Alagoas perde mais de 2 mil empregos com carteira assinada em janeiro
   23 de fevereiro de 2013   │     15:17  │  3

A geração de empregos dá sinais de esgotamento em Alagoas. O quadro é de desaceleração em todos os setores. A construção civil, o comércio e a indústria, que vinham colaborando para abrir novos postos de trabalho no estado estão dando sinais de esgotamento.

Depois de registrar o pior resultado na geração de empregos no país em 2012 ( http://gazetaweb.globo.com/noticia.php?c=332636) o mercado de trabalho começa 2013 no vermelho, com a perda de mais de 2 mil vagas com carteira assinada.

Dados do Ministério do Trabalho mostram que Alagoas registrou em janeiro de 2013 o pior resultado na geração de empregos para o mês desde 2008, quando o setor sucroalcooleiro do estado estava no auge da crise financeira internacional.

No mês passado, segundo o Caged (Cadastro Geral de Emprego e Desemprego) foram regisradas 9.337 admissões e 11.430 demissões. O saldo na geração de empregos ficou negativo em -2.093, o que representou  queda de -0,57% sobre o estoque anterior.

No link a seguir tem informações sobre o desempenho do Caged no Brasil, que também ficou abaixo do esperado: http://migre.me/dnXqj

Um quadro Preocupante

Mais grave que o resultado de janeiro é o desempenho de Alagoas no acumulado dos últimos 12 meses que também ficou negativo em -693 empregos ou -0,19% sobre o estoque do período anterior. A evolução dos últimos 12 meses elimina o efeito da sazonalidade e mostra a desaceleração na geração de empregos.

O aumento das demissões em janeiro reflete, em parte, a crise enfrentada pelas usinas do estado que estão terminando a moagem mais cedo na safra 12/13. Mas o setor, que está computado na indústria de transformação, não é o único a perder postos de trabalho.

Setores importantes como comércio e serviços ou perderam vagas ou criaram muito poucas (como mostra a tabela abaixo).

caged 01-2013

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. trapalhões

    esse inaldo e mais o loyola abestado são dois politicos trapalhões, mesmo vivendo as custas do povo de santana e piranhas. são duas malas totalmente sem alças.

  2. jose antonio dos santos

    O Governador e sua equipe de incompetentes deveriam ser expulsos de Santana do Ipanema a partir desta segunda-feira onde diz que vai se instalar como gestor. Parece que o Sertão de Alagoas não tem representante na Assembléia Legislativa, mas tem: INÁCIO lOYOLA, e Isnaldo BULHôes que até agora não se sensibilizaram da dramática situação de miséria que vive a população com os efeitos da seca. ONDE ESTÁ A SOCIEDADE CIVIL que se diz organizada para cobrar ações efetivas deste governador!. Sei que dezenas de b… do governador vão ler esta mensagem, que leiam e levem o repúdio da maioria do povo de Alagoas!.

  3. Santos

    Que notícia interessante, acredito que só o bloqueiro não sabe que a partir de Janeiro as Usinas começam a dispensar os chamados “Safristas”. Vamos ver se em Setembro quando a situação se inverte o destaque será o mesmo.

Comments are closed.