Dilma vai ao Alto dos Coelhos para inaugurar Canal do Sertão, no dia 11
   4 de março de 2013   │     17:20  │  1

Na agenda de Dilma Rousseff está reservada a data do dia 11 de março para uma visita Alagoas. Será uma agenda rápida, assim como ocorreu na inauguração da planta da Braskem em 17 de agosto do ano passado. Ela ficou aqui somente o tempo suficiente para participar da solenidade.

A presidente da república cumprirá agenda simples. Deve, em princípio, participar apenas da solenidade no palanque, ao lado de políticos de todas as esferas.

O ponto de parada já foi definido. O palco será ao lado de um canteiro de obras, no povoado Alto dos Coelhos, em Água Branca. A presidente deve falar e tirar fotos com operários e, se a agenda permitir,  vai visitar, uma unidade demonstrativa de irrigação, a menos de 1 km do local.

O Palácio dos Palmares cuida da solenidade junto com o Palácio do Planalto. A ordem do governador, avisa o secretário executivo do governo, Herbett Motta, é convidar todos os deputados e senadores. “Estamos  convidando as autoridades da região, autoridades estaduais e também a bancada federal”, explica. A agenda, em princípio está confirmada para a próxima segunda-feira – mas ainda pode mudar, “por um ou dois dias”.

A obra

A presidente Dilma Rousseff vai in os 65 km do Canal do Sertão que já estão prontos. O projeto está entre as 52 obras prioritárias do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).  A expectativa é que ela aproveite a solenidade para anunciar a liberação de mais verbas para a obra.

Até agora, de acordo com dados do Ministério da Integração, já foram liberados mais de R$ 730 milhões para a construção do canal. Até a conclusão da obra, que terá 250 km, entre Delmiro Gouveia e o povoado Folha Miúda, em Arapiraca, serão necessários cerca de R$ 2 bilhões, pelo menos.

A construção dos três primeiros trechos, que vão até o km 92, é estimada em R$ 950, dos quais já foram liberados os R$ 730 milhões. Para a construção dos 4 trechos, que vão do km 92 até o km 250 serão necessários mais R$ 1,6 bilhão  .

O governo federal também deve anunciar obras complementares. A partir do canal serão construídas novas adutoras na região do sertão e alguns sistemas de irrigação. No dia da inauguração, o ministro da Integração, Fernando Bezerra, deve assinar a ordem de serviço do perímetro irrigado de Pariconha, uma área de 100 hectares.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Thiago Falcão

    O visita da Presidente, sera de estrema importância para dar seguimento as obras, no sertão, na oportunidade os visitante terão a oportunidade de observar sistemas de Irrigação por Aspersão, com alta eficiência sistema de Alas Moveis Raesa Brasil.

    Estão de Parabéns, todas as esferas politicas que estão dando isentivo para o fortalecimento da agricultura familiar.

    Por.

    Thiago Falcão

Comments are closed.