Renan Filho avisa: sou candidato à reeleição e ainda é cedo para fazer campanha
   13 de junho de 2013   │     20:44  │  1

Há quem ainda aposte – e alto – que o deputado federal Renan Filho, PDMB/AL, será candidato a governador em 2014, numa hábil articulação que estaria sendo conduzida pelo seu pai, o senador e presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB/AL).

Claro que nada impede mudanças de planos no futuro, mas não é isso que sinaliza o deputado, hoje: “sou candidato à reeleição”, responde de pronto.

Quanto ao quadro político, Renan Filho acredita que é muito cedo para se posicionar – inclusive em relação a formação de chapas proporcionais. “O cenário é imprevisível, a análise combinatória é muito vasta”, pondera.

Para Renan Filho, será preciso esperar o posicionamento do atual governador, antes de qualquer definição. “Os prazos estão correndo. Primeiro é preciso ver se Téo Vilela é ou não candidato ao Senado. Antes disso, não tem o que fazer. Também temos que acompanhar o quadro no plano federal, incluindo as dificuldades que o governo enfrenta no campo político”, aponta.

A articulação da chapa de deputado federal também será muito complicada. “Se a eleição fosse hoje, seriam apenas 8 vagas. Esperamos que isso mude, mas mesmo com as 9 vagas, temos nomes novos e fortes surgindo na disputa, ao menos por enquanto, o que complica uma composição. Mais a frente teremos clareza de quem é realmente candidato e poderemos articular melhor a formação de uma chapa”, aponta.

Quanto ao tamanho da bancada, Renan Filho avisa: “Vamos trabalhar para reverter, até porque um estado pobre como Alagoas não pode abrir mão de um deputado federal. Para um estado rico, um deputado a menos não  faz tanta diferença, mas para Alagoas, que depende de recursos federais, será um grande impacto negativo”.

Quanto a antecipação de campanha, ele avalia que “a articulação precoce gera mais problemas do que solução”.

Especular de vez em quando é bom

Se Renan Filho não vai disputar o governo e o PMDB de Alagoas vai apresentar um candidato ao Palácio dos Palmares, que nome seria esse? Só restaria, no quadro atual, uma opção: Renan Calheiros.

É claro que alguém pode até pensar no nome de Luciano Barbosa. Pode ser, mas nada sinaliza essa opção no momento, até porque Barbosa enfrenta dificuldades e resistências políticas dentro de sua própria região, o agreste, e tem dificuldades para ampliar o arco de alianças em torno de seu nome.

 

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Fábio Queiroz

    Realmente, está um pouco longe para sabermos quem vai para a majoritária.
    mais acho que está faltando alguém que estão esquecendo de mencionar, o Ex Prefeito de Coruripe Marx Beltrão, que está andando em todo o Estado, o jovem onde passa está deixando muita admiração é muito popular o rapaz.

Comments are closed.