Sepaz confirma aumento de gastos com serviços prestados e promete “concurso”
   22 de janeiro de 2013   │     19:48  │  7

Em nota a assessoria da Secretaria de Estado de Promoção da Paz (Sepaz) confirma que houve um aumento de gastos com serviços prestados na Pasta em 2011 e 2012, como informei neste Blog e na Coluna Mercado Alagoas, da Gazeta de Alagoas.

O aumento, de mais de 100% no ano passado, seria resultado do incremento das atividades executadas pela Sepaz, “incluindo atendimento e recuperação de dependentes químicos através do Acolhe Alagoas”.

Na nota a Secretaria também informa que “um processo seletivo simplificado está sendo preparado e será executado em breve, ainda nos meses iniciais de 2013, para contratação de servidores qualificados”.

Ao invés desse arremedo de “concurso” que é o processo simplificado melhor seria fazer um concurso público, o que evitaria favorecimentos pessoais. Também seria recomendável determinar a data e as funções que serão objeto do processo seletivo.

Por fim, deixo aqui duas perguntas: porque o processo seletivo não foi feito antes, uma vez que os serviços prestados são pagos desde 2011? Quantos dependentes químicos estão sendo atendidos no programa Acolhe Alagoas e quais seus resultados efetivos?

A seguir, reproduzo na íntegra, a nota que foi enviada por email pela Sepaz:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria de Estado de Promoção da Paz (Sepaz) esclarece as informações divulgadas na coluna “Mercado Alagoas” da edição desta terça-feira, 22 de janeiro de 2013, que aponta o aumento na verba de custeio desta secretaria. Tal aumento deveu-se ao incremento das atividades executadas pela Sepaz, incluindo os investimentos no atendimento e recuperação de dependentes químicos através do Acolhe Alagoas, como também a transferência da administração das unidades que compõem o Núcleo Estadual de Atendimento Socioeducativo (Neas), concretizada em 2011, para esta secretaria.

A rubrica “atender a despesas de serviços prestados” foi reflexo do aumento das atividades da Sepaz, demandando profissionais para o corpo de funcionários da secretaria. Um processo seletivo simplificado está sendo preparado e será executado em breve, ainda nos meses iniciais de 2013, para contratação de servidores qualificados.

Apontamos ainda que os investimentos feitos pelo Governo de Alagoas através Sepaz na ampliação dos serviços do Acolhe Alagoas influíram diretamente na diminuição dos índices de violência do estado, já que dependentes químicos possuem forte ligação com a criminalidade, sejam como vítimas ou agressores. Dessa forma, o Acolhe destaca-se nacionalmente como modelo no atendimento e recuperação destes dependentes.

Encerramos apontando que, mesmo de fundamental importância, os investimentos efetivos em políticas de cultura de paz são consideravelmente menores quando comparados às demandas de socioeducação e acolhimento de dependentes químicos, cujas especificidades exigem boa parte da verba de custeio da Sepaz.

Maceió, 22 de janeiro de 2013

Secretaria de Estado de Promoção da Paz

 

COMENTÁRIOS
7

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Marcela

    Gostei do seu comentário Tania, finalmente alguém acordou…faz tempo que espero que alguém na sociedade acorde para averiguar aquele prédio…Alguém aqui já teve coragem de ir até lá? Apareçam e vejam com os próprios olhos…Quando você chega lá encontra um prédio fantasma e quando encontra uma sala várias mulheres rindo sem fazer nada…quando peço ajuda para apoio num projeto com drogados elas mandaram a secretária me dizer que isso não é lá, que eu ligue para o número de uma psicóloga que nem atende o telefone…Depois aparece um rapaz loiro dizendo para outra funcionária que vai falar com o “Tio Teo” se ela não obedecer ele…Tio Teo será que é o governador?Ele devia mandar o sobrinho ajudar a promover a paz…

  2. indignado da silva

    Esta secretaria deveria se chamar Secretaria do FAZ DE CONTA. Efetivamente não tem nenhuma serventia para Alagoas da forma como ela trabalha. Veja se alguém sente falta dela? Alguém sabe o nome do secretário que “comanda” a pasta? Ela só serve como um ralo para sair dinheiro do povo de Alagoas. Se manca CARIMBÃO, manda este teu “afilhado” arrumar um lavado de roupa.

  3. tania

    Importante termos esa secretaria, o que não justifica é a falta de concurso publico e os afilhados de Carimbão lá só usufruindo dos salarios e quem trabalha são funcionarios remanejados de outras secretarias…. o Carimbinho tem um alto cargo lá e pergunte se comparece rssss…. está cuidando dos negocios da familia e não dos viciados rssss, eh muito nepotismo!!!!

  4. Amigo do Povo

    Quando acabarem com esta secretaria de nada para nada, os tais concursados terão que ser forçosamente absorvidos pelo Estado. Acabem com esta inutilidade o mais rapidamente possivel. PAZ de que ?´O pior de tudo e que tem gente que não se toca do ridículo que esta passando, Vejam o gajo vai andando e encontra um conhecido de longa data que pergunta : Como vai, o que está fazendo e o outro responde : Sou secret´´ario da PAZ , – aonde ? perginta amigo, trabalhas na ONU ? ao que o gajo responde : Não sou secretário da PAZ em ALAGOAS (feliz e sorridente) ; o amigo : – Então este trabalho de aumentar a miséria, os viciados em crack (pois não tem clínica para tratamento), os consequentes homicídos e ser o lider nacional em violencia é de sua responsabilidade ? Aresposta é do secretário !

    1. Missionário Capelão

      E o senhor amigo do povo tem feito o que além de criticar, seria melhor ir ajudar, e fazer a sua parte, pois, julgar e ficar no seu cantinho é muito fácil, e
      acredito que se cada um fizer a sua parte teríamos uma sociedade melhor e não uma sociedade hipócrita que se acha vitima e de repente é o
      maior colaborador para uma manifestação, pois a sua discriminação afasta qualquer hipótese de se manter a paz.

Comments are closed.