Novo ministro da Integração deve ser alagoano indicado por Renan
   14 de setembro de 2013   │     22:21  │  4

Dilma Rousseff desistiu de “cativar” Eduardo Campos. Como o governador de Pernambuco mantém a intenção de disputar a presidência em 2014, a presidente decidiu tirar logo do cargo os afilhados políticos do presidente nacional do PSB.

Até o final deste mês o Ministério da Integração Nacional, hoje sob controle do governador de Pernambuco, será entregue ao PMDB.

Mas não é qualquer PMDB. De acordo com os principais sites nacionais, a presidente decidiu que a indicação do novo ministro será feita pelo grupo do senador Renan Calheiros. A indicação do Ministério seria de “porteira fechada”, o que implicaria também na nomeação de dirigentes da Codevasf e Sudene, entre outros órgãos ligados ao MIN.

O atual ministro, Fernando Bezerra, está de malas prontas. A pergunta é: quem vai para seu lugar?

Um bom palpite é o nome do ex-prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa. Amigo-irmão de Renan Calheiros, Luciano está “boiando” desde que deixou a prefeitura em janeiro deste ano. Ele já foi ministro da Integração no governo FHC, indicado por Renan, e fez um bom trabalho. Até hoje Barbosa é lembrado em Brasília pela sua passagem no Ministério.

Renan não tem muitas opções, além de Barbosa. Nome de expressão no PMDB de Alagoas que poderia ocupar a Pasta só mesmo o de Renan Filho – mas isso não deve ocorrer em função das eleições.

Meu palpite é que se o senador não indicar Barbosa, indicará um nome de outro Estado. Ou seja, é muito forte a possibilidade de Barbosa voltar a ocupar o Ministério.

Reaproximação

Nas manifestações do “vem pra rua” de junho, Renan Calheiros e Dilma Rousseff bateram de testa. Mas fizeram as pazes e hoje o senador tem sido um dos mais fortes aliados da presidente no Congresso Nacional. A indicação do ministro seria, claro, uma compensação pelo esforço de Renan Calheiros e também um recado para a base aliada. O que a presidente quer agora é garantir a reeleição. E ela está “trabalhando” muito para isso.

A repercussão nacional

A notícia da troca de ministros está em vários sites. Em matéria de O Estado de S.Paulo, ontem, a jornalista Débora Bergamasco afirma que “a presidente Dilma Rousseff pretende tirar, até o fim do mês, o Ministério da Integração Nacional do controle do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e entregá-lo ao PMDB. O titular da pasta, Fernando Bezerra, é uma indicação de Campos, provável candidato à Presidência em 2014”.

Alagoas continua: “A intenção de Dilma é tirar do governo federal os filiados do PSB que estão alinhados com o projeto presidencial de Campos, que também é o presidente nacional do partido. Impediria ainda que ele e seus aliados continuassem a usar os cargos no governo federal como vitrine eleitoral para suas candidaturas em 2014. Com isso, Campos seria obrigado a antecipar o anúncio de que será candidato no ano que vem, sem continuar “faturando” com os acertos da gestão atual”.

E mais: “Dilma pretende usar as vagas livres para cimentar a aliança com o PMDB, hoje o principal aliado do governo; e fortalecer as relações com o grupo político ligado ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). A ideia é tirar o controle do Ministério da Integração Nacional das mãos de Bezerra e repassar a algum indicado de Calheiros”.

A notícia da troca de ministro está em alguns sites. Deixo os links para quem quiser conferir:

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,dilma-vai-tirar-psb-do-ministerio-da-integracao-e-por-pmdb-,1074275,0.htm

http://www.brasil247.com/pt/247/pernambuco247/114936/Dilma-quer-afastar-PSB-do-governo-E-agora-Campos.htm

COMENTÁRIOS
4

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. jose antonio dos santos

    Que vergonha, R$ 100 milhões para o Governador e sua família terem proteção, e a população que fica a deriva da bandidagem!. Depois, com a cara mais lisa e cercado de verdadeiros ‘jagunços” vai pedir votos ao povo besta de Alagoas!.

  2. jose antonio dos santos

    A população já está cansada destas quadrilhas de políticos ladrões, escapa um percentual muito pequeno de politcos de bem!.

  3. jose antonio dos santos

    Uma boa pergunta as autoridades de segurança: Existe um caminho de investigação COMO AS ARMAS CHEGAM ATÉ OS BANDIDOS, quem abastece!.

  4. jose antonio dos santos

    Esta é a forma mais vergonhosa de fazer politica neste país, O TOMA LÁ DA CÁ. A população não elegeu Dilma para permitir este tipo de atitude danosa que fere a dignidade dos homens e mulheres de bem. Nem sempre as nomeações são critérios por capacidade, probidade e a maioria dos nomeados agem como canalhas, formam verdadeiras quadrilhas para assaltarem os cofres público e isto tem sido a prática nefasta no Brasil .FAZEM UM VERDADEIRO LEILÃO DOS CARGOS PÚBLICO.Politicos mesmo eleitos mas com um histórico de corrupção não importando a forma da ladroagem, não deveriam nomear ninguém, qual a qualificação moral!.

Comments are closed.