Eleição de deputado federal pode custar até R$ 10 milhões em AL
   4 de maio de 2013   │     23:23  │  3

Há um mês publiquei aqui as estimativas de gastos que os candidatos que querem se eleger – com certeza – terão nas  eleições de 2014.

Foi um palpite, mas com base em números reais, levantados a partir as eleições municipais de 2012 e proporcionais de 2010. Agora passo a corrigir esses números após conversa com um experiente cabo eleitoral, que já coordenou várias campanhas de deputado federal.

Ele acha que eu foi “modesto na minha avaliação”. Primeiro vamos relembrar: no ano passado prefeitos que precisaram de 7 mil a 15 mil votos para se eleger em cidades pequenas e médias de Alagoas gastaram de R$ 2 milhões a R$ 4 milhões para ganhar a disputa.

Com base na conversa que tive com um político experiente, reproduzi a avaliação para o blog de quanto devem custar as eleições parlamentares em Alagoas no próximo ano: “um deputado federal deve gastar pelo menos R$ 6 milhões, se tiver uma boa base,  e um estadual de R$ 2 milhões a R$ 3 milhões para ser se eleger”.

O problema, reforça o “coordenador” de campanhas  é que mitos candidatos não tem base popular. “Já tem candidato a deputado federal tentando conseguir pelo menos R$ 10 milhões para fazer a campanha”, avisa.

“Com menos do que isso só se elege quem tiver apoio popularidade”, avalia. “Nas eleições de 2010 pelo menos um dos candidatos a deputado federal gastou mais de R$ 15 milhões”, emenda.

Claro que nem todo esse dinheiro sai do bolso dos candidatos. Além do financiamento de amigos e do próprio partido pesa também o trabalho voluntário, o envolvimento que cada um consegue: “quem tem muitos amigos faz uma carreata sem gastar nada, quem não tem paga a gasolina, o lanche e ainda dá dinheiro pro cara botar o adesivo no carro. A conta vai depender do candidato, mas sem dinheiro ninguém se elege”, afirma.

 

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Ely Leão

    Edivaldo, boa tarde.
    Com toda a sinceridade não consigo entender como e porque tem que ser gasto toda estas cifras para se eleger para qualquer cargo político. A culpa só pode ser de nós eleitores. Quão de nós não conhecemos este monte de pilantras que estão indo e vindo todos os anos na política nacional? Esta dinheirama só pode ser na compra de votos ! Eu não preciso mais do que os conhecimentos que tenho de todos eles para encontrar aquele que vai receber o meu voto. Isto é um absurdo! e nós sabemos que todo este dinheiro não sai do bolso deles.
    Abraços, Ely Leão – Brasília /DF

  2. PêCê

    É EDIVALDO, AINDA TEM QUEM DUVIDE DE QUE A POLÍTICA É GRANDE DESGRAÇA DO NOSSO ESTADO…

    ESSA MÁFIA POLÍTICA QUE DESTRÓI NOSSO ESTADO, NEM A JUSTIÇA, QUE NÃO EXISTE, CONSEGUE DOMINAR…

    S.O. S. ALAGOAS, NÃO AGUENTAMOS MAIS.

Comments are closed.