Efromovich, o “cara” do estaleiro, passa despercebido entre jornalistas em Maceió
   15 de outubro de 2012   │     20:56  │  10

Parecia um ilustre desconhecido. German Efromovich ficou ao lado de Téo Vilela durante a coletiva de imprensa, hoje pela manhã, que anunciou o início de novos voos da Avianca ligando Maceió a capitais como Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo. Ele falou de aviões, rotas aéreas e investimentos em Alagoas. Mas nenhuma palavra sobre o Estaleiro Eisa.

Nenhuma? Durante a coletiva ninguém abordou o assunto e o empresário preferiu se limitar às perguntas que foram feitas. Já depois…

Efromovich é presidente do Grupo Synergy –  que engloba um conglomerado de empresas, entre elas a Avianca (empresa da qual ele é presidente do conselho de administração), os estaleiros Eisa e Mauá e a Petro Synergy.

O Eisa Alagoas é um dos seus maiores investimentos. Digo é porque ao vir a Alagoas o empresário sinalizou que o negócio está de pé. Senão vejamos: quem viria para a coletiva era o irmão dele e presidente executivo da Avianca, José Efromovich. A mudança aconteceu a pedido do secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico do Estado, Luiz Otávio Gomes.

O que isso quer dizer? Em outras palavras que German, ao “topar” mostrar a cara por aqui, mantém os planos de construir o estaleiro no Estado.

E isso é fato. Apurei em “off” com o empresário e com o secretário essa história. Logo trarei mais detalhes. Mesmo lembro que existe um pacto de silêncio sobre o tema entre o governo do estado e o governo federal. Direi tudo que sei, mas ao ponto de não atrapalhar as negociações – que estão avançadas.

Sobre a Avianca e os seus voos para Maceió deixo um link de reportagem publicada na Agência Alagoas:

http://www.agenciaalagoas.al.gov.br/noticias/avianca-lanca-oficialmente-novos-voos-regulares-para-maceio.1

COMENTÁRIOS
10

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. S.A.MENDONÇA

    ESSE ESTALEIRO SEGUNDO COMENTARIOS GEROU 5 MIL EMPREGOS DIRETOS NO PONTAL DO CORURIPE.MAS ESSE TOTAL FORAM SÓ PARA AS MARISQUEIRA RETIRAR AS CASCA DE SURURU DA BEIRA DA PRAIS.VEM POR AÍ AAPROXIMADAMENTE A CRIAÇÃO DE APROXIMADAMENTE 60 MIL NOVOS EMPREGOS,SEGUNDO AS PALAVRAS DO ATUAL GOVERNADOR THEO VILELA.

    1. Edivaldo Júnior Post author

      kkk… Cláudio, não perguntei durante a entrevista porque eu não estava lá. No entanto, conto isso daqui a pouco, levantei informações sobre a questão, com German e Luiz Otávio Gomes.

  2. jose antonio dos santos

    Rui Palmeira, não se entregue aos chupa cabra da politica, construa uma equipe de novos talentos que sejam honestos e capacitados, mande essa turma do atraso para as favas, afinal quem o elegeu foi a população!. Você sabe no país afora esse negócio de conluio politico no que dá, é roubo prá todo lado, taí o exemplo do prefeito atual Cicero Almeida!.

  3. jose antonio dos santos

    E o prefeito Cicero Almeida ontem no encontro com o recém eleito Rui Palmeira, pousando de bom moçinho, não reflete as consequencia dos processos judiciais tramitando e que vai torna-lo ficha suja, sem direito a candidatar-se,

  4. Carlos

    Estou no aguardo da notícia. Tomara que vc traga uma notícia tão boa quanto a da Tomé se instalando no porto de Maceió. Que vc seja um jornalista diferenciado, que corre atrás de notícias boas, e não como aqueles que buscam a todo instante notícias de impacto negativo para poder ganhar mídia, já que as más notícias, muitas vezes, ganham mais destaque. O povo cansou disso. Abraço

  5. Marcelo

    Sinceramente, não sei a razão para tanto mistério, esse “pacto de silêncio” é uma idiotice descabida. Sob o ponto de vista ambiental, nada há a esconder, o Ibama já sinalizou que se o empreendimento for construído nas chamadas “Barreiras” em Coruripe não há problema algum, apenas no Pontal é que não houve lilberação. O resto é balela e factóides para gerar manchetes na mídia.

Comments are closed.