Asplana quer ajuda de Téo Vilela para receber atrasados de usinas
   14 de janeiro de 2013   │     15:38  │  2

Os fornecedores de cana de Alagoas foram pedir duma “forcinha” de Téo Vilela para tentar receber pagamentos atrasados de algumas usinas. Eles querem que o governo de Alagoas siga o exemplo de Pernambuco que publicou decreto restringindo incentivos fiscais apenas para indústrias que estão em dia com o pagamento dos produtores.

Ao atrelar o incentivo fiscal (na forma de crédito presumido a comprovação do pagamento aos fornecedores) o governo de Pernambuco conseguiu reduzir os atrasos das usinas no pagamento da cana, segundo Lourenço Lopes, presidente da Asplana: “o incentivo em um grande peso nas contas as usinas e para não perdê-lo elas preferem pagar em dia”, aponta.

Lopes também aproveitou para pedir ao governador que siga outro exemplo de Pernambuco: a cobrança do ICMS dos produtores de cana. Lá é 3% e em Alagoas 9%. “Essa diferença pode ser concedida na forma de crédito presumido e seria uma importante ajuda para o produtor voltar a investir na atividade”, enfatiza.

O governador nem disse sim, nem disse não. Téo Vilela afirmou que considera fundamental o pagamento em dia aos fornecedores. Quanto aos dois pedidos da Asplana, mandou realizar os estudos. Se for possível legalmente, o governador prometeu voltar a conversar com a Asplana para uma possível implantação das medidas.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Carlos Soares Novais

    É muito preocupante o estado de desequilíbrio financeiro da Usinas beneficiadoras de cana de açúcar, o estado de Alagoas exporta quase 100% de produtos oriundos da planta nativa,talvez num primeiro momento caiba o incentivo, porém a médio prazo apenas um esforço grandioso voltado a diversificação da pauta poderá minimizar os riscos da quebradeira generalizada.

  2. VAI FECHAR

    SE A AS´LANA FOR PEDIR AO TEOTONIO UMA FORÇA PARA RECEBER O QUE LHES DEVE AS USINAS, FATALMENTE IRÃO Á FALENCIA. ESSE GOVERNADOR. USINEIRO FALIDO, E QUE TAMBÉM DEVE A ASPLANA, NÃO VAI DAR FORÇA ALGUMA PARA QUE OS PLANTADORES DE CANA RECEBAM O QUE LHES É DEVIDO. DIRIGENTES DA ASPLANA MELHOR MUDAREM DE IDÉIA.

Comments are closed.