O jogo está aberto para Téo, Biu, Renan e Collor em 2014
   23 de maio de 2013   │     22:37  │  5

Qualquer avaliação sobre o que está acontecendo e o que vai acontecer na política alagoana  não passa nos próximos meses, pode não passar de palpite.

Nada está fechado no cenário político de Alagoas. Nada mesmo. Ouvi ontem durante a Feiplastic a avaliação de um dos homens mais influentes do estado. Ele acredita que “é possível imaginar diferentes dobradinhas para 2014. Renan e Collor, Renan e Téo, Collor e Biu”.

É provável que a eleições majoritárias gire em torno desses quatro nomes. E com um detalhe importante: Biu e Renan tem mandato no Senado até 2018, o que pode facilitar e ao mesmo tempo complicar as composições.

Independente de qualquer questão, o quadro não se define agora. “Vamos ter de esperar até o começo do ano que vem. Se Téo Vilela deixar o governo, teremos um quadro mais complexo de alianças”, arrisca. Outro complicador no processo é Renan Calheiros: “ele só vai decidir em maio do ano que vem”.

A decisão de Renan avalia essa fonte influente será retarda em função da reeleição de Dilma Rousseff. “A cada dia ele fica mais forte no Senado. Se achar que Dilma terá mais quatro anos, ele pode decidir ficar, porque poderá ter mais influência nacional e ajudar mais Alagoas”.

Quanto a Téo Vilela, dividido entre a vontade pessoal de não ser candidato e a “pressão” dos amigos, o raciocínio é parecido: “ele espera até o último momento para se definir”.

Collor e Biu são candidatos declarados e tem esse fato a seu favor. Podem, inclusive, avalia essa minha fonte, se juntar, formando um palanque fortíssimo: “me parece que as eleições vão passar por esses nomes. Hoje não existem favoritos. Quem tiver a melhor estratégia, vencerá. O jogo está completamente aberto”.

COMENTÁRIOS
5

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Fernando Serra

    Na minha opinião o Collor é o nome mais forte para vencer as eleições de 2014, eu percebo que ele vem tomando a frente de resolver problemas que o Vilela deveria resolver e portanto o nosso governo não faz nada! Eu sem dúvidas acredito que o Collor vencerá essa disputa

  2. Luiza

    O melhor nome para 2014 é o Collor. Prova disso é o excelente trabalho que ele vem realizando no senado. Collor tem ajudado Alagoas em vários pontos e tem conseguido que recursos financeiros cheguem até aqui. E realmente, quem ainda tem coragem de votar em Vilela??

  3. senhor, ela é gente

    na sua aagenda, senhor edvaldo, somente as malas que são enumeradas no seu blog, são pessoas de bem. politicos de “grande valor”. heloisa helena também é politica e gente. fale no nme dela, agora. e se ela voltar ao senado, lhe peça um emprego.

  4. luciana sarmento

    Amigo Edivaldo,você estava bebendo,quando escreveu essa matéria ? Renan vai ficar, porque ficando poderá ajudar mais Alagoas, ? será que ele vai vender os bois de ouro para ajudar a desenvolver Alagoas,Edivaldo vá descansar um pouco,você deve estar estressado, o seu patrão e Renan,é muito conhecido no Brasil,mas não por ajudar Alagoas,agora, Renan presidente,a República de Alagoas se completa,pena que o PC morreu.

  5. NILSON DELMIRO DOS SANTOS

    Sempre os mesmos mandatários se perpetuando no poder. Consequentemente, para a tristeza da população desse estado, o mesmo continuará mandendo os piores indice de miserabilidade. Enquanto isso, eles ficando mais ricos. Agradeço a sua aprovação.

Comments are closed.