Algás investe R$ 42 milhões para levar gás encanado para Arapiraca
   12 de outubro de 2013   │     15:59  │  0

O presidente da Algás, Geoberto Espírito Santo, anunciou durante reunião com o presidente da Fecomércio/AL que o gás canalizado para atender a demanda do comércio, da indústria e residências chegará Arapiraca em janeiro de 2016.

O gasoduto com 66 Km de extensão terá um investimento da ordem de R$ 42 milhões. São recursos próprios da Algás (20%) e do Fundo do Desenvolvimento do Nordeste, em operação de financiamento através do BNB.

Ascom Fecomercio distribuiu texto sobre a interiorização que você pode ler a seguir, na íntegra:

Arapiraca terá gás canalizado:O investimento será da ordem de R$ 42 milhões e o gás chegará ao município em 2016

Geoberto a Algás tem a orientação de interiorizar os serviços. Após Arapiraca, a previsão é levar o gás canalizado para os municípios de Murici, Penedo e São Miguel dos Campos, mas ainda não há uma data definida.

Em visita ao presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio/AL), Wilton Malta, e ao vice-presidente, Gilton Pereira, o diretor presidente da Algás, Geoberto Espírito Santo, anunciou que o gás canalizado para atender a demanda do comércio, da indústria e das residências chegará ao município de Arapiraca, no Agreste alagoano, em janeiro de 2016, conforme o planejamento da empresa. Trata-se de um investimento da ordem de R$ 42 milhões.

Serão 66 Km de gasoduto. Sessenta por cento do valor da implantação será proveniente de empréstimo via Banco do Nordeste do Brasil (BNB), 20% serão recursos da própria Algás e o restante do Fundo do Desenvolvimento do Nordeste e da Sudene.

Geoberto ressaltou as vantagens ambientais do gás que não emite poluentes e tem queima total, além da economia que chega a 50%. Ele afirmou que a Algás já possui a licença do Instituto do Meio Ambiente (IMA). Em relação à licença do Conselho Estadual de Proteção Ambiental (Cepram), será votada no próximo dia 15, mas já teria parecer favorável.

De acordo com o diretor presidente da Algás, a empresa tem a orientação dos acionistas de interiorizar os serviços. Após Arapiraca, a previsão é levar o gás canalizado para os municípios de Murici, Penedo e São Miguel dos Campos, mas ainda não há uma data definida.

A Algás hoje possui 30 mil consumidores, em Maceió, e já tem mais 30 mil contratos firmados que serão atendidos em até dois anos. No próximo dia 31, a Algás estará atendendo o prédio de número mil. A empresa fornece ainda gás para dois postos de combustíveis em Arapiraca.

Empresários

A convite de Malta, Geoberto esteve em Arapiraca, no ano passado, para sensibilizar os empresários sobre os benefícios do gás canalizado. Ele propôs um novo encontro no município para reforçar a proposta da Algás. O diretor presidente já esteve reunido com representantes da Prefeitura Municipal de Arapiraca, pois, segundo ele, será fundamental o apoio do município para concretizar a obra.

Para Malta, que também é presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Arapiraca (Sindilojas Arapiraca), o gás canalizado vai proporcionar economia para o setor produtivo, além de mais segurança, inclusive para os usuários residenciais. “Arapiraca tem crescido economicamente e é necessário buscar sempre alternativas que possam impulsionar ainda mais os setores produtivos. Sem dúvida, o gás natural virá para reforçar esse novo capítulo do município”, comentou.

Geoberto Espírito Santo, presidente da Algás, entre o presidente da Fecomércio/AL, Wilton Malta, e o vice-presidente, Gilton Pereira

Geoberto Espírito Santo, presidente da Algás, entre o presidente da Fecomércio/AL, Wilton Malta, e o vice-presidente, Gilton Pereira