Nonô: não brigo com Collor, nem com ninguém pelos outros
   25 de maio de 2013   │     18:51  │  3

José Thomaz tornou conhecidos, no passado, seus embates contra adversários da política. Em 99% dos casos, foram brigas que ele encampou de outros políticos – notadamente Divaldo Suruagy e Guilherme Palmeira.

Se ter recebido a reciprocidade no momento que precisava, Nonô tomou uma decisão na vida política e pessoal: “só encaro as minhas próprias brigas”.

Por isso mesmo ele mantém uma boa relação com Fernando Collor e outros políticos que fazem oposição ao governo, especificamente ao governador Teotonio Vilela Filho.

A relação com Téo Vilela é, faz questão de declarar, a melhor possível. Governador e vice tem dado cada vez mais demonstrações de entrosamento administrativo, mas aparentemente não falam a mesma linguagem política.

Embora compreenda e respeite as estratégias de Vilela, Nonô mantém o diálogo com todas as correntes.

Recentemente o senador Fernando Collor,, em visita a Arapiraca, mandou um abraço pelo secretário José Marinho, da Seagri. “Nos damos bem e conversamos quando necessário, independente da posição política do governo”, resume.

Quanto a sucessão de Téo Vilela, avisa mais  uma vez o vice “é uma decisão para 2014”.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Reginaldo Silva

    O Nonô está certo em manter uma boa relação com o Collor, o Senador Fernando Collor só tem conseguido melhorias para o nosso Estado, não tem motivo algum para ele se opor ao trabalho do Senador

  2. Danilo Romero Moraes

    Nonô não deveria mesmo defender uns em troca de brigas com outros, mas que Collor merece todas as defesas contra injustiças, ele merece.

  3. Adriana

    Faz bem Nonô. Tem mais é que manter os bons relacionamentos, assim como o que ele tem com o senador Collor. Isso só beneficia Alagoas.

Comments are closed.