Na semana da água, a previsão é de mais seca para Alagoas
   23 de março de 2013   │     23:34  │  0

O Dia Mundial da Água, mal chegou a ser lembrado, ontem, em Alagoas. E não era pra menos, nem para mais. No “paraíso das águas”, a longa estiagem é quem continua dominando o noticiário.  

Se já está ruim, pode ficar pior. Meteorologistas dos Centros Estaduais de Meteorologia do Nordeste e do INMET divulgaram, ontem, novo prognóstico climático referente ao período de abril a junho 2013 para o Nordeste do Brasil. A expectativa, adianta o meteorologista Adriano Augusto, da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, é de mais um ano com chuvas abaixo da média em Alagoas.

Em outras palavras, a seca tem tudo para continuar.

“A previsão de consenso é de chuvas variando de normal a abaixo da média histórica para o setor Leste do Nordeste brasileiro (litoral de Alagoas), e permanência de chuvas abaixo da média na  demais áreas do Nordeste (agreste e sertão)”, explica o meteorologista.

Se a precipitação pluviométrica ficar mesmo abaixo da média, o agravamento da situação no sertão de Alagoas será inevitável.

“Em função da longa estiagem, precisaríamos de chuvas acima da média para pensar numa recuperação. Chovendo menos do que a média não teremos água suficiente para encher os barreiros, nem para a agricultura”, avalia o secretário da Semarh, Napoleão Casado.

Veja o boletim da previsão climática no  link a seguir:

http://edivaldojunior.blogsdagazetaweb.com/wp-content/uploads/sites/12/2013/03/PrevALABRMAIJUN2013.pdf