Nonô vai buscar entendimento com ALE para votar orçamento
   9 de dezembro de 2013   │     15:30  │  0

Governador interino por uma semana, José Thomaz traçou algumas metas de trabalho. Tudo combinado com o “dono” da cadeira, Teotonio Vilela Filho. Uma das suas prioridades vai ser aproximar o governo do Legislativo para acelerar o processo de votação de matérias de interesse do Palácio dos Palmares.

“Espero conversar com a deputada Flávia Cavalcante, do PMDB, para estreitar o diálogo entre Legislativo e Executivo. Nos interessa muito a normalidade do parlamento, especialmente para que possam  ser votados projetos essenciais para o funcionamento do Estado, a exemplo do Orçamento de 2014”, explica o governador interino.

O atraso na votação do Orçamento pode criar problemas para vários órgãos públicos, especialmente os que precisam de aumento de dotação orçamentária a partir de janeiro, como é o caso de pasta do Executivo (Saúde e SDS), Ministério Público e TJ.

Prioridade contra a seca

José Thomaz Nonô também vai determinar novas ações que ajudem o sertanejo na convivência coma seca. “Estive na semana passada no sertão e o que vi lá me preocupou muito. Os açudes e barreiros estão secos e nós precisamos intensificar as ações que já vem sendo desenvolvidas pelo governo do estado em parceria com o governo federal, a exemplo da distribuição de água com carros pipa”, adianta.

Todas as suas ações, avisa Nonô, serão tomadas com conhecimento de Teotonio Vilela Filho: “conversamos bastante antes de eu assumir o governo e o Téo me liberou para adotar essas e outras medidas, reforçando que tem plena confiança nos meus atos”, enfatiza.