Ex-governador é preso por um crime que não cometeu
   8 de junho de 2013   │     4:46  │  7

O ex-governador Geraldo Bulhões foi recolhido à Casa de Detenção na última quarta-feira durante algumas horas por um crime que não cometeu.

GB, como é conhecido, é duplamente inocente. Explico: primeiro, o processo que resultou em sua prisão é originado no pagamento de pensão alimentícia. Ex-mulher? Filhos? Não. A pensão que é paga pelo ex-governador é de uma neta.

Nada mais abusivo da Justiça – creio eu – do que mandar prender o avô por um dever que seria do filho.

O pior: a pensão em questão vinha sendo paga em dia desde 2010. A dívida que motivou a ordem de detenção – cerca de R$ 8 mil segundo notícia publicada ontem no site Tribuna Hoje – tinha, portanto, mais de três anos. Ainda assim, a família do ex-governador assegura que nem mesmo a mãe da beneficiária sabia da existência desta dívida.

“Trata-se de um erro jurídico, como já provamos, o que resultou na liberação imediata de meu pai. A pensão é paga em dia e ninguém tinha conhecimento de qualquer dívida”, aponta Geraldo Henrique, filho de GB e tio da beneficiária.

Depois que o episódio se tornou público o ex-governador recebeu a solidariedade de vários amigos e também de algumas autoridades que foram lhe visitar – em casa.

Ele pessoalmente não considera desonra ir numa delegacia prestar depoimento, como cidadão. Mas a prisão da forma como aconteceu foi um exagero desnecessário, com o uso de uma guarnição de dez homens para conduzir um cidadão de 75 anos até a casa de detenção.

O valor da Justiça

Na quarta-feira, mesmo dia da detenção, quando retornou para a casa onde mora há 28 anos no bairro de Santa Amélia, Geraldo Bulhões encontrou sua carteira da OAB, tirada há 50 anos. Advogado há 5 décadas, ex-deputado federal por 5 mandatos, ex-governador por 4 anos, ex procurador, pagando em dia seus compromissos e ainda assim GB foi preso.

É de se perguntar se a “carteirinha” da Justiça vale alguma coisa nesse país. Isso para não falar nos verdadeiros bandidos, os que matam, estupram, sequestram e roubam (e se for menor ainda  tripudiam da nossa cara) que se mantém soltos e impunes.

 Em tempo

Geraldo Henrique, o GH, diz que a família estuda se vai entrar ou não com processo por danos morais: “foi um absurdo que isso tenha acontecido, um fato lamentável”.

O texto da Tribuna

“A juíza da vara 22º Vara Civil, que cuida dos direitos de família, Olívia Medeiros, decretou a prisão do ex-governador de Alagoas Geraldo Bulhões (PMDB) por uma dívida de R$ 8 mil em pensão alimentícia. A informação foi confirmada por uma servidora da Vara, que disse não poder dar mais detalhes do processo.

A reportagem da Tribuna Independente tentou ouvir as assessorias das Varas Cíveis da Capital, e confirmou apenas que o processo é oriundo de uma carta precatória e corre em segredo de Justiça.”

O texto completo está disponível no link  seguir: http://www.tribunahoje.com/noticia/66036/politica/2013/06/07/justica-determina-priso-de-geraldo-bulhes.html

COMENTÁRIOS
7

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. CARLOS ENOCH BARROS

    QUERO ME SOLIDARIZAR COM O EX GOVERNADOR GERALDO BULHÕES, O GB, E COM SUA FAMILIA POR ESSE ABSURDO JURIDICO. SOU ADVOGADO E SEI QUE FOI UM ERRO. ALEM DISSO DEZ POLICIAIS? PELO AMOR DE DEUS, VÃO COMBATER O CRIME NO INTERIOR, COMO NA MINHA QUERIDA PILAR, O TRÁFICO NA SANDOVAL ARROXELAS, PRAÇA DO SKATE, ALAGOINHAS ETC… GERALDO BULHÕES É UM GENTLEMAN, FOI BOM GOVERNADOR, OS SERVIDORES SENTEM SAUDADES. LAMENTO GOVERNADOR, MAS DEUS É MAIS.

  2. Eduardo Queiroz

    Nos dias atuais, no nosso querido estado, é mais fácil direcionar 10 homens da corporação a cumprir um mandato mau expedido, que se referia diretamente uma pessoa publica de 75 anos de idade, e que praticamente dedicou seus trabalhos a favor do nosso estado, do que prender os deliquentes que estão soltos provocando pavor a sociedade. Parabéns ao jornalista pela matéria, porque sabemos que a fígura publica do GB, conhecida pelos beneficios que fez ao povo alagoano quando esteve exercendo cargos políticos, e principalmente pela humildade com a qual lida até hoje com os fatos e situações. Ser humilde não significa que pode ser humilhado. Em minha opinião, faltou senso analítico de todos os envolvidos no processo. já que foi constatado um erro judicial, e que o tal crime não existiu.

  3. PAULO

    Para aparecer nos Jornais, a Justiça comete o que sempre vem fazendo. Enquanto os bandidos continuam soltos. Os presos por motivos justos são colocados na rua para cometerem novos crimes. Enquanto os que andam dentro da legalidade são colocados na Prisão. A Juíza, se não está bem assessorada deve mudar a sua equipe, para não cometer outras Injustiças.Não importa a Pessoa. Se Politico ou cidadão comum. Todos tem que serem tratados com respeito. O senhor GB, deve sim, solicitar indenização por Danos Morais, e o Pagamento, deveria ser feito com o salário da JUIZA.

  4. Carlos Alberto

    O Cidadão Geraldo Bulhões e conhecido como um homem pacato e de bem,simples e digno eu concordo com o que foi colocado pelo bom jornalista Edivaldo Junior quem e bandido no Brasil não e preso,poço ate discordar do político GB mais de sua honradez isso nunca pois o mesmo sempre se mostrou um homem de bem,um pessoa que ficou conhecida como GB gente boa não da para se desmerecer.

  5. é crime, sim!

    SENHOR JORNALISTA, SE LIGUE, PRESTE ATENÇÃO. O SENHOR AFIRMA QUE O BULHÕES FOI PRESO POR UM CRIME QUE NÃO COMETEU. ELE, AO NÃO PAGAR PENSÃO DETERMINADA PELA JUSTIÇA, COMETEU UM CRIME. POR ISSO, FOI PRESO. VAMOS SUPOR, SENHOR JORNALISTA; SE FOSSE UM POBRE, SERIA CRIME. SOU SEU AMIGO, MAS SE LIGUE, SENHOR EDVALDO. ASSIM, NÃO DÁ! É CRIME, SIM SENHOR.

  6. sergio

    Edivaldo, entendo a sua solidariedade e é muito bom que você ainda a tenha. Alguns, ex-amigos do poder ficam de “mangação”. GB não foi bom governador, mas é uma referência de humildade, apesar de toda bagagem. Contudo, a gente sempre diz aqui: decisão da Justiça não se discute. Cumpre-se.

  7. carlos

    A polícia gosta disso por que sabe que não é traficante. A polícia alagoana em sua maioria ou tem medo ou é desonesta. Soa agressivo? é só ver o número absurdo de processos contra militares. Reportagens mostram propina no caso de bingos clandestinos, roubo, corrupção, violência, tráfico de drogas…
    agora precisa a FN entrar junto para haver ações de combate ao tráfico de drogas.

Comments are closed.