Renan: político só morre feliz se for governador do próprio estado
   20 de junho de 2013   │     14:08  │  1

Numa nota na coluna Radar, da Revista Veja, do último dia 18 (que reproduzo a seguir), o presidente do Congresso Nacional revela mais uma vez o seu desejo de ser governador de Alagoas:

De olho no governo

Renan Calheiros parece estar fazendo a cabeça para, enfim, confirmar sua candidatura ao governo de Alagoas no ano que vem.

Em seu giro pelo interior do estado, na sexta-feira passada, Renan afirmou num ato público:

– Nenhum político pode morrer feliz se não governar seu próprio estado. (Por Lauro Jardim).

A nota que já foi comentada pelo blog do Ricardo Mota apenas reforça o que todo alagoano está careca de saber: Renan quer ser governador. E porque não assume a candidatura logo?

Há quem diga que o senador Renan Calheiros ainda não superou a derrota, em 1990, para GB – uma eleição judicializada, com denúncias de fraudes para todos os lados.

Logo, ele não entraria numa outra disputa correndo o risco de perder.

Há também quem diga que Renan Calheiros espera uma definição do quadro político nacional, o que – depois destes protestos – só deve acontecer em maio do ano que vem.

A situação atual, com desgastes das instituições nacionais e queda de popularidade da presidente Dilma Rousseff, cria dificuldades adicionais para o projeto de Renan Calheiros.

Ele também terá dificuldades para unir o chapão. O PT está dividido, partidos da base aliada de Dilma Rousseff como o PR e o PP devem lançar a candidatura de Biu de Lira ao governo e ainda existem dúvidas sobre os rumos do PDT.

Outra dificuldade, ao menos por enquanto, é o desempenho nas pesquisas eleitorais. No último levantamento feito pelo Vox Populi, divulgado no Jornal o Globo, na semana passada, Renan Calheiros aparece em terceiro, com 14%.

Nada que ele não possa resolver. O presidente do Congresso Nacional tem inteligência política e capacidade de articulação para viabilizar o seu projeto.

Ele só terá decidir se esse, de fato, é o melhor momento.

Ele próprio costuma dizer que quer ouvir as lideranças para saber se atualmente ajudará mais Alagoas em Brasília, como presidente do Senado, ou vindo para o estado disputar o governo.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. não vai ser NUNCA

    RENAN TIRE O SEU CAVALO DA CHUVA. GOVERNADOR DE ALAGOAS, VOCE NÃO IRÁ SER NUNCA.NEM VOCE NEM SEU FILHO QUE FOI EMPURRADO PAR A CAMARA FEDERAL. OUTRA COISA; NEM PARA PREFEITO, VOCE GANHA. SE LIGUE QUE OS SEUS TRAMBIQUER TEM DIREÇAO DO SENADO. HOUVE UM TEMPO EM QUE VOTEI EM COVE. HOJE, NEM VOCE PAGANDO OURO. DESISTA.

Comments are closed.