Nonô na Assembleia: Onde foi parar o dinheiro do Fecoep?
   7 de maio de 2013   │     13:09  │  0

Foi o próprio vice-governador quem pediu para falar com os deputados estaduais. E o pedido será atendido na sessão ordinária da Assembleia Legislativa desta terça-feira, avisa Fernando Toledo, presidente da ALE: “É importante porque esse debate porque ele terá a oportunidade de falar sobre temas que dominam as discussões na Assembleia”, diz.

O deputado Judson Cabral, PT, é sem dúvidas o maior responsável pela ida de José Thomaz Nonô à ALE, por conta de suas críticas ao Fecoep: “queremos saber para onde vai o dinheiro. O estado já arrecadou mais de R$ 250 milhões do fundo de combate a pobreza no atual governo e não vimos os resultados”, aponta. “Eu vou fazer os questionamentos, quero saber onde os recursos foram parar, porque são os questionamentos que eu tenho ouvido das pessoas por onde passo, especialmente no sertão do estado, onde os produtores sofrem com a seca e a ajuda do Fecoep não chega”.

Nonô promete responder a todas as dúvidas sobre o Fecoep, desde que assumiu o comando do programa – ou seja, a partir de 2011. “Eu faço questão de Arapiraca essa contribuição. Vou mostrar onde o dinheiro vem sendo aplicado. Um exemplo é o programa do leite que atende todos os dias mais de 80 mil famílias no estado”, adianta.

É fácil de se apegar

O presidente da ALE gostou muito da experiência de ser governador, mesmo que apenas durante uma semana. “Procurei dar minha contribuição, mês esforcei para fazer o melhor”. Se depender de Fernando Toledo ele assume de novo. “gostei muito”, admite.

Ao saber da “paixão” de Toledo, o vice Thomaz Nonô descontraiu: “e quem não gosta? Eu não conheço um!”