Caso Maikai: revelações mostram que morte foi cuidadosamente planejada
   8 de março de 2014   │     10:39  │  1

A reportagem do Gazetaweb trouxe novas revelações sobre o assassinato de Guilherme Brandão. A Perícia Oficial, por exemplo, divulgou que a cena do crime foi alterada antes da chegada dos peritos (http://gazetaweb.globo.com/noticia.php?c=362996&e=13).

De acordo com a perícia, as contradições nos depoimentos e a comprovação de modificações no local do crime foram decisivas para que a polícia identificasse Marcelo Carnaúba, gerente do Maikai, principal suspeito no crime.

O que ainda não foi revelado e que pude apurar, em conversa com agentes de polícia e pessoas que tem trânsito na Choparia Maikai, é que o crime foi cuidadosamente planejado.

Em conversa com pessoas que conhecem a “casa” isso fica muito claro. Algumas revelações:

– As câmeras de segurança, por exemplo, foram viradas para a parede na hora do crime.

– Na hora do crime Marcelo Carnaúba, réu confesso, teria ligado o gerador de energia. O barulho do motor abafou o barulho da bala e o crime não foi percebido por outros funcionários da casa.

– Guilherme e Marcelo tiveram uma discussão séria, por conta da descoberta do desvio de dinheiro, alguns dias antes do crime e marcaram o encontro para o acerto de contas.

– O dono do  Maikai já vinha suspeitando há alguns meses do desvio de dinheiro que era feito por Marcelo, gerente financeiro  e seu amigo de infância. Por isso alguns funcionários levantam a suspeita de que o incêndio que ocorreu na Maikai em junho de 2012 e onde foram queimados muitos documentos, pode ter sido criminoso.

– O valor do desvio no Maikai era superior a R$ 1 milhão.

– Desde o primeiro momento, em função de seu comportamento, Marcelo foi considerado pela polícia como principal suspeito do homicídio. Bastou o levantamento de algumas provas para pressionar o gerente a confessar o crime.

– Todo o resto leva a crer que Marcelo planejou cuidadosamente cada detalhe do crime e teria tido a frieza de atirar em Guilherme por trás antes mesmo de começar qualquer acerto de contas.

O que tem de real nestes “detalhes” será revelado nos próximos dias com o aprofundamento das investigações.

guilhermebrandao

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Interiorano

    Quanta maldade! Sinceramente, nós estamos caminhando para “o fim dos tempos” como diziam os mais velhos lá pela década de 70! E a cada dia que passa, diante de tanta violência, onde não existe mais amizade, confiança e respeito, eu estou convencido que “eles” tinham razão! Até a década de 70/80, raramente se ouvia falar de assaltos, assassinatos, crimes, drogas, estupros, pedofilia e sequestros! De uns tempos para cá, acabou se o sossego e a tranquilidade! Confiança, essa é que não existe mesmo pois, ninguém sabe quem é quem! Quantas atrocidades não estão acontecendo e muitas dela, partindo justamente, de pessoas a quem se depositava amizade e confiança! Deus proteja as pessoas de bom coração, da maldade das peças ruins que estão infestando o solo desse País!

Comments are closed.