Confesso que errei: Sepaz gastou mais de R$ 11 milhões com serviços prestados
   3 de fevereiro de 2013   │     4:59  │  3

Informei há dez dias que, em 2012, a Secretaria da Paz criada por sugestão do deputado federal Givaldo Carimbão, do PSB, foi a campeão de gastos com a rubrica serviços prestados em Alagoas, com gastos registrados de R$ 8,3 milhões no ano passado.

Confesso que errei. E por favor me permitam corrigir. Por desconhecimento mesmo deixei de incluir os gastos que a Sepaz registrou no Portal da Transparência como INSS. Somente no ano passado as despesas com a previdência passaram de R$ 3 milhões.

E todo esse dinheiro, sem exceção, foi para pagar a contribuição previdenciária sobre o salário dos prestadores de serviços.

Já a contribuição da Sepaz em 2012 para o AL Previdência, órgão que cuida da previdência dos servidores do Estado, foi de apenas R$ 68.023,50 ou 44 vezes menos do que o valor pago ao INSS. Isso dá bem a dimensão do quanto a Secretaria tem de servidores efetivos ou comissionados e de serviços prestados.

Assim, o que estava ruim ficou pior. Considerando as contribuições previdenciárias, que saem dos cofres públicos, os gasto com serviços prestados na Sepaz ficaram em R$ 11,3 ls no ano passado, o que representa um aumento de 128% em 2012 em relação a 2011.

Filtro: ATENDER AS DESPESAS DE SERVIÇOS PRESTADOS
Sepaz INSS Folha  Total
2011  R$    966.555,34  R$ 4.024.230,87  R$   4.992.797,21
2012  R$ 3.041.342,64  R$ 8.343.369,77  R$  11.386.724,41

 

 

Evolução

De acordo com levantamento no Portal da Transparência a Sepaz foi uma das pastas que mais aumentou despesas nos últimos anos. Em 2009 o custeio foi de apenas R$ 68 mil. Já em 2010 pulou para R$ 3,5 milhões, para R$ 12,2 milhões em 2011 e em 2012 chegou ao ápice, com gastos de R$ 22,4 milhões.

No “custeio” ou “outras despesas” estão inclusos gastos com locação de veículos, aluguel, energia, serviços prestados (esse item é sem licitação) e empresas de prestação de serviços.

As despesas com empresas que prestam serviços de limpeza e manutenção dispararam na Sepaz. Em 2011 a WE Administradora de Serviços  Ltda recebeu R$ 607 mil da Secretaria. Já em 2012 a mesma empresa recebeu R$ 1,48 milhão. Outro exemplo é o da Melo e Leite Comercio Repr. e Serv.Gerais Ltda que recebeu R$ 825 mil em 2011. Já em 2012 a mesma empresa recebeu R$ 2,23 milhões quase três vezes mais.

Já os gastos da Sepaz com Serviços prestados, que em 2010 não existam (ao menos no Portal da Transparência) , subiram para R$ 4,02 milhões em 2011, aumentando mais de 100% no ano passado, para R$ 8,34 milhões.

Novidades

Em breve (muito breve) espero trazer novas informações sobre os gastos da Sepaz e as suas comunidades acolhedoras.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. jaime miranda

    a secretaria da promoção da paz paga $644 reais, menos que um salário mínimo, a os agente prestadores de serviços que arriscam a vida em um plantão de 24 hora

  2. Amigo do Povo

    Pô o Tio Teo, podia fazer uma secretaria para mim tambem, a SEPON que eu acho. iria ser mais produtiva e eficiente que a SEPAZ. A SEPON reuniria o anseio da grande maioria dos fincionários da SEPAZ e de outras secretarias. É isso ai gente viva a SEPON = SECRETARIA DE PORRA NENHUMA. E não adianta ficar com inveja carimbão.

  3. jose antonio dos santos

    O Ministério Público DEVERIA FISCALIZAR quem são os proprietários dessas empresas, comentários dão conta de serem laranjas do deputado federal e dos gestores da pasta. É estranho como se gasta dinheiro público.

Comments are closed.