Eleição da AMA é adiada para fevereiro: Dantas e Beltrão na disputa
   4 de janeiro de 2013   │     17:52  │  3

As eleições para a presidência da Associação dos Municípios Alagoanos foram adiadas em uma semana, por conta de encontro dos prefeitos com a presidente Dilma Rousseff, justo na última segunda-feira de janeiro, data tradicional do pleito.

A votação ficará para a primeira segunda-feira de fevereiro. Será mais uma semana para os prefeitos articularem as chapas que podem se dividir entre os blocos do governo e da oposição.

Hoje dois candidatos despontam na disputa como favoritos: Jorge Dantas, prefeito de Pão de Açúcar, do PSDB e Marcelo Beltrão, prefeito de Jequiá da Praia, do PDMB.  Os dois são fortes e têm chances de vitória.

Se depender de Jorge Dantas um acordo ainda poderá ser costurado entre os dois : “vou procurar Marcelo para tentar uma composição, pois a divisão é ruim para a AMA”, aponta.

Mas se não tiver acordo, Jorge avisa que irá para a disputa. Ele espera contar com o apoio de ex-presidentes da AMA e de outros nomes que poderiam entrar na disputa: “já conversei com o Cristiano Mateus e com o Jarbinhas e eles vão me apoiar. Tenho o apoio dos ex-presidentes e estou conversando com prefeitos de todos os partidos”, adianta.

Ligado a Téo Vilela, mas com bom trânsito entre outras correntes políticas, Dantas acredita que a eleição da AMA não deve envolver nem governador, nem senadores, nem deputados: “é um processo que interessa basicamente aos prefeitos e nesse momento devemos apostar na experiência para superar as dificuldades e trabalhar alternativas que possam ajudar os prefeitos a enfrentar as dificuldades financeiras”, aponta.

Jorge Dantas já foi presidente da AMA pro duas vezes. Marcelo, reconhecido como um bom administrador, é candidato pela primeira vez.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. S.A. DE LIMA

    GOVERNADORES DO PSDB SÃO BONS ADMINISTRADORES´PARA REAJUSTAMENTOS DOS SEUS PRÓPRIOS SALÁRIOS É O CASO DO GOVERNADOR DE SÃO PAULO ALCKMIN E THEO VILELA DE ALAGOAS QUIE NO ÍNICIO DO ANO 2013 FIZERAM UM BOM REAJUSTE PARA OS SEUS VENCIMENTOS COM DIREITO A RETROATIVOS.ESSES AUMENTOS TERÁ QUE PUXAR OUTRAS CATEGORIAS DE MPE,TJ-AL,SECRETARIOS DE ESTADO E O ALTO ESCALÃO DOS CARGOS P´ÚBLICOS.EM CONTRAPARTIDA O RESTO DOS SERVIDORES É APENAS UM RESTO QUE NADA SIGNIFICA PARA O ESTADO.
    RECENTEMENTE NO MÊS DE DEZEMBRO A SEDE DA SEGESP FOI TOMADA POR POLICIAIS E DOIS OFICIAIS DE JUSTIÇA PARA CUMPRIR SENTENÇAS PROLATADA EM DEFESA DOS SERVIDORES DA SEAGRI,E ESSES PASSARAM O NÍVEL ELEMENTAR A GANHAR CR$ 4.200,00 E O SUPERIOR CR$ 11.000,00.ENTRETANTO,PARTICIPEI DE UMA AUDIÊNCIA NO TRIBUNAL DO TRABALHO TRT19 DOS PROCESSOS DE DISSÍDIO COLETIVOS GANHOS EM BRASÍLIA E NA ABERTURA DA SECÇÃO O PRESIDENTE DA AUDIÊNCIA DEU A MAIOR GARGALHADA,KKKKKK,DIZENDO A CARPH DEVE MAIS DE 500 MILHÕES NESTE TRIBUNAL E NÃO PAGA NUNCA,E COMPLEMENTOU DIZENDO QUE O ORÇAMENTO DAQUELE TRIBUNALTRT19 É MILIONARIO,MAS NÃO SABE ELE QUE PARA MANTER O LUXO DO PALACIO TAHL MAHAL(TRT19) TUDO É PAGO COM O SUOR DOS TRABALHADORES,PAGANDO COM SEUS IMPOSTOS RECOLHIDOS.NO MÍNIMO, CONSIDERAMOS A ATITUDE DESSE DESEMBARGADOR DA GARGALHADA COMO MEDÍOCRE,ANTI ÉTICA E DIGO OS TRABALHADORES NÃO MERECEM UMA GARGALHADA E SIM UM TRT 19 JUSTO E EFICIENTE PARA HONRAR O COMPROMISSO DO DIREITO E NÃO SE COLOCAR CONIVENTE COM O ESTADO DE ALAGOAS E SEU DESGOVERNADOR THEOTONIO VILELA FILHO,ESSE SIM NADA FAZ É UM VERDADEIRO VAGABUNDO.

  2. jose antonio dos santos

    E imaginar que este sr. Dantas, eleito prefeito pela nobre população de Pão de Açucar, ex-secretário de Agricultura do Governo Teo Villela, uma autoridade rotulada, foi preso na Operação Gabirú pela Policia Federal, por desvios na Merenda Escolar e outras falcatruas que os meios de comunicação divulgaram para o país inteiro!. Povo pobre de memória e um governador, no mínimo irresponsável no sentido da probidade com o dinheiro público, arriscou muito.

Comments are closed.