Liminar do TJ suspende decretação de falência do Grupo João Lyra
   1 de outubro de 2012   │     15:04  │  2

O Tribunal de Justiça acaba de suspender qualquer efeito da decretação de falência do Grupo João Lyra, medida tomada pela 3ª Câmara Cível do TJAL, na última quinta-feira.

A que decisão que suspende da falência é do presidente do TJ, Sebastião Costa Filho, e foi tomada a partir de medida cautelar apresentada pelo advogado Augusto Galvão, na última sexta-feira.

“O presidente do TJ concedeu liminar cancelando os efeitos da decisão do dr Marcelo Tadeu (juiz convocado) . É como não tivesse acontecido nada. Ingressamos com pedido suspeição do Marcelo Tadeu, em face de suas inimizadas com o empresário João Lyra”, explica Galvão.

Acatada a medida cautelar,  explica o advogado, a decretação de falência  fica suspensa e o Tribunal de Justiça só retomará o julgamento após  julgar o mérito da medida cautelar: “O dr Marcelo Tadeu vai ter que ser ouvido e, lá na frente ,o processo será decidido pelo pleno do Tribunal”, aponta o advogado.

De acordo com Augusto Galvão o decreto da falência, na sua avaliação técnica, jamais será efetivado: “tenho convicção de que jamais será tornado efetivo como disse na Asplana. Se se tratasse de empresa cujo patrimônio fosse inferior ao débito, até que poderia acontecer. Mass não é o caso. O patrimônio da Laginha é muito superior aos débitos. Portanto é possível fazer um processo de recuperação judicial e pagar com a produção”, defende.

Sobre a decisão de Marcelo Tadeu, o advogado diz que após “profundo levantamento de tudo que ele disse, encontramos várias incongruências e por isso decidimos pela medida cautelar. A decretação da falência do grupo seria uma tragédia para Alagoas. Mas posso lhe assegurar que isso não vai acontecer”, enfatiza.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. palmarino envergonhado

    União dos Palmares está em festa, com essa decisão do presidente do TJ. O Grupo João Lyra é muito importante para a nossa região. Imagine vocês, que os adeptos de um dos candidatos a prefeito de União, tomaram uma “cachaçada” comemorando a “falência” do Grupo JL? Eles não sabem que sem a Usina, 30% do comércio de União ficaria a míngua e 2000 trabalhadores diretos e 3000 indiretos, ficariam sem empregos? Eita gente atrasada e sem noção. O que eles gostam mesmo é de comer “galinhas” que seriam do povo. Assim como fez o senador Fernando Collor, sábado aqui, hipoteco toda a minha solidariedade ao Dr. João!

  2. INTERNAUTA

    Obrigada Senhor pela noticia maravilhosa , Alagoanos e parte de MG precisam dessa noticia o quanto antes. Muitas famílias estavam nervosas, preocupadas. Mas Deus é Maior. Grupo João Lyra é muito importante para Alagoas, parte de MG.

Comments are closed.