato. Num confronto direto com Rui Palmeira (PSDB) Renan Filho (PMDB) teria 42% contra 25% do prefeito de Maceió, numa diferença de 17 pontos.

Num cenário com 3 candidatos, incluindo o deputado federal JHC (PSB), o resultado ficou assim: RF 40%, Rui 21% e JHC 11%,c om 12% de indecisos e 16% de brancos e nulos.

Para o Senado, a pesquisa fez simulações com 4 nomes – os mais prováveis candidatos apresentados até o momento: o senador Renan Calheiros (PMDB), o ex-governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), o ministro Marx Beltrão (PMDB) e o senador Benedito de Lira (PP).

Diferente do Instituto Paraná, que divulgou pesquisa realizada no mesmo período, o Ibrape não incluiu os nomes do deputado federal Ronaldo Lessa (PDT) e do ministro dos Transportes, Maurício Quintella (PR), que a princípio são candidatos à reeleição de deputado federal.

No resultado geral, com a soma primeiro e do segundo votos, Renan ficou com 35%, Téo com 27%, Marx com 23%, Biu com 21%. Se as eleições fossem hoje, Renan e Téo seriam eleitos. É claro que ainda tem muito chão pela frente…

Não custa lembrar: nas eleições de 2018 serão dois votos para o Senado.

Na simulação do primeiro voto, segundo o Ibrape, Renan teria 22%, Marx 14%, Biu e Téo 12%, cada um.

Na simulação do segundo voto, Téo lidera com 15%, seguido de Renan Calheiros, com 13%, Biu e Marx com 9%, cada um.

ibrape senado

COMENTÁRIOS 4

PSB terá candidatos ao governo e ao Senado em AL
     │     17:30  │  0

Uma terceira via pode surgir na disputa pelo governo de Alagoas nas eleições de 2018. Esse, pelo menos, é o plano do deputado federal João Henrique Caldas, do PSB-AL: “nosso objetivo é lançar candidatos ao governo e ao Senado nas próximas eleições. Estamos trabalhando para isso e conversando com alguns nomes”, adianta.

Seria um desses nomes o próprio JHC?

A possibilidade de uma candidatura do deputado socialista surgiu depois que seu nome apareceu em pesquisa ao governo divulgada aqui (http://wp.me/p6TEFy-3Qp). JHC teve, segundo levantamento do Ibrape, 11%, num cenário em que Rui Palmeira aparece com 21% e Renan Filho com 40%.

Fiquei lisonjeado com o resultado. É bom saber que meu nome é lembrado em todo estado. Mesmo assim não pretendo disputar o governo. Sou candidato a reeleição”, adianta JHC.

O deputado avisa que o PSB, independente do “imbróglio” judicial envolvendo o comando do diretório estadual (a queda de braços entre ele, o diretório nacional e a ex-prefeita Kátia Born), segue sendo reorganizado em Alagoas: “pelo que tenho conhecimento, o diretório nacional está reorganizando o partido em vários municípios, com a nomeação de novas executivas”, aponta.

Previdência

Quanto ao projeto de reforma da Previdência, JHC é mais um dos parlamentares de Alagoas que não vota no projeto do jeito que está: “a reforma não pode penalizar os agricultores, nem os mais pobres. É preciso que seja levado em conta na proposta, as diferenças regionais”, pondera.

COMENTÁRIOS 0

Pesquisa mostra Renan Filho com 17 pontos à frente de Rui Palmeira
   20 de março de 2017   │     23:33  │  8

Pesquisa de “consumo interno” realizada pelo Ibrape, entre 6 e 9 de março, com 2 mil eleitores em 49 cidades, vem circulando nas mãos de diferentes lideranças políticas do Estado.

O levantamento que chegou até aqui por um dirigente partidário inclui a opinião do alagoano sobre as eleições para governo do estado, presidência da república e Senado.

Se as eleições fossem hoje, segundo o levantamento estimulado para a presidente, Lula teria 43%, Marina 11%, Aécio 9%, Bolsanaro 7%, Serra 5%, Temer 2%, Ciro e Alckmin 1% cada, sendo 8% indeciso e 13% de branco e nulo.

Para o governo do estado a pesquisa traçou vários cenários, sempre com o governador Renan Filho como candidato.

Num confronto direto com Rui Palmeira (PSDB) Renan Filho (PMDB) teria 42% contra 25% do prefeito de Maceió, numa diferença de 17 pontos.

A pesquisa também traçou outros confrontos diretos. Veja: Renan Filho 48% x Benedito de Lira (PP) 9%; Renan Filho 47% x Téo Vilela (PSDB) 10%.

Num cenário com 3 candidatos, incluindo o deputado federal JHC (PSB), o resultado ficou assim: RF 40%, Rui 21% e JHC 11%,c om 12% de indecisos e 16% de brancos e nulos.

Em breve, o resultado para o Senado.

ibrape 3

COMENTÁRIOS 8