Empregos: AL tem pior desempenho do país em março
   18 de abril de 2013   │     20:00  │  0

Em março de 2013, pelo segundo mês consecutivo Alagoas registrou o pior desempenho no no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado ontem pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Segundo os dados do Cage, “em março de 2013, por motivo sazonal relacionado ao complexo sucroalcooleiro, foram eliminados 15.574 empregos celetistas, o que representa uma retração de 4,35% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior”.

De acordo com o Caged, “Tal resultado decorreu da queda principalmente no setor da Indústria de Transformação (-14.577 postos), devido a redução de 14.535 postos relacionados à Indústria de Produtos Alimentícios vinculados predominantemente à produção de açúcar”.

Na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, nos três primeiros meses do ano, Alagoas perdeu 24.896 postos de trabalho formais (-6,77%), comportamento marcado pela presença de fatores sazonais..

Preocupante

Não é só o setor sucroalcooleiro que está provocando a perda de postos de trabalho em Alagoas. Em março todos os outros setores (exceto administração pública e serviços de utilidade pública) apresentaram resultado negativo. Até o setor de serviços que vinha registrando uma longa sequência de saldos positivos fechou no vermelho (veja tabela).

Apenas dois outros estados da região também registram saldo negativo na geração de empregos, em função da sazonalidade, mas com impacto menor do que o registrado em Alagoas. É o caso de Pernambuco (-0,95%) e Paraíba (-0,97%). Nos demais estados, o saldo é positivo.

caged março 13