Secretaria da Paz diz o que faz com R$ 23 milhões de verba de custeio
   24 de janeiro de 2013   │     20:41  │  11

Os números falam por si. No ano passado a Secretaria da Promoção da Paz teve, como registrei aqui esta semana, mais de R$ 22 milhões de verba de custeio. Desse total, mais de R$ 8,3 milhões foram gastos como pagamento de prestadores de serviços. A Secretaria também pagou mais de R$ 3 milhões a empresas responsáveis por serviços administrativos e de limpeza, além de registrar despesas com locação de carros, diárias e passagens, entre outros.

Os leitores do blog reagiram com espanto e até indignação, por conta dos gastos aparentemente excessivos. Em função disso deixei aqui e na coluna Mercado Alagoas, que escrevo na Gazeta, perguntas que foram agora respondidas pela Assessoria de Comunicação da Sepaz.

Os questionamentos que fiz foram sobre o processo de contratação de pessoal (porque serviço prestado e não concurso? Fique atento, Ministério Público!) e sobre os números de atendimentos prestados pela Sepaz.

Em resumo, a Secretaria fez 5.292 atendimentos. Destes, 3.589 dependentes químicos foram encaminhados para internação nas comunidades acolhedoras. O texto fala de atendimento gratuito, mas não esclarece se a comunidades são mantidas com recursos da Sepaz.

Já o programa Acolhe Alagoas recebeu 637 solicitações de encaminhamento e as equipes do programa Anjos da Paz fizeram 1.923 visitas, o que teria resultado numa economia de R$ 215 mil para o estado.

Em resumo, é esse o destino dos quase R$ 23 milhões gastos pelo contribuinte com a Sepaz no ano passado.

A seguir você pode ler, na íntegra, a nota da Sepaz.

Atendendo a sua solicitação, respondemos às perguntas feitas na coluna Mercado Alagoas, na edição desta quarta-feira, 23 de janeiro de 2012.

A Secretaria de Estado de Promoção da Paz (Sepaz) assumiu a administração do Núcleo Estadual de Atendimento Socioeducativo (NEAS) em abril de 2011, com equipe montada através de prestação de serviços. Desde então, a Sepaz formulou um Plano de Reestruturação para o NEAS, contemplando reformulação pedagógica, estrutural e de pessoal, mapeando a demanda e a qualificação de novos profissionais para o NEAS, baseada no novo modelo pedagógico que a Sepaz está implantando, voltado para a educação como forma de socialização dos adolescentes em conflito com a lei.

Quanto à segunda pergunta, sobre a quantidade de dependentes químicos atendidos pelo Acolhe Alagoas e os resultados efetivos do programa, repassamos os seguintes dados relativos ao ano de 2012:

No último ano, a Casa de Acolhimento, porta de entrada do programa Acolhe Alagoas, situada à Rua Silvério Jorge, 500, Centro, realizou 5.292 atendimentos, dos quais 3.589 resultaram em encaminhamentos para internação nas comunidades acolhedoras – ou seja, 3.589 dependentes químicos foram acolhidos em 2012 para recuperação, de forma totalmente gratuita;

Entre os 5.292 atendimentos que citamos acima, estão pedidos de acolhimento, solicitações de visitas dos Anjos da Paz, informações e  orientações pedidas por famílias, líderes comunitários e religiosos, além de  outros serviços da Superintendência de Políticas sobre Drogas, como atividades de prevenção e reinserção social;

O Acolhe Alagoas recebeu 637 solicitações de encaminhamento para acolhimento vindos de órgãos municipais e estaduais, sendo 324 apenas de Conselhos Tutelares ao redor do estado e 57 encaminhamentos da Promotoria de Justiça e de Juízes de Direito, atendendo e acolhendo pessoas em situações de vulnerabilidade social e até mesmo risco de morte;

Entre as 1.923 visitas de equipes dos Anjos da Paz – alcançadas apenas devido à duplicação da quantidade de equipes – 452 foram solicitações diretas da Defensoria Pública para auxílio na avaliação da necessidade de internação involuntária. Após a intervenção dos Anjos da Paz, 115 dessas visitas transformaram-se em internações voluntárias, gerando uma economia de mais de R$ 215.000,00 para o Estado (uma internação voluntária custa R$ 622,00 e a internação involuntária custa, em média, R$ 2.500,00 por mês).

Esperamos ter esclarecido suas dúvidas e desde já nos colocamos à disposição para mais informações.

 

COMENTÁRIOS
11

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Janice Célia

    Essa é boa, a sociedade quer saber pra onde foi todo esse dinheiro? com certeza secretario não foram gastos na Educação e na Promoção social. FALA SÉRIO

  2. Amigo do Povo

    Será que o ministério público não sabe fazer contas ? Dra Carnaúba (Seu pai e e será uma grande figura) pau neles.

  3. Amigo do Povo

    Feito tinha sobrado R$ 3500 000,00 que eu tinha me aproveitado ( e não sou politico hein !) , vou comprar 1 000 000 de nariz de palhaço , pois dá para toda a populção de Maceio e arredores que pagam impostos. AGORA ME DEIXA EU DESFRUTAR OS R$ 2500, 000 que sobraram . TO afim de passar um tempo em haia e depois vou para munique comer biff tatar com minha filha e esposa.

  4. Nariz de Palhaço

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk MEU DEUS DO CÉU (em caixa alta mesmo, pra chamar mais atenção) Quanta palhaçada!!! É estarrecedor como essas pessoas nos consideram burros ou melhor palhaços, adorei o comparativo do “Amigo do povo”, caríssimo inclua aí a compra de nariz de palhaço para ser distribuído pelos Anjos da Paz nos semáforos da capital em comemoração ao BRILHANTE trabalho executado.

  5. Amigo do Povo

    Estou quase chorando pois não sabia que a Juventude Alagoana, através da SEC da PAZ havia abandonado o vício, mas quando li “sem resumo é isso” e lá se foram R$ 23 000 000,00 – com zeros é mais impressionante). Vejamos 23 milhas divididos por 5300 = R$ 4340,00 , agora quantas internações efetivas houveram, suponhamos que houveram 900 internações em 2012 o que seria record em todo o Brasil isto a 2500 reais seria : R$ 22500000,00, põe ai 225000 para uma festinha no abrigo (poderiam nos dizer quantas tiveram sucesso ?) sobrariam para entrevistas e bla bla bla R$ 20 500 000,00 (Eita entrevista cara dos pombos da Paz, Eita pombinho caro esta mais para rouxinol do que para pombo) . Regiamente eu vou colocar uma diária de 200 Reais para cada entrevista )da para ir de (Táxi e comer bem num akilo razoavel) imaginem 6000 entrevistas e bla bla bla deste gênero = R$ 1200000,00 sobram ainda : R$ 19 3000 000,00 . Coloco aqui Aluguel anual de R$ 1 000 000,00 em imóveis + 1000 000 em luz e gaz (sou generoso), ficam : R$ 17 000 000,00 , Agora vamos gastar uns R$ 2000000,00 (para nos tornarmos o numero 1 no Brasil) em cursos, sobram R$ 15 000 000,00.. Põe 200 pombos ganhando R$ 2000,00 em média po mês – pagando em dia sem problemas gastando em salários R$ 10 000 000,00 – sobram R$ 5 000 000,00. esqueci o famoso aluguel de carros , põe ai R$ 150000000 000. Neste meu fictício pombal eu botei pra quebrar, mas não conseguirei jamais ser tão eficiente como a verdadeira SEPAZ

  6. jose wilson

    ALAGOAS NAO PRECISA DESSA SECRETARIA. ESSAS SAO ATRIBUIÇOES DA SECRETARIAS DE SAUDE E DEFESA SOCIAL. MAS TEO VILELA PRESIONADO PELOS CONCHAVES QUE FEZ PARA GANHAR A ELEICAO FOI OBRIGADO A CRIAR ESSE CABIDE DE EMPREGO PARA AGRADAR AO SENHOR GIVALDO CARIMBAO E AIN DA VAI PRA TV FALAR EM RESPONSABILIDADE FISCAL

  7. Deca

    Como se tudo que se precisa ali é a SESAU que paga, internações, materiais de limpeza, locações…Milhões com segurança particular??? Só tem um prédio…É muito desvio isso sim, essas empresas de segurança são todas de políticos que financiam o PSDB…

  8. Ricardo Prado

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, brincadeirinha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Comments are closed.