STF avisa que processo contra Renan Calheiros vai ‘demorar um pouquinho’
   4 de fevereiro de 2013   │     23:10  │  11

Apesar da pressão – do patrulhamento até – de setores da imprensa, a denúncia contra Renan Calheiros será apreciada dentro da normalidade do Supremo Tribunal Federal. Isso pelo menos foi o que deixou transparecer o presidente do STF, ontem, ao participar, em Brasília, da abertura do ano legislativo no Congresso Nacional.

O presidente do Tribunal, Joaquim Barbosa, disse que “não é coisa assim para 30 dias, 40 dias. Demora um pouquinho. Vai demorar um pouquinho. Depende da prioridade que o relator der ao caso”.

As declarações de Barbosa estão nos principais sites e jornais do Brasil.

A reação de Barbosa não poderia ser diferente, do ponto de vista legal e institucional. Basta lembrar que o procurador geral da república, Roberto Gurgel, demorou três anos analisando o processo e só enviou a denúncia para o STF uma semana antes da eleição. O PMDB, partido do presidente do Senado e senador por Alagoas considerou a coincidência de datas  como manifestação política de Gurgel.

Já o ministro Ricardo Lewandowski, que é o relator do caso, afirmou nesta sexta-feira que ainda não examinou a denúncia apresentada na última semana pela PGR contra o senador Renan Calheiros e que não priorizará a análise do caso.

Ele não tem prognóstico de quando irá levar o caso para julgamento em plenário e que o tempo de avaliação do inquérito dependerá da complexidade do caso. “É um processo que será examinado normalmente dentro do cronograma de exame dos processos que tenho dentro do meu gabinete”, disse o ministro.

Na denúncia (enviada ao STF no último dia 25 de janeiro), o senador é  acusado de ter utilizado notas fiscais frias para tentar comprovar que tinha renda suficiente para pagar pensão a uma filha que teve fora do casamento. Segundo Lewandowski, é possível que ele determine a realização de diligências policiais a pedido do Ministério Público e do parlamentar alagoano.

Sob pressão

O caso contra Renan Calheiros, apesar de antigo, foi reaberto às vésperas de sua candidatura para a presidência do Senado. O senador parece resistir bem a pressão da mídia e tem conseguido se consolidar no novo posto.

Se o julgamento demorar é provável que a pressão diminua nos próximos dias, sendo retomada quando o caso for levado para julgamento do pleno do STF.

Leia mai sobre  as declarações de Barbosa e de Lewandowski nos links a seguir

http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/02/barbosa-diz-que-processo-contra-renan-vai-demorar-um-pouquinho.html

http://www.midianews.com.br/conteudo.php?sid=24&cid=148823

COMENTÁRIOS
11

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. LUIZ ALBERTO

    DEMOROU DOIS ANOS NA GAVETA DO PREVARICADOR, MAIS TRÊS QUANDO ERA O OUTRO, TOTAL CINCO ANOS. E FOI A PEDIDO DO SENADOR, QUE ENVIOU TODOS OS DOCUMENTOS E SIGILOS. VAI QUEBRAR A CARA! O RENAN VAI DERROTA-LO MAIS UMA VEZ!

  2. Rodrigo

    O Gurgel demorou mais de dois anos para tirar a denúncia da gaveta, agora querem que o Supremo julgue em uma semana…. isso é patrulhamento

  3. Clara

    Era só o que faltava, pressionar o STF para prejudicar o Senador Renan!!!! se ele pediu para abrir seu próprio sigilo!!! não tem nada a esconder… Já arrumaram de todo jeito assuntos para denegrir a imagem do Senador!!! mais parece-me que não estão conseguindo exito!!! e com isso só requenta notícias!!!! rrsrsrsrsrsr

  4. Valtinho Sanches

    Valtinho,

    O grupo de desocupados que ontem vaiou o senador Renan deveria procurar um lavado de roupa suja e não ficar sendo bucha de canhão dos derrotados. São uns inocentes úteis, aqueles que não pensam por si. Ninguém se engane, Renan fará uma gestão marcada de acertos. Vai provar sua inocência em toda essa balela que estão especulando na tentativa de macular sua imagem e quando. Ter certeza que, quando ele terminar seu mandato, dentro de dois anos, vai se reeleger com muita facilidade, porque o senador nordestino, filho de Murici (AL), vai fazer bonito no comando do Congresso Nacional…

  5. Amigo do Povo

    Nada tenho contra Renan, pouco conheço, e não tenho que formar a minha opinião por comenta´rios de a, b ou c. Acusam-no de que ? Roubou ?, Matou ? , Prevaricou ? Acho que não. Quando era presidente do Senado, fazia um bom trabalho e saiu por denuncias mesquinhas. Amigos, deixem-no trabalhar.

  6. Carlos Pisca

    Tudo isso não passa de uma perseguição gratuita contra Renan. Se até por cima do Supremo Tribunal Federal eles querem passar, imagine se há respaldo em tanta vontade de prejudicar Renan? Importante é que Alagoas está, agora, ainda melhor representado que antes e, certamente, como presidente do Senado, Renan beneficiará o povo brasileiro com a adoção de práticas que ampliem o desenvolvimento social.

  7. Benedito

    Uma noticia requentada dessas que demorou dois anos pra sair da gaveta agora querem que juguem em menos de duas semanas pura perseguição politica.

  8. Benedito

    Uma noticia requentada dessas que demorou 2 anos pra sair da gaveta agora querem que juguem em menos de duas semanas.

Comments are closed.