Seca causa perdas de até 80% na safra de milho e feijão no sertão de Alagoas
   11 de agosto de 2012   │     17:21  │  0

Um novo levantamento da safra de grãos (milho e feijão) feito por técnicos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e pelo IBGE dá uma Ideia do estrago provocado pela seca em todo o Estado.

O prejuízo é maior onde chove menos. A estimativa dos órgãos é que a redução de safra será de 80% no alto sertão, de 60% no médio sertão e 40% no agreste. Na região agreste, a estimativa também inclui a produção de mandioca.

Onde choveu mais ou tem irrigação, caso da região do baixo São Francisco ou de Arapiraca, a redução de produção será um pouco menor – de 10% e 25% respectivamente.

Esses dados, detalhados assim, foram repassados pelo superintendente da Conab em Alagoas, Eliseu Rego.

Os números gerais da produção de Alagoas podem ser acessados também na página da Conab, através do boletim de acompanhamento da safra brasileira.

O levantamento de agosto, a estimativa de área plantada das principais culturas mostra que houve este ano uma redução de 39,8% da área plantada e a queda na produção é estimada em 4,17%.

Para ter acesso ao levantamento, que traz dados da produção de grãos em todo país é só clicar o link a seguir:

http://www.conab.gov.br/OlalaCMS/uploads/arquivos/12_08_09_10_58_55_boletim_portugues_agosto_2012.pdf