Exportações de Alagoas voltam a cair e perdas chegam a R$ 180 milhões somente em 2013
   7 de maio de 2013   │     19:48  │  0

A crise mundial e a seca continuam afetando a economia de Alagoas, em especial comércio exterior. As exportações de Alagoas caem mês após mês. Em 2012 cerca de R$ 750 milhões deixaram de circular na economia do estado por conta da queda na balança comercial.

Este ano, o estado voltou a registrar desempenho negativo nas exportações em janeiro, fevereiro e em abril. De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, no mês passado as exportações alagoanas somaram US$ 127,2 milhões. Na comparação com abril de 2012, quando foram exportados US$142,4 milhões, a variação ficou negativa em -10,66%.

Com esse resultado deixar de circular na economia de Alagoas em abril pouco mais de 15 milhões de dólares, o equivalente a R$ 30 milhões.

No acumulado de 2013, o desempenho é um pouco pior. O volume exportado de janeiro a abril ficou em US$ 544,6 milhões, registrando uma queda de -13,95% em relação ao mesmo período de 2012, quando foram exportados US$ 632,8 milhões.

Somente nos quatro primeiros meses do ano cerca de US$ 88 milhões, o equivalente a R$ 176 milhões, deixaram de circular na economia de Alagoas.

Queda sobre queda

Esses são números preocupantes, porque estão caindo em comparação com 2012, ano em que o estado registrou um resultado negativo nas exportações. Durante todo o ano passado Alagoas exportou US$ 1,014 bi, em queda de 26% na comparação com 2011  (US$ 1,371 bi).

O maior impacto da balança comercial, seja para o bem ou para o mal, é no setor sucroalcooleiro, que responde por mais de 98% das exportações. A queda no volume exportado afeta diretamente as usinas, mas por tabela atinge toda a economia alagoana. O setor ainda é, de longe, o mais importante do estado, especialmente na geração de empregos.