Nonô pode se transformar no candidato a governador da 24ª hora
   7 de maio de 2013   │     21:02  │  3

Dividido entre a família que pede para ele não ser candidato e os “amigos” que querem justamente o contrário, Téo Vilela só deve decidir seu futuro político em março ou, provavelmente, abril do próximo ano.

Os assessores mais próximos juram que ele está entre a cruz e a espada: 50% para sim, 50% para não.

Quem não quer esperar tanto começa a se movimentar em busca de seu próprio caminho. Afinal, não seria interessante aguardar a decisão e dar com os burros n’água.

É o caso de Benedito de Lira – estaria ele se distanciando do Palácio dos Palmares? O senador tenta construir uma candidatura ao governo por que a essa altura já imagina que Téo Vilela (apesar de não dar sinais muito claros) deixará o governo daqui a 11 meses para tentar uma cadeira no Senado.

Com saída de Téo Vilela, o candidato natural ao governo será o vice. José Thomaz Nonô continua na espera e tem repetido aos amigos que se Téo sair, é uma coisa, se não sair é outra.

Diferente de outros postulantes ao governo, a Nonô resta esperar. E por isso mesmo o seu tempo será o tempo do atual governador. “O Nonô será o candidato da 24ª hora, não por vontade própria, mas por conta do estilo de Téo Vilela que só decide no último momento”, diz uma pessoa que conhece os dois, de perto.

Foi assim com a candidatura a vice, definida (mesmo!) somente no dia da convenção, em 2010. Não deve ser diferente em 2014.

Aécio ou Campos?

Nonô nega que tenha tido, até o momento, qualquer conversa com Eduardo Campos ou Aécio Neves sobre a formação de palanque para 2014. “Não existe nada. Se for procurado converso com qualquer um. Me dou bem com todos”, aponta.

A mesma resposta vale, claro, para a candidatura ao governo: “não existe nada. Essa é uma decisão para o ano que vem”, desconversa.

Mas se Téo Vilela sair em abril – anote – Nonô será candidato. Ou alguém aí duvida disso?

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Helio

    A tendência é essa, apesar das reclamações que temos deste governo, já tivemos piores. Penso como você Edivaldo Junior, Teo e Nonô continuarão juntos e com chances de levar o PMDB pra o time.

  2. NILSON DELMIRO DOS SANTOS

    Caro Colunista,

    Respeito os seus comentários, no entanto, espero que não se trate de um delírio seu.

  3. NILSON DELMIRO DOS SANTOS

    Caro Colunista,
    Respeito os seus comentários, no entanto, o nosso estado precisa de gente nova, competente administratisvamente, que arregace as mangas e vá a luta; porque esse senhor nonô, francamente. Alagoas precisa urgentemente de uma renovação total no quadro político.

Comments are closed.