Renan e Téo desafinam sobre redução da dívida de AL
   5 de novembro de 2013   │     19:53  │  4

Um texto distribuído pela assessoria do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), nessa segunda-feira,  4, deixou implícita a informação de que um projeto de lei que tramita no Senado vai reduzir o valor que Alagoas paga, todos os meses, de dívida com a União e hoje está estimado em R$ 50 milhões mensais.

“A troca do indexador é, sem dúvida, uma grande notícia para Alagoas. E como presidente do Senado tenho o prazer de anunciar a votação do projeto para os próximos dias. Essa mudança trará grande alívio às finanças do Estado e vai ajudar a todos os alagoanos, porque os R$ 50 milhões mensais comprometidos hoje com a dívida vão servir para melhorar a educação, a saúde e a segurança pública”, disse o senador por meio de sua assessoria.

O texto pode ser lido na íntegra na página do senador na internet  ou no link a seguir:

http://www.renancalheiros.com.br/noticias/renan-anuncia-que-novo-indexador-da-divida-trara-grande-alivio-alagoas.html

De fato, a mudança do indexador trará alívio, mas não agora. Nesta terça-feira, 05, o governador Teotonio Vilela Filho ligou para corrigir a informação que publiquei na coluna Mercado Alagoas, de hoje, na Gazeta de Alagoas.

“Edivaldo, esse projeto de lei é muito importante e vai reduzir nossa dívida em mais de R$ 1,5 bilhão, mas não é verdade que Alagoas vá reduzir a parcela de pagamento. Vamos continuar pagando esse mesmo valor pelos próximos três anos, pelo menos. Essa redução quando ocorrer será lá para a metade do próximo governo”, explicou o governador.

O que está em jogo é a troca de um indexador da dívida – e só. Segundo o governador, a dívida ficará menor, será uma grande conquista para os alagoanos, mas seus efeitos demoram, ao contrário do que ficou subentendido no texto distribuído pela assessoria do senador.

“Faltou explicar melhor e por isso estou ligando para esclarecer”, afirmou Téo Vilela.

 O que está em jogo

De acordo com presidente do Senado Federal, Alagoas será um dos estados mais beneficiados com a aprovação, prevista para esta a próxima semana, do Projeto de Lei Complementar que muda o índice de correção de sua dívida com a União. O PLC, que está tramitando nas Comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Assuntos Econômicas (CAE) deverá ser votado ainda esta semana em sessão conjunta e encaminhado ao Plenário.

Pelo texto, segundo Renan, as dividas dos estados e municípios passam a ser corrigidas pela taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 9,5% ao ano, ou pelo IPCA mais 4% ao ano, o que for menor.

Além de Alagoas, outro estado que será grandemente beneficiado com o novo indexador, de acordo com a avaliação do presidente do Senado, é o Rio Grande do Sul. “A cidade de São Paulo e outras 180 cidades também”, disse o senador, chamado de “absurdo” o atual indexador aplicado no pagamento da dívida dos estados e municípios. O novo indexador vai reajustar todos os contratos dessas dívidas.

COMENTÁRIOS
4

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. jose antonio dos santos

    Vejam todos o quanto a população brasileira é covarde, omissa, diante de tantas mazelas país afora, uma quantidade insignificante de pessoas tem a atitude de se manifestar. Acorda, gente!.

  2. jose antonio dos santos

    É uma vergonha que os gestores públicos quando citados nos meios de comunicação por algum mal feito não tenham a dignidade de responder a população, preferem se omitir, uma atitude que revela a falta de compromisso, o desrespeito a todos.

  3. jose antonio dos santos

    Coisa vergonhosa e que nunca DEVERIA TER acontecido, agora com a chegada de medicamentos para atender os pacientes do SUS, o prefeito Rui Palmeira chama a imprensa PARA DIVULGAR que os remédios serão distribuídos, quanta incompetência e hipocrisia, deveria estar fazendo isso todos os dias e desde o inicio do mandato, o prefeito e sua equipe sabiam da real situação da saúde desde que ganhou a eleição, havia mais de um ano!.

  4. jose antonio dos santos

    A hipocrisia a serviço dos bestas, em se tratando de politica tudo é possível para tentar enganar a população que se lasca todo dia e muito pouco, quase nada lhe é retribuído pelos impostos pagos em tudo que consome ou usa.

    Que um desses canalhas da politica brasileira apresente UM PROJETO DE LEI QUE PERMITA O CIDADÃO OU CIDADÂ TER O DIREITO DE SACAR O SEU PIS PARA COMPRA DE IMÓVEL ANTES DE SE APOSENTAR, SE MORRER ANTES DE SE APOSENTAR O DINHEIRO QUE ESTÁ na CAIXA ECONOMICA VAI PARA ESTE BENDITO “governo” PARA USAR DA MELHOR FORMA QUE LHE CONVIER!.

Comments are closed.