Cada deputado estadual custa R$ 5,6 milhões por ano a Alagoas
   2 de agosto de 2013   │     22:24  │  8

Enquanto a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa não abre a “caixa preta” como quer o deputado JHC, é possível levantar dados e informações importantes sobre o Poder Legislativo no Portal da Transparência.

É possível ver quanto o Poder Legislativo gasta e como gasta – ainda que parcialmente.

Uma conclusão óbvia é que um deputado estadual – seja ele da mesa diretora ou não – custa os olhos da cara ao alagoano.

Em 2012, as despesas com o Legislativo chegaram a R$ 152 milhões – sendo R$ 136 milhões para pagamento de pessoal e R$ 16 milhões de custeio.

Como são 27 deputados estaduais, o alagoano pagou R$ 5,62 milhões por cada um dos deputados. Claro que uns ganham mais que os outros, mas essa é uma outra história.

Mordomias para todos

Se na Suiça deputado tem de dirigir o próprio carro e não tem salário, nem assessores, em Alagoas o parlamentar vive nababescamente. Além do salário de R$ 20 mil o deputado estadual tem direito a uma verba indenizatória de R$ 39,1 mil por mês (dinheiro que ele gasta como quer, inclusive para levar os amigos pra jantar, sem precisar prestar contas).

Acha pouco? Tem mais: cada deputado estadual tem direito a nomear um time de 25 assessores, com salários que vão até R$ 8 mil por mês. E se o parlamentar for da mesa diretora, a situação é melhor, com direito a nomear mais assessores e distribuir gratificações (GDE) pros mais chegados.

Tribunal de muitas contas

O Tribunal de Contas que é atrelado a ALE não fica atrás em mordomias e gastos, digamos, desnecessários. A casa, com apenas 7 conselheiros, custou ao alagoano R$ 62,4 milhões em 2012.

Põe na calculadora: cada conselheiro sai pela “bagatela” de R$ 8,92 milhões ao ano.

Como a ALE gasta nossa grana

O extrato bancário divulgado por JHC revela pagamentos da ALE em 2011 de R$ 101 milhões. Boa parte desse dinheiro foi parar na conta de várias pessoas de forma suspeita. Alguns nomes foram “agraciados” com mais de 50 pagamentos no ano. Seria uma tentativa de driblar o Imposto de Renda?

Seja como for toda essa grana sai de forma legal do Legislativo, através de despesas previstas no Orçamento. É dinheiro que vai para gratificações (R$ 34,8 milhões), para proventos (R$ 19,2 milhões) e subsídios (R$ 36,5 milhões). A relação resumida dos gastos da ALE em 2011, totalizando mais de R$ 130 milhões, você vê na tabela a seguir (clique para ampliar):

gastos ale

COMENTÁRIOS
8

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. valdir alves lino

    Isso é que chamo de quadrilha organizada. Tenho dó desse minúsculo e pobre estado de alagoas

  2. Valdeck

    Pois é, vejam o quanto nós trabalhadores sustentamos tais mordomias para agentes legislativos que não produzem um 1/3 do que deveriam para justificar seus salários e gratificações. O que pelos valores já são injustificáveis. Qual o retorno à sociedade alagoana que essa Casa produziu? Todos os anos aumentam o duodécimo da casa, o governo estadual acede, porque é refém da casa, pois há um processo de improbidade administrativa sobre o governador Teotônio Vilela que está parado porque depende da liberação da “ilibada” Casa de Tavares Bastos. Percebem o balcão de negócios que é a Casa Estadual?
    O quantitativo dispendioso que é despejado nessa Casa todos os anos poderia ser revertido em melhorias na saúde pública, evitando macas nos corredores, falta de medicamento, superlotação ou até mesmo ser construído novos hospitais e ambulatórios. Essa dinheirama, poderia ter sido empregada na educação alagoana, com construção de escolas, infelizmente nesses quase 8 anos de mandato, uma sequer foi erigida, os professores poderiam ser qualificados com cursos continuados de formação, bem remunerados, gratificados, para que a juventude alagoana não se perdesse no vício e no tráfico. Mas, os nobres deputados estão alheios à isso. Poderia se investir no policial militar e civil desse Estado, inclusive fazendo concurso para os três pilares dando um melhor e digno atendimento à população alagoana.
    Em tempos de protesto, Alagoas ainda não mostrou a sua real indignação com a falta ou a leniente produtividade de parlamentares alagoanos, seja no senado, na Câmara Federal, Estadual e Municipal, além do governador do Estado e prefeito dessa capital.
    Sempre estamos nos últimos lugares, ou quando estamos nos primeiros lugares é negativamente e internacionalmente. Alagoas tem solução? Tem, basta votar pensando na maioria, basta cobrar dos políticos alagoanos para saírem de suas zonas de conforto e trabalhar de fato pela maioria, para que o alagoano sinta-se orgulhoso de sua terra, porque até então, é uma lástima.

  3. nada a comentar

    AO INVÉS DE COMENTAR UMA SUJEIRA DESSA, PREFERIA QUE O JUDICIÁRIO – SE RELMENTE EXISTISSE -, O MINISTÉRIO PÚBLICO – SE REALMENTE EXISTISSE -, E A POLICIA FEDERAL, COLOCASSEM ESSES BANDIDOS APELIDADOS DE “HOMENS DE BEM”, NA CADEIA. AÍ, A COISA COMEÇARIA A FLUIR.

  4. jose antonio dos santos

    O prefeito da capital, havia 7 meses e sua equipe só fala nos erros da gestão passada, e não sabiam a real situação que iriam encontrar, não tiveram tempo suficiente para se planejar, faltar remédio básico de uso continuo, atendimento, DOENÇA NÃO PODE ESPERAR, senhor prefeito Rui Palmeira, escolas esculhambadas, nada justifica pelo contrário, expoê uma incompetência sem tamanho de uma turma que parece estar perdida!. AGORA, pare de veicular MENTIRAS nos meios de comunicação, porque não usar CAMPANHAS INSTITUCIONAIS!.TODOS SABEMOS, E ISTO NÃO É NOVIDADE, QUE SE NÃO GASTAR COM OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO ELES IRÃO A FALENCIA, O MAIOR CLIENTE DE TODOS OS VEICULOS DE COMUNICAÇAO são os governos estadual e municipal!.

  5. jose antonio dos santos

    Esse demonstrativo de despesa da Assembléia Legislativa de Alagoas pode-se chamar de engana besta, otário, zé mané, somente os acéfalos podem engolir uma merda dessa. É assim que essa gente gasta o meu, o seu dinheiro e da forma que melhor convier, se analisar um a um os componentes dessa gestão que determina os pagamentos, não sobra ninguém com probidade, ou têm?. Somente uma varredura da Receita Federal, Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal e Policia Federal e parece que vai acontecer, pode esclarecer tanta vergonha com o dinheiro do povo!. Agora, que se puna os culpados, QUE SE TENHA CELERIDADE, e a população, VERGONHA para não mais votar nessa gente!.

  6. A.S.Marques

    Além de levarem “LEGALMENTE”um caminhão de dinheiro ANUALMENTE para NÃO fazerem nada que justifique esse ABSURDO, ainda acham pouco e METEM A MÃO NA “VIÚVA”e como não em nada o GATUNO ganha confiança para estar sempre metendo a mão com FORÇA no dinheiro do povo .Enfim,no Brasil DEFINITIVAMENTE A CADEIA não ficou para os políticos que “DESVIAM”(ROUBO termo designado para pobres)dinheiro público o que COMPROVA que o BRASIL É UMA ZONA ……….E DEVIDAMENTE ACEITA PELO POVO BRASILEIRO.

Comments are closed.