Polícia Civil entra em greve no próximo dia 3
   25 de julho de 2012   │     16:10  │  0

Não será por falta de aviso, mas os policiais civis vão sim entrar em greve no próximo dia 3. A não ser que até lá o governo do estado decida fazer o que não fez nos últimos oito meses: apresentar uma proposta de PCCS que seja aceita pela categoria.

“Estamos sendo cozinhados desde novembro do ano passado. O salário inicial de policial civil é menor que o de um PM. Antes, a gente ganhava igual a um sargento”, reclama um diretor do Sindpol.

O salário inicial na PC é R$ 2.076,00 enquanto na PM um soldado começa ganhando R$ 2,2 mil.

Mas não é só salário e progressão mais rápida no PCCS que os policias vão pedir se entrarem em greve, como é esperado. Eles vão aproveitar para pedir melhorias nas delegacias que hoje estão completamente abandonadas e muito mais.

O dirigentes do Sindipol avisam  que não tem mais como segurar a categoria.

Está lá, na convocação de assembleia dos policiais, divulgada no site do sindicato:  “O Sindpol vai realizar assembleia geral, no dia 3 de agosto, a partir das 14 horas, no Sindicato dos Bancários.  Os policiais civis irão decidir sobre a proposta do governo referente ao Plano de Cargos, Carreira e Subsídios e o indicativo de greve.

A categoria espera uma resposta do governo – prometida para o próximo dia 30. “Sem aumento e sem reconhecimento”, a greve certa.

A convocação de assembleia está no site do sindicato: www.sindpol-al.com.br

Contra a lógica do Brasil Mais Seguro

Não custa repetir a observação que fiz antes: o Brasil Mais Seguro é baseado, na investigação, no uso da polícia judiciária.

A base para o sucesso do plano, que seria a investigação dos crimes, sua solução e encaminhamento para a Justiça depende totalmente da Polícia Civil.

Se o governo não fizer um esforço para resolver esse imbróglio o Brasil Mais Seguro  tenderá ao fracasso.