Pré-candidatura de Fireman ao governo ganha fôlego no PSDB
   20 de março de 2014   │     22:51  │  1

Marcos Fireman deixou a Secretaria de Infraestrutura no dia 21 janeiro para entrar no jogo eleitoral. Ele avisou que colocaria seu nome à disposição do PSDB e do governador Teotonio Vilela Filho para disputar o governo nas eleições deste ano.

Poucos levaram a sério o anúncio. Dois meses depois, Fireman ganhou espaço dentro do PSDB e passou a falar como pré-candidato com apoio de outros tucanos não menos influentes. Ele já conseguiu apoio declarado de vários secretários e agora começa a ganhar espaço com os pré-candidatos do partido.

O presidente do diretório estadual do partido, Pedro Vilela, que tem aparentemente participado do esforço para fortalecer Fireman ao lado de outros tucanos, avisa: “o Marcos foi secretário de infraestrutura durante 7 anos e fez um trabalho excepcional e isso o qualifica a pleitear qualquer posição pública no estado de Alagoas.  não tenho dúvida que qualquer que for ao posição ele tem total condição de exercer”.

Apesar de ter ser fortalecido dentro do partido, Fireman ainda precisa ganhar musculatura na base de apoio do governo. E ele quer mais tempo para isso. Tanto que avisou, em entrevista, essa semana, que a decisão do partido sobre o candidato a governador só terá tomada lá para junho. Estimulado pelo próprio governador, Fireman vai continuar se movimentando. Se ganhar mais espaço, terá chances de ser candidato a governador.

“O PSBD me convocou para essa missão. Foram sete anos participando de uma secretaria muito importante. Deixamos um legado grande para o estado de Alagoas e o PSDB entendeu que meu nome deveria ser preparado para uma disputa para o governo do estado. Ainda está em processo de discussão, mas estamos trabalhando com esse foco, de disputar o governo de Alagoas, com o PSDB e toda a base aliada do governo dá sustentação ao projeto que a gente pretende ampliar”, avisa.

Fireman já fala como candidato e avisa: “vamos avançar no projeto de infraestrutura e também na área social e de desenvolvimento de Alagoas, na segurança pública e na da saúde. É uma missão que está sendo trabalhada e vai depender muito da vontade do povo alagoano. Vamos avaliar isso lá para junho. Estamos trabalhando. Sou novato nesse ramo. Nunca participei de nenhum pleito político, não pertenço a nenhuma dinastia política de Alagoas, nenhum grupo empresarial. Minha experiência foi como secretário,  uma experiência que me deu a oportunidade de conhecer  o estado de Alagoas e o povo alagoano e de demonstrar que tenho capacidade de  trabalho e de tocar esse estado e fazer com que ele avance ainda mais”, enfatiza.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

Comments are closed.