Rui Palmeira ainda não sabe quem apoia em 2014: o quadro é nebuloso
   14 de junho de 2013   │     2:48  │  1

Se para políticos que podem disputar mandatos no ano que vem – caso de Renan, Téo e Nonô – 2014 “está longe”, para o prefeito de Maceió a distância é ainda maior.

Rui Palmeira é bem avaliado nas pesquisas, mas só subirá no palanque no ano que vem – se subir – para apoiar candidatos proporcionais e talvez majoritários.

Empenhado em “administrar os problemas” de Maceió, o prefeito da capital acha que ainda não dá para enxergar um caminho para 2014. Rui Palmeira acredita que o quadro só será definido, realmente, depois que Renan Calheiros e Téo Vilela tomarem um rumo.

“Temos que aguardar o posicionamento do governador e do presidente do Senado para saber como serão as composições no ano que vem”, aponta o prefeito.

Por enquanto, avalia Rui Palmeira, tem muita “nebulosidade”, o que impediria uma visão mais clara do quadro eleitoral: “eu estou concentrado em resolver os problemas de Maceió e só vou pensar nas eleições do ano que vem depois que o quadro estiver mais definido”, adianta.

Tucano, Rui Palmeira claro, tende a subir no mesmo palanque de Téo Vilela. Mas é provável, dizem, que ele tenha participação “discreta” na campanha em função do bom relacionamento com toda a bancada federal, de quem precisa para trazer recursos federais para Maceió.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Junior

    É melhor ele começar a trabalhar por Maceió, isso depois resolve fácil, quem “dará” mais dinheiro ou não é?

Comments are closed.