Pra que servem os agentes de trânsito de Maceió?
   10 de setembro de 2013   │     15:36  │  15

Distribuir os agentes de trânsito nas vias mais movimentadas da capital para ajudar o trânsito a fluir. Essa é uma promessa do prefeito Rui Palmeira que está sendo cumprida – mas apenas em parte.

Em que pese a existência de bons projetos (caso da construção de vias paralelas á Avenida Fernandes Lima), a prefeitura continua devendo ao maceioense ações práticas e imediatas. É o caso da utilização dos agentes de trânsito. Eles são poucos e, convenhamos, poderiam ser melhor utilizados.

De acordo com a SMTT Maceió precisaria de pelo menos 400 agentes. O efetivo é de 200 e a prefeitura está contratando mais 50. Para compensar a falta de pessoal, a ideia é apelar para o uso da tecnologia. Na prática, nem uma coisa, nem outra.

Quem trafega pela Fernandes Lima enfrenta o caos do caos: motoristas fecham os cruzamentos sob o olhar passivo dos agentes de trânsito. Esse é um problema comum, por exemplo, no trecho em frente a Casa da Indústria.
E várias outras vias de acesso – é o caso da avenida Antônio Gouveia, o estacionamento irregular persiste, prejudicando ainda mais o trânsito. É a mesma situação da Jangadeiros Alagoano, Mário de Gusmão e dezenas de outra ruas da Ponta Verde e Pajuçara.

Por toda a cidade, o estacionamento irregular e o abuso impune de motoristas torna o trânsito cada vez mais caótico.

Um mau exemplo é o das escolas. Os pais que vão pegar seus filhos trancam as ruas, infernizam a vida dos outros motoristas e ensinam desde cedo as nossas crianças que o certo é o individualismo: “primeiro eu, o resto que se lixe”.

Não defendo a transformação da SMTT numa indústria de multas. Mas já está na hora de Tácio Melo e Rui Palmeira mostrar algumas melhorias na área do trânsito.

Isso para não falar nos buracos que estão ajudando a levar mais felicidade para os donos de borracharias. Não é mesmo, Roberto Fernandes?

COMENTÁRIOS
15

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Angella Nascimento

    Acho que mais agentes nas ruas não resolve nada, pois esses agentes nem tem moral pra multar nem tem moral pra fazer nada, o que se tem que ser feito é colocar a policia militar pra fazer o trabalho que não é feito pelos incompetentes agentes de transito da SMTT ( Secretaria Municipal de Transtorno de Transito ) quero ver ser com a policia militar o negocio não ia andar.

  2. Carlos

    Prezado Jornalista, Mais uma vez o parabenizo pela preocupação com trânsito caótico da nossa cidade, ao tempo que o indago para futuras entrevistas sobre o tema com as autoridades municipais. Sou integrante da reserva técnica e por vezes consecutivas o Superintendente anunciou datas em que algumas nomeações sairiam, inclusive para darmos celeridade ao rito, fizemos os exames de saúde, providenciamos toda documentação para tomarmos posse, e por algum motivo que desconhecemos, estas nomeações são sempre adiadas, sempre falta alguma coisa, por isso a defasagem de agentes na rua e os que entrarão não suprirão a demanda do trânsito, poderão apenas minimizar os problemas hora existentes.

  3. Alexandre Pinto7

    A quem diga que o problema não seja a falta de efetivo, pode até ser, mas o que esses “pensadores e formadores de opiniões de campo de visão restrito” não observam é que uma cidade como Maceió, com aproximadamente 260.000 mil veículos, sem contar as “cinquentinhas” prestes a serem regularizadas, ou seja, mais veículos automotores, além daqueles oriundos de cidades da região metropolitana e do interior que vêm diariamente a Maceió, são fiscalizados ou observados (diante da carência de efetivo) por apenas 185 agentes, aproximadamente 45 agentes por dia, para dá cobertura a Ruas, avenidas, estacionamentos, parte alta, parte baixa, orla, centro, transportes clandestinos etc. É notório a carência de efetivo, a própria SMTT reconhece “no mínimo 400 agentes” em tese 100 agentes por dia. Mas cadê???? ACORDA RUI!!!!

  4. cleiton

    Agentes nas ruas já, por favor senhor Rui Palmeira, convoque toda a reserva do último concurso e mesmo assim ainda vai ficar faltando agente de trânsito nas ruas. Precisamos de mais agentes nas ruas ou isso aqui vai virar a Índia com aquele trânsito organizadíssimo. Urgente.

  5. cleiton

    Agentes nas ruas já, por favor senhor Rui Palmeira, convoque toda a reserva do último concurso e mesmo assim ainda vai ficar faltando agente de trânsito nas ruas. Precisamos de mais agentes nas ruas ou isso aqui vai virar a Índia com aquele trânsito organizadíssimo.

  6. Julio

    Edivaldo, peço licença para divulgar a nossa indignação por aqui:

    Humilhação, vergonha, desrespeito, descaso. O que o prefeito de Maceió está fazendo com a saúde da capital, com os servidores e com a população. Hoje, após ser marcada uma reunião pela assessoria, o prefeito se RECUSOU a receber a comissão, pois um grupo de servidores aguardava pacificamente o resultado dos nossos pedidos, às 17 horas da tarde e na nova sede da prefeitura (bem distante do Centro). O que queremos? Condições de trabalho e os direitos trabalhistas que estão sendo negados, mas principalmente queremos DIGNIDADE para trabalhar e atender a SOCIEDADE das periferias de Maceió que está sendo massacrada, com unidades de saúde precárias e sem conseguir agendar especialidades simples pelo CORA, muitas vezes morrendo enquanto aguarda… Não conseguem USG, cardio, neuro, psiquiatra… É muito triste ver as pessoas desesperadas e não poder fazer NADA e ver quem pode sem fazer quase nada.
    FALTA TUDO, água, copos descartáveis, remédios de todos os tipos, cadeiras, estrutura decente, materiais de curativo, de escritório, EPIs, ETC… e até papel higiênico em muitas unidades. Isso é um absurdo e o que o prefeito Rui Palmeira faz, se recusa a receber o povo em seu belo gabinete, totalmente contrastante dos PÉSSIMOS postos de saúde e ainda apaga a luz, olha pela janela por segundos, ri da nossa cara e sai. Isso é o cúmulo da falta de respeito em tantos anos em que sou servidor público, nunca presenciei algo parecido.
    Em algumas lutas só por salário eu nem participo, mas essa pe por muito mais e é por isso que vou a luta, pois acredito que uma saúde de qualidade p/ população é possível.
    É por tudo isso, que vc servidor público e cidadão que está insatisfeito com a saúde d município e que realmente está indignado com o Caos no sucateamento da saúde pública e que vê um prefeito que se recusa a ouvir a demanda dos trabalhadores e da população, deve comparecer nessa QUARTA, dia 11 de setembro, às 9 HORAS, NA PRAÇA SINIMBÚ, p/ mostrar a nossa indignação e EXIGIR os nossos DIREITOS e, acima de tudo, os DIREITOS DA POPULAÇÃO DE MACEIÓ. Chame seus colegas de trabalho, liguem, enviem mensagem, vamos TODOS nos mobilizar!

    Data: 11/09/2013
    Local: Concentração na Praça Sinimbú
    Horário: 9:00 horas
    TODOS DE PRETO EM SINAL DE LUTO PELA SAÚDE DO MUNICÍPIO E PELOS NOSSOS DIREITOS

  7. Amauri Soares

    Meu caro, multar é o que mais se faz hj na smtt.
    O que nossa cidade precisa é de ações mais efetivas no transito. As faixas de pedestres estão todas apagadas, os sinais de trânsito não tem sincronismo (ex. Os da orla que ficam distantes cerca de 150 metros uns dos outros e quando um abre o outro seguinte já vai fechando e o transito não flui), caminhões pipa e ônibus de turismo em plena hora do rush estacionando em qualquer lugar e a qualquer hora, em diversos cruzamentos o transito fica parado por falta de um simples sinal de transito (ex. Bomba da marieta, jacarecica no acesso ao sitio são jorge), isso sem contar a tábua de pirulito que estão se formando as principais ruas, etc, etc.

  8. Perigo

    Gostaria que a SMTT fizesse uma intervenção rápida num trecho dentro do Conj. José Tenório. Ao sair da Pierre Chalita e entrar na Avenida com pista dupla que passa pelo residencial Teotônio Vilela, o condutor encontra boas condições de tráfego e segurança, mas no final dela tem um poste da eletrobrás, onde você tem que fazer uma manobra brusca e perigosa, pois a pista fica estreita e a via passa a ser mão dupla. O pior de tudo é que NÃO tem nenhuma sinalização vertical e horizontal. Fico imaginando o perigo que passa um turista ou um desavisado passando por lá. A noite a situação fica pior. Favor SMTT, SINALIZE esse trecho, principalmente que a via passa a ser mão dupla.

  9. Santos

    É impressionante a inoperância da SMTT. A cidade tem uma péssima sinalização em nossas vias. O que vi até agora a smtt fazer foi o combate aos clandestinos e os quebra-molas da Rotary, e mesmo assim de forma errada. Fizeram um desvio da Juca Sampaio para a Márcio Canuto sem ficar claro de quem é a preferência, e ontem no primeiro dia de mudança, deixou o trânsito um caos no horário de rush, e por incrível que pareça, às 18h não tinha nenhum guarda para orientar.

  10. MOTORISTA DE CARROÇA

    Caro Edvaldo,

    As falhas são muitas mas, numa terra, que motorista acha que luz de emergência serve para parar o veículo no meio da rua e o resto que se dane, é difícil.

    Numa terra que o motorista não sabe nem o que significa FAROL DE NEBLINA, aí é lasca.

    Se não fosse surdo, analfabeto ou imbecil, sabia que era de NEBLINA.

    Sem falar que ninguem aqui respeita ninguem.

    É uma pena, nossa terra tão bonita.

  11. Diogo

    Eu não acredito na reeducação dos condutores brasileiros. Acredito sim na presença ostensiva das autoridades de trânsito, a cada esquina e em todo lugar, usando o método didático que os condutores brasileiros entendem; ” Multa”.
    Não creio que os agentes de transito precisem ensinar aos condutores que não se pode fechar um cruzamento, furar um sinal vermelho, parar em fila dupla, estacionar em local proibido e etc… todos são cientes de seus direitos e responsabilidades.

    A SMTT precisam começar essa mudança no transito da capital, aumentando e qualificando seu efetivo, implantando novas tecnologias como; palm tops, detectores de velocidade e sensores de semáforos, com o objetivo de melhora a fluidez do transito em Maceió.

  12. SMTT

    Parabéns Edivaldo Junior pelo brilhante texto. A falta de agentes nas ruas também está relacionada a grande quantidade de agentes de trânsito exercendo atividades pela qual não prestaram concurso, ou seja, em torno de 70 agentes de transito hoje estão exercendo função administrativa na SMTT, deixando o transito cada vez mais caótico em Maceió. O Tacio não esta interessado na questão fiscalização e sim na questão do transporte que até hoje não saio do papel.

  13. Valdeck

    Que o efetivo da SMTT é pouco todos sabemos, que a prefeitura arrecada muito com impostos, também sabemos, a pergunta é: O que é feito com a dinheirama arrecadada? Pois não há concurso, o que teve recentemente ainda foi na gestão passada, mesmo assim de forma açodada, sem critérios, sem responsabilidade, sem um levantamento coerente à demanda do município. Quem em sã consciência acha que 50 agentes de trânsito suprirá o caos instalado nas avenidas, cruzamentos e vias públicas dessa capital?
    Não há planejamento, não se faz campanha onstensiva para reeducar os motoristas, apenas distribuir panfleto não resolve, a população não é afeita à leitura mesmo.
    Os agentes de trânsito são treinados e orientados? Pois o que vemos são pessoas fardadas que ficam a conversar em dupla em alguns pontos da Av. Fernandes Lima, nunca vi um agente ordenar o trânsito nos cruzamentos, aqui é a lei da esperteza, o sinal amarelou acelera, o carro bateu, ninguém tira do local para deixar a via livre e ainda apesar de pagarmos IPVA, quando há colisão temos de desembolsar o deslocamento da SMTT ao local, ou seja, pagamos duas vezes, uma no IPVA e a outra quando ocorre a colisão. E isso porque a SMTT é um órgão público, o certo é não pagarmos esse atendimento, como ocorre em Pernambuco.
    Quando é final de semana é uma temeridade sair de casa na capital alagoana, pois os motoristas pinguços não respeitam a Lei Seca, e como não há fiscalização, então a baderna é geral. Sem falar nas insanas cinquentinhas que trafegam incólumes nas faixas de velocidade, cortam pela direita, sobem calçadas, furam sinais, tiram fino nos carros. Maceió já virou a Índia em termos de trânsito e atendimento público na educação e saúde.
    A julgar a celeridade da cabeça “pensante” do partido PSDB que governa o Estado e agora o município, a qual o prefeito pertence e segue como um pupilo, muito pouco veremos nesses próximos 4 anos à frente da prefeitura.

  14. Roberto Theodosio Brandão

    Aumentar o efetivo de agentes para “trabalhar” com as unhas não adianta. Porque não faz melhorias em tecnologia como a Polícia Rodoviária Federal fez. Sem modernidade e tecnologias voltamos a ser guardas de transito como antigamente. Um apito=siga, dois apitos= PARE. Assim não tem condições.

Comments are closed.