Não é campanha política não governador, é desespero do sertanejo mesmo
   8 de fevereiro de 2013   │     15:38  │  3

Téo Vilela saiu-se hoje com uma explicação pouco convincente para tentar justificar o erro do governo que deixou mofando, durante sete meses, R$ 10 milhões mandados pelo governo federal e que deveriam ter sido gastos desde agosto do ano passado, pelo menos, com ações contra a seca.

Ao invés de apontar os culpados pelo erro e exigir providências, o governador informou que o dinheiro finalmente está sendo utilizado e classificou a pressão da imprensa e as cobranças dos prefeitos a “campanha política antecipada”.

De fato, governador não é isso. E nunca foi. Os prefeitos que reclamam do atraso injustificável do governo são, na maioria (ou foram), seus eleitores.

Os produtores rurais que reclamam da falta de ação, do atraso do governo, não são seus inimigos, muito menos os jornalistas.

Seus inimigos são alguns assessores que gastam tempo no palácio lhe bajulando e impedido que o senhor saiba, no tempo certo, dos problemas e tome as providências. Essa turma que prefere fazer blindagem em torno do senhor acredita que vai tapar o sol com a peneira”.

Utilizar o dinheiro da seca é o mínimo. O governo deve desculpas ao sertanejo. Por falta de ração, por falta de comida, milhares de vacas morreram e morrem no sertão. Tem produtores que perderam tudo. Os agricultores familiares, na sua maioria, perderam metade ou mais da metade de suas vaquinhas.

E no sertão, governador, vaca tem nome. E em muitos casos é tratada como um membro da família. O produtor chora de ver o bicho morrendo de fome de sede. Lágrimas que poderia ter sido evitadas se o dinheiro tivesse sido gasto no tempo certo.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. ray

    Como é que você tem a ousadia de querer defender um governo que é uma verdadeira Aberraçâo para a sociedade alagoana?

  2. Luciano

    É campanha política sim!! E você, caro jornalista, deveria sair dessa sua confortável cadeira e verificar in loco as ações do Governo do Estado, notadamente da Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos no sertão alagoano. Ficar em sua cadeira tecendo críticas a mando daquele que até os dias atuais é motivo de vergonha para a democracia e toda uma nação.

  3. luiz paulo sodre

    Sr. Edivaldo,desculpe,mas não concordo com a sua afirmativa,é política sim,basta ver,quem faz as críticas,um deputado taturana e um senador omisso rancoroso,e que mal aparece em nosso estado,ao contrário do governador,que é muito querido pelo sertanejo,e tem diversas obras escritas,sobre a seca,e a vida dura do sertanejo,por isso volto a afirmar.infelizmente,o Sr. está perdendo o foco,e parcializando suas matérias,a propósito o Sr. deveria ler um artigo escrito pelo governador em um certo jornal,que descreve bem essa situação,acompanhado de um título muito sugestivo, e bem humorado,denominado, O Sertão,o Canal e o macaco esperto,evidentemente se contrapondo a um outro escrito por esse senador,que em campanha escreveu a poucos dias,O sertão o canal e a tartaruga sonolenta,procure se informar,sobre o passado de ambos,e veja quem mais mau,fez a esse país,torço para que o Sr. retorne logo,as suas matérias inteligentes e bem escritas. Um abraço.

Comments are closed.