ALE vota Orçamento e rateio do Fundeb na próxima semana
   3 de janeiro de 2014   │     19:19  │  3

Apenas dois dias de volta à presidência da Assembleia Legislativa, o deputado Fernando Toledo começar a desatar os nós que estão amarrando o funcionamento do Poder Legislativo.

Nesta sexta-feira ele conseguiu que o governo antecipe, já na próxima segunda-feira, 6, o duodécimo da Assembleia Legislativa.

Serão R$ 12 milhões, que correspondem a 1/12 (um doze avos) do duodécimo de 2013. Com isso pagamento dos servidores deverá ser feito até a próxima quarta-feira.

“Vamos priorizar o pagamento dos servidores. Na segunda-feira me reúno com diretores do sindicato para definir se vamos pagar primeiro o décimo ou o salário de dezembro ou uma parte de cada um”, aponta Toledo.

De acordo com o presidente da ALE, depois do pagamento do pessoal, a prioridade será votar o Orçamento de 2014. “Só depois que o Orçamento for aprovado é que poderemos encontrar uma solução em definitivo para pagar os salários atrasados”, explica.

Sem Orçamento, nem um poder, nem mesmo a ALE, poderá gastar mais do que um 12 avos do Orçamento anterior. “Aprovado o Orçamento voltarei a me reunir com o governador e vamos buscar uma solução para resolver essa questão”, aponta Toledo.

Outros projetos considerados prioritários, como o rateio de cerca de R$ 35 milhões do Fundeb de 2013 para cerca de 12mil professores, também devem ser votados.

“A prioridade agora é normalizar o funcionamento da Assembleia com o pagamento dos salários atrasados dos servidores e coma votação dos projetos importantes que estão na Casa”, aponta Toledo.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. jose antonio dos santos

    Este ano de 2014, tem eleições e que o eleitor de Alagoas tenha a percepção de que votar bem faz parte de uma atitude inteligente e que pode mudar o destino da população. Que o politico mentiroso, ladrão seja banido do poder, que novas propostas sejam convincentes e verdadeiras. Não acreditem em Papai Noel!.

  2. Mastson

    Gostaria de parabenizar esse veiculo de comunicação e esse ilustre jornalista, pela informação. Até agora, foi o único jornalista e o único órgão de comunicação que destacou a questão do rateio dos professores. Já que o governo colocou em algum momento que esse rateio seria pago no dia 31 de dezembro. Cria-se uma expectativa para os professores a maioria conta com esse complemento para quitar as contas e a secretaria de educação que deveria ser a mais interessada não mantém o servidor informado. Uma nota nos meios de comunicação para que o professor tenha a segurança que a sua secretaria está empenhada nesse processo.

  3. Não é bem assim...........

    Calma veloz…………. ninguém nem sabe devido a “fome” dos GESTORES o que dá para ser pago aos servidores, acreditam eles(os servidores) que dariam para pagar décimo terceiro ou dezembro e mais as férias pois a folha daria uns 8 milhões mais 3 milhões de férias,isso um pouquinho mais ou um pouquinho menos,porém , o problema é que devem estar FAMINTOS E O MP ESTADUAL TEM O DEVER E A OBRIGAÇÃO DE ACOMPANHAR BEM DE PERTO E COM LUPAS O QUE REALMENTE FAI SER PAGO AOS SERVIDORES PARA QUE NÃO LHES PASSEM A PERNA NOVAMENTE.

Comments are closed.