GraalBio vai construir mais duas grandes indústrias em Alagoas
   9 de março de 2013   │     22:39  │  8

O projeto da GraalBio que está construindo em Alagoas pela Bioflex – primeira unidade de etanol de segunda geração em larga escala do Hemisfério Sul – é maior do que se imagina.

A unidade de fabricação de etanol de Alagoas será inaugurada em fevereiro de 2014 e será a primeira de 12 unidades que serão construídas no Brasil, nos próximos anos.

Quem confirma os novos investimentos é o alagoano Manoel Carnaúba Cortez. O executivo já foi um dos principais dirigentes da Braskem e agora está a frente da Bioflex.

“Estamos investindo na construção de 8 unidades de fabricação de etanol, como a que está sendo construída em Alagoas”, aponta Manoel Carnaúba.

O grupo também vai implantar, adianta o presidente da Bioflex, quatro biorrefinarias para produzir produtos com maior valor agregado a partir do etanol, a exemplo do nylon.

E a boa notícia é que pelo menso duas das novas  unidades que serão construídas virão para o estado. “Em Alagoas estão aprovadas a construção de mais uma unidade de etanol e de uma biorrefinaria”, explica o executivo.

Maior do mundo

A primeira indústria de de etanol celulósico em larga escala foi inaugurada esta semana na Itália pelo grupo italiano Mossi&Ghisolfi (parceiro da GraalBio).

A unidade italiana terá capacidade para produzir 70 milhões de litros por ano. A unidade de Alagoas será a maior do mundo, quando for inaugurada, com produção de 82 milhões de litros anuais.

“Teremos aqui no estado a maior fábrica de etanol e segunda geração do mundo e a maior fábrica de etanol do Nordeste”, afirma Manoel Carnaúba.

A notícia sobre a implantação da indústria em Alagoas é tema de reportagens em vários sites. Deixo links da Folha (http://migre.me/dBE3g), Única (http://migre.me/dBEaI) e Nova Cana (http://migre.me/dBEbZ)

Manoel Carnaúba anuncia novos investimentos da GraalBio em Alagoas

Manoel Carnaúba anuncia novos investimentos da GraalBio em Alagoas

Pesquisa

O objetivo da GraalBio é dominar toda a cadeia produtiva. “Já temos resultado de pesquisas realizadas com novas variedades de cana-de-açúcar e vamos fortalecer as parcerias com as usinas do estado, que serão nossas fornecedoras de matéria-prima (bagaço e palha de cana)”, aponta Manoel Carnaúba.

Os investimentos da GraalBio em Alagoas somente com as duas plantas de etanol devem passar os R$ 600 milhões. A primeira fábrica da Bioflex terá investimentos da ordem de R$ 300 milhões e a capacidade de produção nominal da fábrica será de 82 milhões de litros de etanol por ano.

Com a implantação da unidade, serão ofertados 160 empregos diretos e cerca de 800 postos de trabalho durante a execução das obras de construção.

Processo

O etanol de segunda geração será fabricado a partir do bagaço e da palha de cana a partir de tecnologia dominada pela GraalBio. O processo de fabricação do etanol muda apenas na fase inicial, quando a matéria-prima será submetida a um pré-tratamento com enzimas capazes de quebrar as ligações químicas da celulose, convertendo em açúcar. A partir daí o processo é semelhante a uma destilaria convencional.

 

COMENTÁRIOS
8

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. enio da silva oliveira

    Que privilégio é ter esta multinacional em nosso estado e principalmente em São Miguel dos Campos, estava faltando uma industria de alto nível em nosso estado para trazer novos postos de trabalho e fazer crescer a economia em Alagoas.

  2. Marcos

    até que fim vai ser instalada uma indústria em Alagoas. que a população há muito tempo vem esperando a instalação do estaleiro em Coruripe. até o momento nada concreto. vai terminar de algum empresário do estaleiro tomar alguma decisão de sua instalação ser em outro estado menos Alagoas. por tanto protocolo e disinteresse por parte dos políticos de Alagoas.

    1. Aguinaldo Bulhões

      Se você ou alguém souber onde entregar curriculum para trabalhar na GRAAL/AL, por favor me informem.
      Fico muito agradecido.

      1. Valdir

        Também quero saber.
        Gostaria de fazer parte dessa empresa que vai ser uma das maiores do mundo em produção de etanol.

  3. Antonio

    Parabéns!
    Porem, precisa-se, que apolítica se faça presente que não esteja o estado a todo momento no ranking da violência, do analfabetismo, e da falta de politica social. As vozes das rua talvez só tenham dado uma demonstração do que são capazes, é preciso que estes investimentos traga no pacote, responsabilidade social. se não, só uma parte do investimento terá sido beneficiado..

  4. Ana Elizabete Carneiro

    Muito bom para o nosso Estado! Parabéns Manuel – grande executivo e empresário! E Luiz Otávio Secretário que planeja e promove o desenvolvimento de AL!

  5. aguinaldo

    Concordo com o Sergio. Porém, é necessário criar frentes de capacitação e qualificação de mão de obra.
    O nosso estado é muito carente de cursos técnicos profissionalizantes. Me refiro a cursos que preparem bem o profissional, aliando teoria e muito prática. Dessa forma, teremos mais pessoas do nosso ESTADO ocupando vagas que, normalmente, são ocupadas por pessoas de outros estados e até de outros países.
    Nossa Alagoas precisa sair do atraso. Precisamos esquecer as disputas políticas e nos concentrar no desenvolvimento do nosso povo.
    A equação é simples: POVO+DINHEIRO=ECONOMIA FORTE.

  6. sergio

    Alagoas vive um grande momento. O atual modelo de gestão das politicas públicas em Alagoas deve ser mantido. Eu nunca vi tantas realizações no campo político empresarial. Governar é debater, buscar, criar os meios. Parábens aos gestores, em especial ao secretário Luiz Otavio Gomes.

Comments are closed.