PTdoB tenta mas não consegue emplacar candidatura de Rosinha como opção do “chapão”
   15 de junho de 2012   │     3:03  │  1

Não foi desta vez. Marco Toledo embarcou para Brasília na última terça-feira com uma missão. Ele queria convencer os partidos do “chapão” a liberar, com uma segunda alternativa do grupo, a pré- candidatura de Rosinha da Adefal.

Os dois conversaram, lá mesmo, com Ronaldo Lessa demoradamente. A tese é de que uma segunda candidatura no grupo poderia ajudar num confronto com a estratégia da base de Téo Vilela, que tem até essa altura quatro pré-candidatos: Nadja, Rui, Jeferson e Carimbão.

“Não vejo como”, resumiu Lessa. O pré-candidato do PDT a prefeitura de Maceió também foi a Brasília e pôs em dia a conversa com o PT e o PMDB, mantendo a estratégia de união em torno de uma só candidatura.

Mesmo assim Marco e Rosinha não jogam a toalha. A deputada usa o tempo que ainda resta para uma decisão como um forte argumento: “com minha candidatura a federal foi assim. Fui registrada como estadual, depois como federal. Tudo isso em cima da hora, nos últimos minutos do prazo”, lembra.

O jogo está aberto, acredita Marcos Toledo.  Por isso ele vai continuar articulando. Ele admite inclusive uma composição com outros pré-candidatos. Perguntei se dava para compor com Téo Vilela? “Muito pouco provável”. E com algum candidato da base do governo? “Não existe nada no momento, mas somos mais simpáticos ao Jeferson e não seria problema, se fosse o caso, ter uma conversa com Nonô”.

O mistério de Biu

Ao menos dois pré-candidatos – Carimbão e Rui Palmeira – estão no páreo para uma composição como PP em Maceió. O Senador Benedito de Lira joga a decisão mais para adiante. E tudo indica que só anunciará quem o partido vai apoiar no dia 30, dia da convenção.

A decisão de Biu favorece, em parte, a estratégia de Téo Vilela. Qualquer decisão do PP agora em favor de Rui poderia fazer desandar a pré-candidatura de Carimbão. E se decidir por Carimbão,  vai enfraquecer o candidato tucano antes mesmo da convenção.

Além disso, é Claro, a demora na decisão pode valorizar o PP, facilitando a indicação do candidato a vice (Marcelo Palmeira) em qualquer uma das duas chapas. Digo das duas porque ao que se sabe o PP nem sequer cogita uma composição com o DEM de Jeferson Moraes.

 

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. nenhum

    SE POR ACASO SAIR DE CASA PARA VOTAR, NÃO DAREI MEU VOTO NEM A RUI PALMEIRA, CARIMBÃO, JEFERSON E OUTRAS COISAMENOS VOTADAS COMO A DEPUTADA DA ZEBRA, A ROSINHA. JÁ TENHO O NOME PREFERIDO: RONALDO LESSA. NÃO E LÁ ESSAS COISAS, PORÉM VAI SERVIR PARA DERRUBAR AS PRETENSÕES DESSE GOVERNADOR PREGUIÇOSO DE ALAGOAS.

Comments are closed.