Grupo João Lyra supera fase crítica e anuncia moagem nas 3 usinas de Alagoas
   14 de agosto de 2012   │     12:54  │  6

O cenário de crise e incertezas parece coisa do passado no Grupo João Lyra. Hoje a realidade é outra. O pagamento de trabalhadores e de fornecedores dá novo ânimo a quem antes temia pelo pior.

Essa semana a usina Vale do Paranaíba, em Capinopólis, MG, inicia a moagem. A Triácool, situada em Canapólis, MG, deve iniciar a moagem na próxima terça. Essas duas unidades vão começar a moagem com cerca de quatro meses de atraso. Mas a operação das usinas dá novo ânimo ao grupo.

As três usinas de Alagoas também devem iniciar a moagem a partir do próximo mês, adianta Paulo Santos, o Paulão, hoje um dos principais assessores do deputado federal e empresário João Lyra.

“A Uruba vai moer entre 20 e 22 de setembro, a Guaxuma no início de outubro e a Laginha entre o final de setembro e o início de outubro”, diz.

A informação de Paulão desmente boatos que circulam desde a semana passada de que a usina Laginha não iria entrar em operação nesta safra.

Nova fase é marcada pelo pagamento de salários

O grupo João Lyra, como se sabe, está em recuperação judicial. De acordo com Paulão, as empresas estão seguindo as recomendações da Justiça, entre elas a criação de um conselho de administração e a desmobilização de ativos.

“O grupo está entrando numa fase nova. A política do grupo é o investimento na produção, matéria-prima e melhoria de frota”, aponta.

Além de pagar funcionários – com a quitação de três folhas em atraso – o grupo João Lyra também está pagando os fornecedores de cana.

Essa informação eu confirmei com alguns produtores de Coruripe que tem terras arrendadas ao empresário.

“Ainda tem uma folha em atraso, mas ela será colocada em dia ainda essa semana”, aponta Paulão.

Desmobilização

A captação de recursos, pelo que apurei com algumas fontes, foi decorrente da venda de uma grande área do empresário situada entre os bairros do Farol e Tabuleiro. O negócio teria girado entre R$ 50 milhões e R$ 70 milhões.

Essa informação confirma o que já foi dito aqui: João Lyra tem patrimônio, o que tornaria possível o enfretamento da crise que o seu grupo vem enfrentando.

A moagem das 5 usinas – 2 em Minas Gerais e 3 em Alagoas – pode ser um novo começo, a volta por cima. E se conseguir debelar essa fase mais difícil João Lyra, agora com 81 anos, vai dar mais uma demonstração da capacidade gerencial que o fez se tornar num dos maiores empresários da história de Alagoas.

Apesar de tudo que eu disse aqui é importante registrar que é difícil encontrar um líder político ou empresarial de Alagoas que aposte na recuperação do grupo João Lyra. Agora é esperar e torcer. Até porque os negócios tocados pelo empresário representam mais de 5 mil empregos diretos (na safra) e uma movimentação de recursos acima de R$ 300 milhões no Estado.

COMENTÁRIOS
6

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. GILvan Soares Farias

    Bom dia
    Eu sou eis funcionário do Grupo João Lyra, ele pode até nem saber quem sou, por conta de muitos funcionário s que Dr. João Lyra tem,
    Para mim esse é e sempre será um dos maiores empresário de Alagoas, meu pai, sogro, tiús, amigos que chegarão a se aposentar, trabalhando na usina uruba, em uma delas, um homem que sempre honrou seus compromissos, nunca houve meu pai falar, que Dr. João Lyra atrasou seu pagamento, suas Férias.
    Tirando essa política de lado, eu o vejo como um grande pai de família, família essa que os seus trabalhadores, de suas empresas, que acreditamos até hoje, e sempre acreditaremos, que ele a qualquer momento pode virar, o rumo dessa história, por que tem muitos de seu funcionário Dr. João Lyra, orando a Deus, para que ele o ajude, a encontrar uma saída.
    Esses nossos políticos, só sabem destruir o que empresários como o Senhor Sabe fazer, gerar emprego, manter milhões de pessoas, que são os funcionários, os nossos políticos, deveriam era regarças as mangas, e procurar ajudar, suas empresas, porque assim, estariam ajudando o povo sofrido, que nós somos seus trabalhadores, e porque não dizer filhos.
    Que Deus abençoe o Sr. Dr. João Lyra e a todos nós. E vejam eu não sou mais funcionário do Dr. João Lyra, para depois entrar aqui um político que só sabe criticar, ajuda não sabe.
    E as fornecedores, tenha mais um pouco de paciência, pois ele nunca os abandonou, sempre pagou em dias, sou testemunha, por que eu trabalhava no escritório, e acompanhava tudo, não estou trabalhando hoje, porque foi convidado para trabalhar em outra empresa, mais adorei trabalhar nesse grupo.

  2. fornecedor de cana fálido

    o nobre jornalista deveria antes de tê públicado essa matéria vê a sintuação por que passa os fornecedores do grupo joão lyra. Isso que o senhor Paulão estar divulgando para imprensa é convesa para boi dormir, o grupo joão lyra até o momento ainda não pagou a nem um fornecedor de cana das suas usinas.

  3. Saí daí Laerson Silva Capatás

    Meu amigo estes políticos e empresários são obsolência do nosso Estado.
    Grande probabilidade dele ter posto as contas em dia devido ao fato das proximidades das eleições e, lógico, a usina tem que moer para poder gerar mais dinheiro em seu bolso.

    Enquanto a você Laerson, um dia vai precisar de seu patrão e ele vai te virar as costas!

    Quem bate cartão, não vota no patrão!!!

  4. JURANDIR OMENA

    QUERO CORRIGIR ALGUMAS INFORMAÇÕES VEICULADAS NESTA MATÉRIA. O GRUPO JOÃO LYRA NÃO PAGOU OS FORNECEDORES DE CANA DE SUAS USINAS. PELO CONTRÁRIO, DIVERSOS FORNECEDORES POSSUEM VALORES A RECEBER AINDA DA SAFRA 2011/2012, OU SEJA, TIVERAM DIVERSOS GASTOS COM A PLANTIO E CULTIVO, FUNCIONÁRIOS, MOAGEM E AINDA NÃO RECEBERAM UM CENTAVO DA VENDA DE SUA PRODUÇÃO AINDA DO ANO PASSADO. SITUAÇÃO ABSURDA!!

  5. em frente

    doutor joão sempre foi guerreiro. dever e pagar, faz parte da vida. como o senhor aliviou as situações de outros seus companheiros, tudo agora já corre pelos trilho, siga em frente, doutor joão. um abraço do laerson silva.

Comments are closed.