Um segredo revelado: estaleiro de Coruripe terá área militar e secreta
   15 de julho de 2013   │     23:52  │  3

Não foi fácil, definitivamente, conseguir a licença prévia do estaleiro Eisa. No documento Respostas Parecer IBAMA 3619 2013 EISAAL_Rev13.pdf, de 24 de junho de 2013, a empresa responsável pelo Estudo de Impacto Ambiental tenta esclarecer todos os questionamentos do Ibama.

O documento tem 98 páginas e mais de 200 questionamentos respondidos, com detalhes que as vezes beiram o exagero.

Traz O documento, que está na página do Ibama na Internet, no entanto dados interessantes do Eisa. Um deles é que o estaleiro terá uma área militra, segredada das demais. É o que podemos dedudizr da pergunta feita pelo Ibama e da resposta da Aquaplan:

IBAMA: Deve haver especial atenção para as estruturas Paiol do EISA Militar e Paiol de Consumíveis no escopo do Gerenciamento de Riscos.

R: é importante observar que o EISA Militar está segregado (separado) das demais instalações do Estaleiro, como uma unidade produtiva a parte, por normas do Ministério da Defesa, em decorrência de exigências de Segurança Nacional e segredo de projetos. Entretanto, o EISA Militar será, única e exclusivamente, um estaleiro com instalações e processos produtivos idênticos aqueles de um estaleiro civil. Assim, não haverá armazenamento de munição de qualquer tipo, ou produto perigoso que possam gerar riscos ao cidadão ou ao meio ambiente, o que exigiria, portanto, procedimentos diferenciados e/ou próprios para este tipo de armazenamento. Cabe destacar, também, que o EISA Militar não é um estaleiro nuclear, ou de características similares. Entretanto, as denominações de “Paiol” e “Paiol de Consumíveis” para as unidades de estoque de materiais militares, possibilitou esta interpretação equivocada. Na realidade, a denominação correta seria “Almoxarifados” do EISA Militar.

A confirmação veio através de nota no site do Ibama

Maior projeto industrial de Alagoas nas últimas décadas, o estaleiro recebeu, enfim, a licença prévia. Sobre a decisão, o Ibama distribuiu hoje a texto comunicando o fato.

Estaleiro EISA recebe Licença Prévia do Ibama

Brasília (15/07/2013) – O presidente do Ibama, Volney Zanardi Júnior, assinou hoje a Licença Prévia para o Estaleiro EISA, a ser construído no município de Coruripe, em Alagoas. Após realização do Estudo de Impacto Ambiental (EIA), o Ibama constatou que o empreendimento deveria ser realizado em outro local no município para diminuir os impactos na região. Foi sugerido um lugar com menos interferência na atividade extrativista no manguezal, e na atividade pesqueira da região.

Além disso, a nova localização proposta para o estaleiro e aprovada hoje pelo Ibama resultou em menor interferência em área urbana, com menos alterações na paisagem e na redução do volume de dragagem de 3,5 milhões de metros cúbicos de sedimentos para 770 mil m³.

Houve ainda uma melhoria em relação ao projeto originalmente apresentado no EIA referente a condições mais favoráveis de aproveitamento do espaço disponível para o pátio industrial, com aumento das linhas de produção para grandes embarcações – passam a ser três linhas, ao invés de duas e cria-se mais três linhas de produção específicas, para embarcações militares, embarcações de apoio e embarcações especiais.

Para a viabilidade ambiental do Estaleiro devem ser garantidas as medidas de transporte de sedimentos, além de todas as medidas de impactos socioeconômicos.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. luiz santos

    QUALQUER INSTALAÇÃO DE PRODUÇÃO NAVAL NO PAÍS TEM QUE TER POR RESOLUÇÃO DO MIN DA DEFESA UMA BRIGADA MILITAR INCORPORADA AO PROJETO INICIAL…..

    NÃO QUE SEJA REALMENTE FEITA

    HÁ OBRIGADO POR REVELAR O SEGREDO KKKK

  2. PêCê

    É EDIVALDO, AGORA É SÓ AGUARDAR O INÍCIO DAS OBRAS, HEIN…
    ALAGOAS, AGORA COMEÇA REALMENTE UMA NOVA ERA DE DESENVOLVIMENTO, NÃO SÓ PELO EISA EM SI, MAIS TAMBÉM PELAS DEMAIS INDÚSTRIAS QUE SE INSTALARÃO EM TORNO DO PRÓPRIO ESTALEIRO EISA.
    VAMOS AGORA PRA MINERADORA EM CRAÍBAS…

Comments are closed.