Querem “garfar” o mandato do deputado estadual JHC
   10 de outubro de 2012   │     15:49  │  1

O alerta veio ontem do deputado João Caldas: “Querem garfar o mandato de JHC”. Ele se refere um processo que está sendo votado no TRE de Alagoas. O placar da votação, realizada no final da tarde de ontem, está em 2×1 pela impugnação do mandato de João Henrique Caldas.

A votação foi suspenda porque o juiz Federal Frederico Dantas pediu vistas, na sessão de ontem, e adiou a decisão por mais dez dias, pelo menos.

O processo (Ação de Impugnação de Mandato Eletivo Nº 343303 UF: Alagoas) corria em segredo de Justiça. O deputado eleito em 2010 é acusado por abuso de poder econômico. Isso porque teria promovido atos religiosos em 8 cidades: “provei na Justiça que foram eventos realizados por uma igreja (a da Graça, de RR Soares), para comemorar o aniversário de Renan Calheiros. Eu só participei”, me explicou JHC.

Segundo o deputado estadual JHC, depois de ouvidas as testemunhas e apresentados os documentos, o processo deveria ter sido arquivado: “o procurador Rodrigo Tenório (MPF) deu parecer nesse sentido, mas existe muita pressão. Tem gente tentando me prejudicar porque eu incomodo na Assembleia. Muitos poderosos querem me ver fora da política”, disse.

 Advogado e deputado confiam na Justiça Eleitoral

O relator do processo é o juiz Antônio Bittencourt, que votou pela impugnação e foi acompanhado pelo juiz Ivan Vasconcelos. O revisor, Luciano Guimarães votou pela extinção da ação.

O advogado Rodrigo de Sá Queiroga acredita que TRE vai votar contra o pedido de impugnação: “confiamos na decisão da Justiça Eleitoral, até porque já comprovamos nos autos que o deputado nada teve a ver com o evento em questão”, aponta.

JHC também está confiante: “o pedido de vistas é um bom sinal. Isso dará a oportunidade para que os juízes do TRE analisem melhor e  tomem a melhor decisão”, aponta.

Barbas de molho
Apesar de toda a confiança, o deputado anda pra lá de preocupado. É que existe muita gente poderosa, segundo seus amigos, trabalhando para levar esse processo adiante. O maior interessado é o seu primeiro suplente, Arnon Amélio, cunhado do presidente do TRE-AL, Orlando Manso.

Além disso ele acredita que existem “colegas” de Assembleia Legislativa interessados não sua cassação.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Joao Claudio

    Nem fede nem cheira. Legisla em causa própria e pelos interesse do Pai o então agora Dep. Federal joão Caldas. É bom que perca o mandato e vá procurar estudar e exercer uma profissão que não seja a de um ladrão dos cofres públicos.

Comments are closed.