Um silêncio inexplicável em torno do estaleiro Eisa
   23 de julho de 2012   │     16:05  │  2

Depois do barulho ensurdecedor, reina o silêncio. Na última semana, ninguém mais falou do imbróglio em torno da licença ambiental em torno do Estaleiro Eisa. Como diz um amigo, o silêncio fala.

Se ninguém quer falar mais sobre o assunto é porque tudo está resolvido, certo?

Não é que parece. Nesse momento todos os personagens dessa “novela” parecem ter estratégias diferentes. Mass todo preferem ficar calados. Ao menos publicamente.

O governo de Alagoas vai esperar uma nova posição sobre o licenciamento ambiental o Ibama, o que deve ocorrer em duas ou três semanas.

Só depois disso é que Luiz Otávio Gomes e o Téo Vilela devem falar sobre estaleiro.

Deputados federais e senadores estão de recesso e pouco podem fazer no momento, a não ser dar entrevista e repetir o que já disseram incontáveis de vezes: eles estão na briga pelo estaleiro.

Sindicalistas e outros setores da sociedade civil organizada também aguardam em silêncio (para comemorar ou protestar) novos acontecimentos.

O Grupo Synergy ficou de entregar novos estudos no Ibama mostrando que o estaleiro é viável ambientalmente na área entre a foz do rio Coruripe e o pontal de Coruripe.

O silêncio pode ser uma estratégia para deixar as feridas cicatrizarem. Mas pode também ser algo pior: pode ser que o governo, o empresário German Efromovich e os nossos políticos não tenham o que falar. Ou será que tem?

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. getulio gomes da rosa

    ESSE GERMAN NÃO PRESTA MESMO ELE QUER PEGAR O DINHEIRO E LEVAR LÁ PRA FORA COMPRAR AVIAÇÃO ET,,,,

  2. Amigo do Povo

    Será que a EISA, no momento, tem real interesse em Alagoas ? Com a venda do CANECO no RJ e tendo a EISA como uma das interessadas em compra-lo, porque outro estaleiro em AL ? O laudo do IBAMA salvou a EISA.

Comments are closed.