Presidente do Ibama promete posição definitiva sobre licença do Eisa até 10 de julho
   11 de junho de 2013   │     15:09  │  7

Agora é oficial. O Ibama vai decidir o futuro do estaleiro do Eisa, de Coruripe,  dentro de um mês, no máximo.

O presidente do Ibama, Volney Zanardi e o diretor de Licenciamento Ambiental Substituto, Eugênio Pio Costa, participaram, ontem,  de reunião com representantes do Eisa (Grupo Synergy) e com o secretário da Seplande, Luiz Otávio Gomes.

O encontro serviu para fazer um check list do processo da licença prévia do estaleiro, que se arras há mais de três anos.

No encontro, na sede do Ibama em Brasília, ficou constatado que não falta mais nada para uma decisão sobre o pedido de licenciamento ambiental. “Tudo que tinha de ser feito foi feito, todos os documentos solicitados, todos os estudos foram entregues. Agora só nos resta esperar”, diz Luiz Otávio Gomes.

Em outras palavras, o governo do Estado e o empresário German Eformovich estão dando uma cartada final. Se a licença não sair desta vez, eles jogam a toalha.

Volney Zanardi adiantou que a análise de toda a documentação complementar será feita até o dia 5 de julho e garantiu que até o dia 10 do próximo mês o Ibama dará uma posição em definitivo sobre o pedido de licença ambiental.

Luiz Otávio Gomes saiu confiante do encontro: “a avaliação inicial é de que os estudos atendem plenamente as necessidades do Ibama e eu estou muito confiante de que após tantos anos e após um grande esforço finalmente a licença prévia seja liberada”.

COMENTÁRIOS
7

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Amigo do Povo

    Tem muito oba-oba , até agora não se sabe qual e o parceito tecnologico do Boliviano. Olhem para Recife, a PB cancelou 18 pedidos dos 22 devido a falta de parceitro tecnológico. Não é apenas abrir buraco e soldar um casco. Tem muito e oba oba. Será que o Boliviano quer mesmo construir agora ? Vale a pena ?

  2. PêCê

    CONCORDO COM OS COMENTÁRIOS DOS AMIGOS…
    ESSE ESTALEIRO JÁ ESTÁ SE DIRIGINDO PRA OUTRO ESTADO, ISSO SIM.
    MAIS UM EMPREENDIMENTO QUE ALAGOAS PERDE, DEIXANDO DE GERAR MILHARES DE EMPREGOS E RENDAS, TORNANDO O ESTADO CADA VEZ MAIS MISERÁVEL E POBRE.
    ALAGOAS É UM PARAÍSO…
    …DOS POLÍTICOS, QUE PRATICAM A CORRUPÇÃO SEM PUNIÇÃO E SE UTILIZAM DA MISÉRIA DO POVO PRA ENRIQUECER CADA VEZ MAIS.
    SE FOSSE UM EMPREENDIMENTO DO GOVERNO FEDERAL, ONDE ENCHE OS BOLSOS DELES, JÁ ESTARIA EM PLENO FUNCIONAMENTO, HEIN EDIVALDO…

  3. jonas antonio de freitas

    Acho que manda neste país é o IBAMA.Uma de grande importância para os Alagoanos, está encalhada, há mais de três anos.Falta políticos de vergonha neste estado.Eles estão preocupados, somente com os seus bolsos.

  4. Benigno

    Se o presidente do Senado Renan Calheiros e o senador Fernando Collor firmar posição com o executivo alagoano pelo bem de nosso Estado, este estaleiro pode se tornar uma realidade.
    Do contrário, ficaremos sem o estaleiro Eisa.
    Um outro Estado da federação agradece, e sei que neste caso não haverá IBAMA, como é o caso aqui do Paraná, com obras de grande impacto ambiental (algumas delas pertencentes a Petrobrás) e olha que o litoral é praticamente um manguezal …

  5. Sergio Rocha

    Esse estaleiro já devia estar pronto. Deixamos de arrecadar milhões de reais em impostos, milhares de emprego e quase um bilhão de reais deixou de circular no estado. Um estado desgraçado como esse de Alagoas, onde a desonestidade, má fé e a corrupção permeia pode se dá a esse ‘luxo’. Viva a miséria e desgraça. Alagoas um eterno mar de incompetência.

Comments are closed.