Mais 1,6 mil ou 21,8% dos candidatos em Alagoas são considerados aptos pelo TSE
   31 de julho de 2012   │     4:07  │  0

A novidade da última atualização (30/07 às 21h24) do sistema do TSE com estatísticas das eleições – o DivulgaCand – foi a inclusão oficial de Ronaldo Lessa na lista de inaptos. O candidato teve seu registro indeferido pelo juiz Erick Costa Oliveira, da 1ª Zona Eleitoral de Maceió.

Fora disso, o quadro permaneceu sem grandes alterações.  Os outros sete candidatos a prefeito e a vice em Maceió tiveram seus registros deferidos.

Em todo o Estado o número de candidatos aptos – com registro deferido – a participar das eleições – voltou a crescer.  Agora 1.662 candidatos ou 21,83% do total estão registrados. Destes, 72 são candidatos a prefeito, 73 a vice-prefeito e 1.517 a vereador.

Alagoas tem agora, segundo o TSE, 7.613 candidatos a prefeito (304), vice (304) e vereador (7.005).

O número de candidatos considerados inaptos voltou a subir e chega agora 95, sendo 1 cancelado, 60 por renúncia, 33 indeferidos e um por não conhecimento do pedido. O prazo para o deferimento vai até 5 de agosto.

Mais uma vez atualizei tabelas para facilitar sua consulta. Você também pode fazer sua pesquisa na página do TSE  (http://www.tse.jus.br/eleicoes/estatisticas/estatisticas-eleicoes-2012)

A lista completa de candidatos a prefeito, vice e vereador considerados inaptos você pode acessar no link a seguir:

http://edivaldojunior.blogsdagazetaweb.com/wp-content/uploads/sites/12/2012/07/lista-inaptos5.pdf

A lista dos candidatos a prefeito e a vice considerados aptos está no link a seguir:

http://edivaldojunior.blogsdagazetaweb.com/wp-content/uploads/sites/12/2012/07/lista-aptos-prefeito4.pdf

Fico devendo, para outro post, a lista dos candidatos a vereador aptos

Ronaldo segue normalmente campanha a prefeito

Reproduzo texto do facebook de Ronaldo Lessa, sobre o indeferimento do candidao:

O advogado Marcelo Brabo garante que Ronaldo Lessa é candidato e que segue normalmente em campanha. Segundo o advogado, a multa que teria deixado Ronaldo inelegível foi paga após o prazo por culpa da própria Justiça.

Em até três dias, Marcelo Brabo apresenta recurso junto ao Tribunal Regional Eleitoral, onde irá aguardar novo julgamento. Caso necessário, o recurso será interposto junto ao Tribunal Superior Eleitoral.