Prioridade de Téo Vilela, hoje, é eleger o sucessor
   8 de maio de 2013   │     21:21  │  11

O jogo da sucessão estadual ainda não começou mas já tem muito político no aquecimento. Cada peça que é mexida no tabuleiro muda completamente o quadro.

Há quem diga que Benedito de Lira se afastas de Téo Vilela e se aproxima de Collor.  Há quem diga que o governador se aproxima de Renan Calheiros e do PMDB.

O que existe, de fato, hoje são muitas suposições e algumas certezas. Uma delas: o senador Fernando Collor será candidato em 2014 – a princípio a sucessão.

A outra certeza, hoje, é que o atual governador mira as eleições muito mais preocupado em eleger o seu sucessor do que disputar ou não uma vaga para o Senado.

Outra certeza é que Biu de Lira quer ser candidato ao governo, mas ele depende de alguns fatores para emplacar o seu projeto. No Palácio dos Palmares seria preterido por Nonô se Téo Vilela sair para concorrer ao Senado. E se Téo não sair ainda existe o risco de ser preterido por Renan Calheiros, com quem Téo Vilela tem conversado sobre política.

Na base de apoio a presidente Dilma Rousseff os nomes mais fortes em Alagoas, hoje, são dos senadores Collor e Renan. Como ninguém é candidato de si mesmo, outros nomes podem surgir para disputar o governo – incluindo os destes dois senadores.

A dúvida de Téo Vilela vai além dos pedidos feitos pela família (para que não se candidate) ou dos amigos (que querem vê-lo no palanque em 2014): ele quer fazer o sucessor, para evitar desconforto no futuro. Como opção na sua base tem os nomes de Nonô, Alexandre Toledo e Biu de Lira. “O que for mais viável ele apoia”, diz um dos confidentes de Téo Vilela. “E pode até ser um candidato fora da base aliada”, emenda.

COMENTÁRIOS
11

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Fabi Lunde

    O Vilela pode ser devagar, mas não é burro, acho que ele já está percebendo que não vai ter a mínima chance nas eleições do ano que vem, tanto que está fortalecendo seu sucessor e esquecendo de fazer a sua campanha… ele já não tem mais nem argumentos. … É por essas atitudes de desânimo que o Vilela adota é que o cenário político de Alagoas já está pré- definido!!! È Collor na Cabeça

  2. Maíra Jaspe

    A hora de Vilela se aposentar já chegou, passou, ultrapassou e ta na quinta volta já, espero que ele não tente mais uma candidatura! Nada mais pior que um político que não fez nada, querer contar milhares de mentiras no programa eleitoral.

  3. Benício

    Vilela tem é que seguir o conselho da família e se aposentar! Fez um péssimo governo e muitos tem sofrido por conta disso. Meu voto no senado, com certeza, é do Collor.

  4. Naelton

    Pior do que o trágico governo do Sr. Teotonio, são as opções que se apresentam para governar Alagoas. Haja velas!

  5. tania

    Com esse desgoverno dele acho dificil ele fazer o sucessor….. mas como ainda temos o voto de cabresto, pode ser!!!!!!1

  6. catarina dos santos

    Eleger um sucessor para dar continuidade a este PÉSSIMO governo, ou melhor, DESGOVERNO.

    Alagoanos atenção na hora de votar pelo amor de DEUS!

  7. ELE E OS OUTROS

    na próxima, n]ao vai ganhar nem ele e nem os seus amiguinhos que nada fazem. quero ver todos nas profundas do inferno. scho tmbém que a maioria do povo alagoano já está enjoada dessa corja. se sair da minha casa para votar, sairei certo de que votarei na heloisa, para o senado. no resto, nem preso. renan brnrdito, teotonio e outros bichos já csnsram o povo.

  8. carlos ferro

    ESSE GOVERNADOR NÃO ELEGE NEM UM VEREADOR QUANTO MAIS O SUCESSOR.COM CERTEZA O PIOR GOVERNADOR DA HISTORIA DE ALAGOAS.

  9. ruy

    COM OS MILHÕES DO “BRASIL MAIS SEGURO” teo COMPRA OS VOTOS ALAGOANOS… É SEMPRE ASSIM. MESMO COM CHEIRO DE SANGUE.

  10. Germano

    Creio que Benedito e Alexandre já são carta fora do baralho palaciano. Restam Nonô e Renan.

  11. PêCê

    EM TEMPOS MUITO DIFÍCEIS QUE NOSSO ESTADO TÁ PASSANDO, A PRIORIDADE É TRAZER MAIS INDÚSTRIAS PRA ALAGOAS, GERANDO MAIS EMPREGOS E RENDAS E NÃO, SÓ ESTAREM PREOCUPADO EM QUEM APOIAR NAS MISERÁVEIS ELEIÇÕES, QUE SÓ DESTRÓI NOSSO ESTADO…
    NÃO SE FALAM MAIS EM ESTALEIRO, NEM EM MINERADORA, NEM EM MONTADORAS E OUTRAS INDÚSTRIAS PROMETIDAS EM TEMPOS DE CAMPANHAS, NÉ EDIVALDO???

Comments are closed.