Rui Palmeira fará reforma administrativa “suave” na prefeitura de Maceió
   5 de dezembro de 2012   │     21:31  │  2

A estrutura administrativa da prefeitura de Maceió não é muito diferente de outras capitais do Nordeste. E deve continuar assim na gestão que começa a partir de janeiro. O prefeito eleito já avisou que fará uma reforma administrativa. Mas será, como faz questão de deixar claro, uma mexida suave, um freio de arrumação.

Entre as pastas que já decidiu criar está a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que terá o papel de promover novos setores na economia da cidade, além de fazer interlocução com o setor produtivo.

“Vou criar essa Secretaria porque hoje não existe interlocução entre o setor produtivo e a administração municipal”, explica o prefeito.

Outra mudança deve se dar na Secretaria de Infraestrutura. “A Pasta tem  uma estrutura muito forte, complexa. Acredito que o ideal seria torná-la  mais leve”, diz o prefeito.

Outra pasta que deve ser desmembrada é a Secretaria de Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes). “Creio que não combina Trabalho com Abastecimento, por isso também devemos reestruturar nessa Secretaria”, afirma o prefeito eleito.

O tamanho será o mesmo

Em princípio Rui Palmeira não planeja aumentar o número de cargos comissionados da prefeitura.  O número atual, aponta, é suficiente para tocar a administração. “Creio que não será necessário aumentar o número de comissionados”, afirma.

Essa semana o prefeito eleito anuncio os primeiros nomes da sua equipe. Os próximos nomes serão anunciados até o final da próxima semana. “Já fiz alguns convites, estou esperando respostas e farei o anúncio dos outros secretários até sexta-feira da próxima semana”, adianta.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. junior

    Situação semelhante,aconteçena SMCCU,pois os novos concursados, estão sofrendo por falta de espaço fisico para trabalhar ( Ambiente, biros e cadeiras), transportes pois existem 04 carros p/ dia, para 30 fiscais, além do fato de se fazer cumprir as leis (taxa de localização, pubilicidade, uso do solo, inadimplencia), daí se arrecada, são 5000 processos sem conclusões, somente gasto de material de consumo e um altoindice de inadimplência.

  2. Gisele F. Oliveira

    Aproveitando o espaço, gostaria de escancarar a zorra que virou a secretaria de saúde. De 01 pra cá, aquilo ali ficou sucateado. Agora, como se não bastasse, até os SERVIDORES CONCURSADOS estão sendo penalizados pela pééééssima gestão desse secretáriozinho e seus asseclas, que, não contentes com o que já “levam” de lá, agora estão metendo a mão no salário do servidor público. Saibam: o 13º é pago no mês de aniversário correspondente, mas os servidores que aniversariaram em novembro último, não receberam seu 13º. Cadê ele? Vamos olhar as contas da secretaria e principalmente, os BOLSOS daquela cúpula infame que lá se encontra, e que, graças a Deus, há de sair escorraçada de lá.
    É tanto roubo, que tem médicos comprando medicação do próprio bolso para realizar os procedimentos dos pacientes, pois os bonitinhos de lá “não tem dinheiro” pra isso…
    Hoje teve inauguração com presença do Ministro da Saúde? Há, há, há! Que gracinha! Os servidores lesados pelo não recebimento do 13º deveriam ter ido lá, para mostrar ao Ministro, como é que se “administra” a saúde de Maceió atualmente.
    Também, nunca vi colocar gatunos e apedêutas para gerir uma secretaria! Só podia dar nisso!
    A gestão do Ciço Lixo nunca priorizou a saúde, educação, assistência social! Quem queria realmente trabalhar pelo povo, foi atariçoado por ele, como costumeiramente o faz. Eu acho é tome Ciço, pois o Cara nãosó ébom, ELE É ÓÓÓTIMO!!!! Parabéns RUI!!!

Comments are closed.