Receita do Estado dá sinais de recuperação e governo garante 13º
   3 de dezembro de 2012   │     18:50  │  4

O bicho não é tão feito como se pinta. Depois de passar por uma forte turbulência, a receita do estado e dos municípios deu sinais de recuperação em novembro. A começar pelo FPE  e FPM, o fundo de participação dos estados e municípios, que registrou alta de 8% no mês.

O ICMS também fechou em alta. Apenas 1,5%. Ainda assim o resultado foi considerado positivo pelo secretário da Fazenda de Alagoas, Maurício Toledo.

Apesar da pequena variação, é importante destacar que esse crescimento se deu em cima de uma base alta, que foi novembro, mês que registramos maior arrecadação no ano passado.

No acumulado do ano – graças ao resultado de outubro  – a arrecadação de ICMS aumentou, até novembro, 7,5%:  “estamos um pouco acima da inflação. Esse resultado, para um cenário de crise e do desempenho fraco da economia, pode e deve ser considerado positivo”, aponta.

No caso do FPE o crescimento acumulado ficou, com o resultado de novembro, em cerca de 2%: “é um resultado ruim, porque está abaixo da inflação. No entanto, devemos lembrar que até o mês passado esse desempenho era pior, com variação negativa”.

Mais de R$ 220 milhões

Em novembro a receita própria do Estado ficou acima de R$ 250 milhões. Os números finais eu divulgo até amanhã aqui no blog.

A receita de ICMS, a principal do Estado, ficou em R$ 222 milhões, cerca de 1,5% maior do que o volume registrado em novembro de 2011.

Apesar do crescimento pequeno, como bem explicou o secretário Maurício Toledo, a base era muito alta. Assim, a receita do último mês é uma das maiores registradas neste ano.

13º garantido

kAinda não tem data, mas o governo pretende pagar o 13º ainda este mês. Não está fácil, reconhece Maurício Toledo, mas o governador já garantiu que o 13º será pago: “essa decisão já foi tomada. É tudo muito complicado, mas o governador já garantiu que será pago. Agora estamos trabalhando para resolver essa questão”, aponta.

E quanto ao prazo – vai aí um aviso – ninguém estranhe se o pagamento sair na “prorrogação/’.

COMENTÁRIOS
4

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Brigadeiro

    A anos que venho avisando a P.F. o T.C. e o Rápido T.J. para fazer uma devassa no desgoverno Téo,na educação na fazenda, na saúde,essse usineiro está é certando a vida dele na usina.Funcionário público que vá para as cucuias.Vocês verão as BOMBAS desse desgoverno se não sair agora sairá no próximo governo que pegará um estado na falência TOTAL,BUMMMMMMM!

  2. CARLOS FERRO

    CARO REPORTER,A ARRECADAÇÃO DO ESTADO CRESCE MES A MES.NOS SEIS ANOS DO GOVERNO TEOTONIO A RECEITA DO ESTADO TRIPLICOU,ENQUANTO ISSO SERVIDORES TIVERAM REAJUSTES INEPRESSIVOS.ESTÃO PASSANDO NECESSIDADES..O 13º NÃO É PROBLEMA PARA O ESTADO.

  3. S.A. DE LIMA

    ESSA HISSTÓRIA DE NÃO PAGAR DÉCIMO TERCEIRO,QUANDO SE APROXIMA O NATAL,JÁ VEM A TRINTA ANOS,E O POVO AINDA ACREDITA.

  4. carlos barros

    A INFORMAÇÃO É QUE SERÁ PAGO NO DIA 14, E ELE TEM QUE PAGAR MESMO, FUNCIONARIOS FECHARAM NAGOCIAÇÕES CONTANDO COM O DÉCIMO. CONHEÇO UMA FUNCIONARIA DE SALARIO DE MAIS OU MENOS SEIS MIL, QUE ESTA COM UM CANCER RARO E VAI SE OPERAR EM SÃO PAULO NO DIA VINTE E CONTA COM O DECIMO. SECRETARIO ESQUECE O RESTO E PAGA OS FUNCIONARIOS QUE É O MAIS IMPORTANTE NUMA ADMINISTRAÇÃO, O RESTO FICA P´RA DEPOIS.

Comments are closed.