Nova legenda vira opção de última hora para troca de partido em AL
   16 de setembro de 2013   │     17:43  │  0

Faltando pouco mais de duas semanas para acabar o prazo de mudanças partidárias, políticos que pretendem mudar de legenda para concorrer às eleições de 2014 estão em intensa movimentação.

Quem não está exercendo nenhum mandato, caso de Marx Beltrão, pode escolher qualquer partido. Para políticos com mandato, a troca é mais complicada por conta da infidelidade partidária.

A opção mais segura é se filiar a num novo partido até 30 dias após sua criação – o que afasta o risco da infidelidade partidária.

Essa oportunidade deve ser o Solidariedade, partido idealizado pelo presidente da Força Sindical, o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP).

O pedido de criação da legenda vai a julgamento no pleno do TSE, em Brasília, na próxima quinta-feira e parece ser o único que tem chance de ser criado antes de outubro. A Rede, de Marina Silva, corre o risco de afundar antes de nascer.

Quem está pilotando a criação do Solidariedade em Alagoas é o suplente de deputado federal João Caldas (PEN).

Ele espera a decisão do TSE para cair em campo, mas avisa desde já que já existem muitos políticos com mandatos interessados em migrar para a nova legenda: “vereadores, prefeitos, deputados, todos são bem-vindos”, adianta.

(Ainda hoje volto com mais informações do Solidariedade).

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/pais/solidariedade-pode-ser-opcao-de-troca-de-partido-9342336#ixzz2f5aOf7kK