Relações azedam e o PT deve romper laços com o PMDB em Alagoas
   15 de maio de 2013   │     20:00  │  9

A lua de mel entre o PT e o PMDB em Alagoas parece ter chegado ao fim. Alinhados em 2010 e 2012, os dois partidos estão cada vais mais distantes e podem trilhar caminhos diferentes em 2014.

O deputado estadual Judson Cabral, uma forte liderança petista em Alagoas, já defendia chapa própria para as eleições majoritárias do ano que vem.

Agora, mais uma voz muito forte dentro do partido ecoa em defesa de uma “cara própria” para o PT alagoano.

“Não podemos continuar a reboque do PMDB no estado. Se continuar assim, o PT nunca conseguirá o seu espaço em Alagoas. Apesar de nossa força nacional, não temo nenhum espaço local. Precisamos mostrar nossa identidade, apresentar nossas propostas e só poderemos fazer isso se tivermos candidatos majoritários”, dispara Ronaldo Medeiros.

No começo da tarde de hoje, o blog o Ricardo Mota reproduziu a insatisfação de do deputado estadual com a aliança: “o PMDB faz mal ao PT local”.

A declaração de Medeiros tem endereço certo. É um recado que ele manda para o presidente do partido em Alagoas, Joaquim Brito, e o presidente estadual do PMDB, senador Renan Calheiros. Ambos estão convidando os integrantes da direção executiva do partido, deputados, prefeitos, vereadores e figuras proeminentes para um café da manhã no próximo dia 27, em Maceió.

O deputado estadual faz questão de avisar – publicamente – que não vai. “Não é hora de discutir 2014 como está proposto neste encontro”, aponta.

Joaquim Brito confirma convite para o café com Renan

O presidente PT em Alagoas lembra que já foi procurado por outros dois senadores para conversar sobre 2014. “Já conversamos com Benedito de Lira e com Fernando Collor. Agora o Renan Calheiros nos procurou solicitando uma reunião para falar de 2014 e nós marcamos.O partido é democrático e conversa com todas as forças políticas, até com o PSDB, se for preciso”, enfatiza.

De acordo com Joaquim Brito, o PT vai ouvir Renan no café da manhã, mas não vai decidir nada agora. “Nossa decisão só será tomada em 2014, numa grande plenária com a participação da militância e com a orientação da direção nacional”, resume.

Como e porque PT e PMDB podem se afastar

Um dos maiores aliados do senador Renan Calheiros no PT é o atual presidente do partido em Alagoas, Joaquim Brito, que deixa a direção estadual em novembro deste ano. Entre os nome mais cotados para substituí-lo estão os de Judson e Ronaldo. Ambos defendem que o PT lance um nome próprio para o governo no ano que vem.

Outro nome na disputa é o do deputado federal Paulão. Ele não foi ouvido sobre a polêmica, mas sua posição histórica tem sido pelo fortalecimento do PT. Nas eleições municipais de Maceió ele tentou viabilizar uma proposta fora do chapão, mas foi voto vencido.

Qualquer um dos três que assumir a presidência do PT no estado vai trabalhar para fortalecer o partido, o que significa a possibilidade de palanque próprio em 2014.

E o palanque de Dilma Rousseff em Alagoas? “Está garantindo em qualquer situação. Podemos ter um palanque com o Biu, outro do PT e outro do Collor ou do Renan Calheiros. A gente vai para a disputa no primeiro turno e se junta de novo no segundo turno”, avalia Medeiros.

COMENTÁRIOS
9

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Delane Farias

    O governo de Alagoas terá comando do PMDB a partir de 2015 com apoio de Dilma do PT. Essa parceria vai continuar e tenho o dito.

  2. Pedro lins

    Sem pé, nem cabeça essa declaração. Paulão quer segurar sua cadeira na Câmara porque o PT de Alagoas precisa e Dilma quer. Não é louco para entrar nessa roubada

  3. Williams Roger-filiado

    Caro Edivaldo, boa atitude deputado, só não consigo entender a demora dela!?
    Na minha opinião, o PT alagoano, e em especial o de Maceió, tem que se posicionar o quanto antes. Temos que fazer proposições e críticas sim, mas sem usar caráter eleitoreiro, como está configurado na matéria do blog:”Candidatíssimo a presidente do PT em Alagoas”.
    É hora de sermos, realmente e concretamente uma oposição. Culminando assim, numa chapa própria em 2014. Ademais, como vossa excelência afirmou:”Tem de ter um caminho próprio sem ficar a reboque do PMDB”. Pois é deputado, chega de negociatas, de arrumadinhos, de “panelinhas” de viver na subserviência de cargos, de fazer de conta que é coadjuvante sem ser; enquanto os “outros” se “aproveitam” do governo Dilma-PT (usando o partido) colocando, sempre, o PT local em 3º plano em diante. A nossa hora chegou! Chega de “Chapão, a não ser se formos “cabeça” de chapa”. Chega de sermos “usados”! SOMOS REFERENCIA PARA TODOS OS TRABALHADORES, FOI O PT QUE DEU DIGNIDADE HUMANA PARA A MAIOR PARTE DA POPULAÇÃO BRASILEIRA. SENDO ASSIM, TEMOS O DEVER PARA COM O POVO DE ALAGOAS QUE NÃO TEM “OPÇÃO” POLÍTICA. POIS A POPULAÇÃO ESTÁ DESACREDITADA NA CLASSE POLÍTICA LOCAL, E COM RAZÃO! PORTANTO: VAMOS À LUTA COMPANHEIROS! DESSAMOS-NOS DE CIMA DO MURO (SEM GENERALIZAR E À QUEM POSSA INTERESSAR É CLARO)!

  4. Williams Roger-filiado

    Boa atitude deputado, só não consigo entender a demora dela!?
    Na minha opinião, o PT alagoano, e em especial o de Maceió, tem que se posicionar o quanto antes. Temos que fazer proposições e críticas sim, mas sem usar caráter eleitoreiro, como está configurado na matéria do blog:”Candidatíssimo a presidente do PT em Alagoas”.
    É hora de sermos, realmente e concretamente uma oposição. Culminando assim, numa chapa própria em 2014. Ademais, como vossa excelência afirmou:”Tem de ter um caminho próprio sem ficar a reboque do PMDB”. Pois é deputado, chega de negociatas, de arrumadinhos, de “panelinhas” de viver na subserviência de cargos, de fazer de conta que é coadjuvante sem ser; enquanto os “outros” se “aproveitam” do governo Dilma-PT (usando o partido) colocando, sempre, o PT local em 3º plano em diante. A nossa hora chegou! Chega de “Chapão, a não ser se formos “cabeça” de chapa”. Chega de sermos “usados”! SOMOS REFERENCIA PARA TODOS OS TRABALHADORES, FOI O PT QUE DEU DIGNIDADE HUMANA PARA A MAIOR PARTE DA POPULAÇÃO BRASILEIRA. SENDO ASSIM, TEMOS O DEVER PARA COM O POVO DE ALAGOAS QUE NÃO TEM “OPÇÃO” POLÍTICA. POIS A POPULAÇÃO ESTÁ DESACREDITADA NA CLASSE POLÍTICA LOCAL, E COM RAZÃO! PORTANTO: VAMOS À LUTA COMPANHEIROS! DESSAMOS-NOS DE CIMA DO MURO (SEM GENERALIZAR E À QUEM POSSA INTERESSAR É CLARO)!

  5. Flávio

    Só falta dizer que o PT alagoano vai brigar com Dilma e Lula para ter candidato próprio no Estado. Essa parceria é de cima pra baixo, do Brasil para Alagoas.

  6. Pietro

    O PT sabe que o PMDB não é só de sustentação a governabilidade, é um partido integrante do governo federal, por isso tem um vice-presidente da República.

  7. Luciana

    A união entre o PT e o PMDB se é vitoriosa no Brasil, consequentemente é para Alagoas. E vai ser vitoriosa também em 2014.

  8. clara

    Mais uma crise conjugal pré-eleitoral. No final da novela, os dois partidos acabam juntos, aos beijos.

Comments are closed.