BNDES libera R$ 300 mi para construção de fábrica de etanol em AL
   8 de maio de 2013   │     12:37  │  0

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou ontem que foi aprovado financiamento da ordem de R$ 300,3 milhões para a Bioflex Agroindustrial, empresa do grupo GranInvest (GranBio).

Os recursos vão garantir a construção da primeira fábrica de etanol de segunda geração, o etanol 2G, no Basil. A unidade, que será construída em São Miguel dos Campos.

A operação com o BNDES garante a construção da planta industrial que começa a operar a partir do primeiro trimestre do ano que vem.

Manoel Cortez, vice presidente de operações da GranBio diz que “a unidade do estado vai operar até o início de 2014, com capacidade de produção de 82 milhões de litros e investimentos da ordem de R$ 300 milhões”, adianta.

A planta da GranBio será a maior produtora de etanol de Alagoas e a maior produtora e álcool celulósico das Américas. Mas não será única: “pretendemos construir outras unidades no estado, incluindo uma biorrefinaria”, revela Cortez. Cada unidade vai  gerar cerca de 300 empregos diretos e 800 indiretos.

Os planos para novos investimentos da GanBio em Alagoas você conferir no link a seguir: http://wp.me/p2Awck-Eu.

A seguir você pode ler os principais trechos do texto que o BNDES distribuiu texto sobre a operação com a Granivest:

BNDES aprova R$ 300 milhões para primeira usina de etanol de 2ª geração no Brasil  

Empreendimento, a ser instalado no município de São Miguel dos Campos (AL), será o segundo do tipo no mundo

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 300,3 milhões para a Bioflex Agroindustrial, empresa do grupo GranInvest, construir uma unidade de produção de etanol de segunda geração.

A usina, no município de São Miguel dos Campos, Alagoas, terá capacidade de produção de 82 milhões de litros por safra, utilizando a palha e o bagaço de cana-de-açúcar como matéria-prima e tecnologia de conversão de biomassa.

Será a primeira planta em escala comercial no Brasil e a segunda no mundo (a outra está localizada na Itália). O projeto, que consiste no desenvolvimento no País de um processo de produção de etanol de segunda geração, integra o Programa de Apoio à Inovação Tecnológica Industrial dos Setores Sucroenergético e Sucroquímico (PAISS).

O BNDES é sócio do grupo GranInvest desde dezembro de 2012, quando a BNDESPAR adquiriu participação de 15% na então Graal Bio Investimentos, hoje GranInvestimentos S.A.

O texto completo você pode ler no link a seguir:

http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucional/Sala_de_Imprensa/Destaques_Primeira_Pagina/20130507_etanol.html