Com IPVA, receita própria do Estado passa dos R$ 250 milhões em novembro
   4 de dezembro de 2012   │     21:37  │  4

O aumento do número de veículos nas ruas do estado não traz apenas problemas para o trânsito. Quanto mais carros empanturrando nossas ruas, maior é a arrecadação proporcionada pelo setor para os cofres do Estado.

Além  do ICMS (da venda de veículos, combustíveis e lubrificantes), o segmento também “engorda” os cofres públicos com recolhimento do IPVA. E este ano o desempenho do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores é, de longe, o melhor entre todos os outros impostos, taxas e recursos de transferên cias federais que o estado recebe.

Em novembro a arrecadação do IPVA  foi de R$ 8,62 milhões. A variação em relação aos R$ 6,99 milhões arrecadados em igual mês do ano passado foi de 23,2%

No acumulado dos onze primeiros meses do ano, o volume arrecadado com o IPVA foi de R$ 150,7 milhões. Na comparação com igual período de 2011  o crescimento da receita com esse imposto chega a 17,9%.

Rateio

Não custa lembrar: metade do valor arrecadado com o IPVA vai para os municípios. Os maiores beneficiados são Maceió e Arapiraca. A capital fica com metade de todo o valor transferido para as cidades e Arapiraca com quase 10%.

Receita própria

Com o ICMS de mais de R$ 222 milhões, a receita própria do Estado (ICMS, IPVA, IR e outras taxas e impostos) chegou a R$ 253,2 milhões. O crescimento sobre novembro de 2011 foi de 5,6%.

Já disse antes e repito: apesar da pequena variação, é importante destacar que esse crescimento se deu em cima de uma base alta, que foi novembro, mês em que Alagoas registrou a maior arrecadação no ano passado.

Quem quiser encontrar esses e outros números pode dar uma navegada na páginas da Secretaria da Fazenda ou no Porta da Transparência na Internet.

COMENTÁRIOS
4

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Marcelo

    Caro Edvaldo gostaria de saber quem fala a verdade a nota ou a reportagem do sindifisco dizendo que o estado não consegue aumentar a recardação colocando em risco até o descimo terceiro. A minha opinião é que vc a sua nota é a verdadeira sindicatos são todos iguais.

    1. Edivaldo Júnior Post author

      Prezado Marcelo, os números da arrecadação são publicados no site http://www.sefaz.al.gov.br ou no portal da transparência. Outra boa dia é você dar uma olhada no site do ministério da Fazenda: http://www.fazenda.gov.br/confaz. Nesta página você dá uma olhada no boletim do ICMS, que tem informações de todos os estados do Brasil atualizadas até setembro deste ano.
      Quanto ao resto, creio, existe um jogo de interesses e por isso as informações as vezes são distorcidas.

  2. fred

    TODO GOVERNADOR CHARA, E SEMPRE CHOROU, TEM UM DITADO MUITO ANTIGO QUE DIZ: – *O RIÇO NUNCA DIZ O QUE TEM, MAIS O POBRE MOSTRA O QUE NÃO TEM*. ISSO MIM FEZ LEMBRAR O LIVRO * AS MENTES MILIONARIAS*, E NESSE LIVRO VEMOS QUE O POVO POBRE SÓ FALA DE COISAS E DE PESSOAS. É GENTE SE GOVERNAR FOSSE RUIM O NOSSO SAUDOSO PRESIDENTE GETÚLIO VARGAS, SÓ SAIU DO GOVERNO DENTRO DE UM CAIXÃO. VAMOS ACABRA COM ESSA PATUSCADA, E GOVERNA COM DIGNIDADE E RESPEITO.

Comments are closed.